TradeÚltimas Notícias

ClickBus cresce e comprova tendência pelas viagens rodoviárias

ClickBus registra mais de 80% de crescimento nas vendas em 2022, sendo que duas em cada três delas foram para novos usuários na plataforma

O mercado interno de turismo já está 0,7% maior do que era em fevereiro de 2020, período pré-pandemia, e mostra fôlego para crescer ainda mais nos próximos meses, período de alta temporada de férias de verão. De acordo com levantamento da Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em setembro de 2022, o índice de atividades turísticas cresceu 0,4% em relação a agosto, terceiro resultado positivo seguido, período em que acumulou um ganho de 3,2%. O bom resultado se reflete em todos os agentes do setor, inclusive no mercado de transporte rodoviário de passageiros. De acordo com a ClickBus, maior marketplace de passagens rodoviárias do Brasil, o mês apresentou um resultado positivo, com 30% de vendas de passagens a mais do que o mesmo período de 2021.

Publicidade
Tramontina

 

Só em 2022, a ClickBus notou um crescimento de 275% na média diária de buscas no site, comparado com 2021. Em relação a vendas concluídas, de janeiro a setembro deste ano foram vendidas 83% a mais de passagens do que o mesmo período de 2020, resultando no melhor primeiro semestre da história da empresa.

Na comparação com 2021, o resultado chega a 84% no mesmo período. Os números superam o acumulado do setor, que de janeiro a setembro de 2022 mostrou expansão de 36,9% frente a igual período do ano passado, segundo o IBGE. “Mais de 70% das compras na plataforma da ClickBus foram realizadas por novos usuários. Esta é a onda de novos clientes que estão migrando para viagens de ônibus. Os novos consumidores vêm em busca, principalmente, da praticidade de comprar passagens online, fruto da digitalização do setor proporcionada após a nossa entrada no mercado”, comenta Phillip Klien, CEO da ClickBus.

Publicidade
Clima ao Vivo

Em relação à competitividade de preços, diferente do modal aéreo, os valores dos bilhetes rodoviários têm se mantido similares aos pré-pandemia na maioria dos trechos. Cada vez mais a inteligência de precificação tem atraído o público, principalmente aqueles que compram de forma antecipada, para aproveitar os descontos agressivos.

Outro fator de crescimento da demanda de viajantes no modal rodoviário é a modernização dos ônibus, já que as viações vêm investindo no upgrade de suas frotas e oferecendo comodidades como leito-cama, serviço de bordo, TV e até mesmo Wi-Fi. As viagens corporativas neste modal também cresceram – a ClickBus registrou uma alta de mais de 20% de pessoas que declararam viajar a trabalho de ônibus, em relação ao ano passado. O passageiro do rodoviário está buscando cada vez mais uma experiência de viagem confortável e prática, seja a lazer ou a trabalho, e o ônibus tem sido a opção ideal neste sentido, começando pela possibilidade de compra em poucos minutos a partir do celular ou computador.

Rotas mais procuradas neste ano até setembro

Um levantamento realizado pela ClickBus mostra um aumento de mais de 50% na demanda por passagens entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo nos últimos 12 meses. Confira as dez rotas mais movimentados do Brasil em 2022:

  1. Rio De Janeiro (Novo Rio), RJ -> São Paulo (Tiete), SP
  2. São Paulo (Tietê), SP -> Rio De Janeiro (Novo Rio), RJ
  3. São Paulo (Tietê), SP -> Curitiba, PR
  4. Curitiba, PR -> São Paulo (Tietê), SP
  5. Campinas (Rodoviária), SP -> São Paulo (Tietê), SP
  6. São Paulo (Tietê), SP -> Campinas (Rodoviária), SP
  7. Guarujá (Rodoviária), SP -> São Paulo (Jabaquara), SP
  8. Teresópolis, RJ -> Rio De Janeiro (Novo Rio), RJ
  9. Rio De Janeiro (Novo Rio), RJ -> Teresópolis, RJ
Publicidade
Desbravador
Terceiro trimestre

Segundo a ClickBus, o terceiro semestre de 2022 apresentou um crescimento de 129% em relação ao mesmo período de 2021. No entanto, se comparado ao segundo trimestre de 2019, pré-pandemia, o crescimento foi de 18%. O levantamento da ClickBus ainda mostra que houve um aumento de 16% na demanda por rotas de até 300 km de distância.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA