OpiniãoÚltimas Notícias

O chá é uma bebida versátil e pode ser diferencial nos serviços hoteleiros

Artigo de Paula Braga Batista* 

Nossa primeira refeição do dia recebeu o nome de café da manhã, em homenagem a este produto tão importante para a nossa história e economia, que é o Café, mas e se nós fossemos o país do chá? Será que nossa primeira refeição seria o Chá da Manhã?

Será que tem chá na nossa história? Para começar, precisamos primeiro entender o que é chá! Tradicionalmente, chá é a bebida produzida por meio da infusão das folhas secas de uma única planta: a Camellia sinensis. Isso mesmo! Todos os chás vêm dessa planta e falo aqui, dos conhecidos chá preto, chá verde e chá branco e ainda do oolong, do chá amarelo e do chá escuro. O que diferencia cada um dos tipos é o processamento das folhas após a colheita.

Publicidade
Ameris

O chá é uma bebida naturalmente cafeinada e que contém ainda antioxidantes, aminoácidos e vitaminas. Seu sabor é forte e marcante! Foi descoberto na China, há aproximadamente 5.000 anos. Seu consumo, produção e plantio foram espalhados pelo mundo. Na época das grandes navegações, o chá era uma especiaria e os portugueses foram os primeiros a adquirirem a bebida e incorporarem o hábito de consumo na Europa.

O chá é uma bebida versátil e pode ser diferencial nos serviços hoteleiros
Preparo de Chá que pode ser servido quente ou frio – Foto – Divulgação
Publicidade
Harus

Quando a família real Portuguesa veio para o Brasil em 1812, foram trazidas várias espécies vegetais para serem ambientadas por aqui e a Camellia sinensis veio também. Foi plantada no jardim botânico do Rio de Janeiro e a partir de lá, enviada para algumas capitanias, que hoje representam os estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná. A ideia era fazer do Brasil um grande produtor de chá. Talvez tivesse dado certo, pois nossas terras são ricas e o clima adequado para o desenvolvimento das plantas. Contudo, o responsável pelo “projeto de cultivo de chá no Brasil” faleceu precocemente e não houve continuidade no apoio aos produtores. O Brasil não se tornou um grande produtor de chá, mas as plantas continuam aqui, no nosso território, como marco e recordação dessa parte da nossa história, muito pouco contada e valorizada. Já no século XIX, descendentes japoneses foram responsáveis por uma segunda introdução da cultura do chá no Brasil. Lograram êxito e o município de Registro se tornou a capital brasileira do chá. Hoje, ainda temos alguns poucos produtores mantendo viva a tradição de cultivar e processar chás em solo brasileiro e chás de qualidade.

Chá é muito versátil! Pode ser consumido quente ou frio, pode ser utilizado em drinks alcoólicos e não alcoólicos, pode ser utilizado como ingrediente para o preparo de alimentos… Harmoniza com os mais variados alimentos e em todas as refeições.

O chá é uma bebida versátil e pode ser diferencial nos serviços hoteleiros
O chá harmoniza muto bem com bolo – Foto – Divulgação
Publicidade
Desbravador

Porém, aposto que, quando alguém lhe oferece um chá, você pensa em outras bebidas. Outro fato interessante, é a dúvida que se aparece constantemente, consigo imaginar você se perguntando: então chá de camomila não é chá? Aqui no Brasil, adotamos um conceito de chá como categoria de bebida. Assim, temos “chá de hortelã”, “chá de hibisco”, “chá de camomila” e tantos outros. A utilização de outras plantas para o preparo de bebidas infusionadas vem dos nossos antepassados indígenas, africanos e portugueses e faz parte da nossa história e cultura. Contudo, geralmente essas bebidas não são denominadas de chás, na maioria dos países. Cada planta tem sua composição química e logo propriedades distintas, mas geralmente não encontramos cafeína nos demais “chás” (exceção é a erva mate que contém cafeína, como a Camellis sinensis). Agora, respondendo à pergunta que fiz no início do parágrafo, se chá de camomila não seria chá? Respondo que, chá de camomila é chá de camomila!!!

O chá é uma bebida versátil e pode ser diferencial nos serviços hoteleiros
Pé de chá (Camellia sinensis) em Ouro Preto (MG) – Foto – Divulgação

O mundo dos chás e das infusões é riquíssimo e apaixonante. O ritual de preparar e servir um bom chá é uma arte. A hora do chá pode ser um momento especial, de experimentar um novo sabor, conhecer uma tradição ou até participar de uma cerimônia. Proporcionar uma xícara de chá aos seus hospedes é permitir que eles vivam toda essa cultura.

Publicidade
Clima ao Vivo

Ficou com vontade de tomar chá na primeira refeição? Já consegue imaginar uma xícara de chá acompanhando pães, pães de queijo, queijos, bolos e biscoitos? Quem sabe o chá pode ser um diferencial do seu serviço? Acompanha-me num chá da manhã?

O chá é uma bebida versátil e pode ser diferencial nos serviços hoteleiros
Em breve estará acontecendo o Breakfast Festival nos melhores hotéis da capital mineira.- Imagem – Divulgação

*Paula Braga Batista é engenheira agrônoma, consultora, especialista em chás e pesquisadora (Universidade de Okayama). Ministra aulas, palestras e realiza eventos de divulgação e promoção da cultura do chá.

Publicidade
Tramontina

Edgar J. Oliveira

Diretor editorial - Possui 31 anos de formação em jornalismo e já trabalhou em grandes empresas nacionais em diferentes setores da comunicação como: rádio, assessoria de imprensa, agência de publicidade e já foi Editor chefe de várias mídias como: jornal de bairro, revista voltada a construção, a telecomunicações, concessões rodoviárias, logística e atualmente na hotelaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA