HOME Matérias Gastos dos estrangeiros apresentou aumento de 1,86% em 2018 no Brasil

Gastos dos estrangeiros apresentou aumento de 1,86% em 2018 no Brasil

59
0
SHARE
Avenida Paulista - Crédito: Rogério Cassimiro - MTUR

A receita cambial do turismo fechou 2018 com resultado positivo, apresentando incremento de 1,86% nos gastos dos estrangeiros que visitaram o Brasil. No sentido inverso, a despesa cambial, que retrata os gastos de brasileiros no exterior, apresentou retração de 3,89% no mesmo período, diminuindo o déficit da balança comercial do turismo (diferença entre receita e despesa).

De janeiro a dezembro, os turistas internacionais injetaram US$ 5,92 bilhões na economia brasileira, frente aos US$ 5,81 bilhões registrados no mesmo período de 2017. Já os brasileiros, cujos gastos no exterior apresentaram queda entre junho e dezembro de 2018 em relação aos mesmos meses do ano anterior, deixaram US$ 18,2 bilhões nos países visitados ao longo de todo o ano passado. Em 2017, foram US$ 19 bilhões.

“A política de facilitação de vistos para entrada de estrangeiros no país e o início da atuação das low costs para aumentar a conectividade entre os destinos contribuirão para reduzir esse déficit que ainda é grande e não condiz com a realidade da oferta turística do Brasil. Mas queremos mais, como a modernização da Embratur, que promove o Brasil lá fora; e também a criação de áreas especiais de interesse turístico que irá estimular o uso de áreas ainda sem uso para alavancar o setor no país”, comenta o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Os dados divulgados pelo Banco Central no dia 29 de janeiro mostram que dezembro de 2018 foi um mês com índices negativos tanto na despesa como na receita cambial do turismo. Os gastos dos estrangeiros no Brasil caíram 3,18%, fechando em US$ 485 milhões, enquanto os de brasileiros no exterior foram de US$ 1,62 bilhão, redução de 13,79%. A balança comercial do turismo fechou 2018 com déficit de US$ 12,3 bilhões, menor que a marca de US$ 13 bilhões de 2017.