Publicidade
Retomada do turismo

Vivence Suítes Hotel Palmas implanta medidas em combate ao Coronavírus

Muito mais exigentes e com hábitos de higiene mais rigorosos. Essas são características de quem ainda precisa viajar em meio a essa crise provocada pela COVID-19 e passará a fazer parte do hóspede standard daqui em diante. Esse novo perfil de turista, além de adotar hábitos mais introspectivos durante a sua estadia nos hotéis, está atento à rotina de limpeza e higienização desses ambientes.

Publicidade
RAP Engenharia

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), enviou uma carta a todos os seus associados, com orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendando a adoção das medidas com o objetivo de impedir a disseminação do novo vírus pelo território nacional. Evitar contato físico muito próximo, lavar as mãos com frequência e após cada atendimento, disponibilizar nas dependências dos estabelecimentos álcool gel para que todos possam manter as mãos limpas e descontaminadas são algumas recomendações repassadas aos hotéis do país.

Atento a este novo perfil de hóspedes e seguindo as recomendações da OMS, o Vivence Suítes Hotel Palmas já implantou estas e outras medidas preventivas nas suas dependências. Há um rigor ainda maior na higienização de quartos, banheiros e locais de uso público, mais cuidado no manuseio de roupas sujas e de objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas, além de ações para desinfetar com detergente e álcool 70% às áreas de grande manuseio, como corrimãos, maçanetas, elevadores. As iniciativas visam proteger todos os funcionários do hotel, desde o mensageiro à recepção, passando pelo pessoal da copa e restaurante. Toda a equipe que trabalha dentro do hotel passou por uma rigorosa ação de conscientização das novas diretrizes de limpeza.

Publicidade
Harus

Vanessa Morales, Diretora Operacional, Comercial & Marketing da Vivence Hotéis & Resorts, comenta que“Além de todas estas medidas indicadas pela OMS, mantemos o apartamento, que acabou de ser desocupado, lacrado por 3 dias em respeito à sobrevida do vírus, caso ainda esteja em alguma superfície. Lembramos que todas estas medidas são preventivas e que não há motivo para pânico. Acreditamos que mantendo estes hábitos de higiene, limpeza e proteção, não há risco para os hóspedes e funcionários”.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA