Publicidade
Retomada do turismo

Travel & Lifestyle Summit 2019 debateu desafios e oportunidades do Turismo digital

Mariana Aldrigue, Presidente do Conselho de Turismo da Fecomércio/SP foi a moderadora desse painel que contou com a participação de: Elisa Araujo, Sócia e Diretora Comercial do site Viaje na Viagem, Juliana Vital, Diretora Geral da Voopter, Marcel Bianchi, Head de Parcerias na ClickBus, e Manoel Fernandes, Diretor da BITES. Eles participaram debatendo os seguintes tema: Os desafios da adaptação para empresas que nasceram off-line; Que desafios as empresas digitais enfrentam; Possíveis sinergias entre os mundos on e off-line; Comportamento do viajante 4.0 x viajante tradicional; Medidas de modernização que podem ajudar o setor como um todo.

Publicidade
Expo Retomada

Manoel Fernandes: “Existem no Google mais de 21 milhões de buscas com a palavra viajar”

Manoel Fernandes começou destacando que sua empresa é uma fornecedora de dados para tomada de decisões e negócios e apresentou um estudo de padrões de viajantes. “Existem no Google mais de 21 milhões de buscas com a palavra viajar, sendo a maior de todas as busca das demais mídias. Viajar mais barato é a expressão número um no Brasil com 888.000 de buscas mensais no Brasil. Quanto custa viajar é a pergunta mais comum dos viajantes brasileiros. Estudos revelam que no Brasil, são feitas mais de 150 milhões de buscas de viagem e Portugal e Europa são as buscas mais procurados e no Brasil, o Nordeste é a região preferida. São Paulo, Rio de Janeiro e o Distrito Federal são os estados com maior interesse de viajar”, comentou Fernandes.

Publicidade
Continuum

Elisa Araujo, Sócia e Diretora Comercial do site Viaje na Viagem

Perfil do viajante

Elisa Araujo destacou em sua apresentação o que o viajante quer saber e mostrou os 10 post mais vistos em 2019 no site, sendo Europa: 10 roteiros em 15 dias o número um. “O usuário tem interesse em posts-roteiros, páginas o que fazer de guias, guias completos de uma página e posts notícia-serviço. Somos um site focado em planejamento, estratégia e serviço para viagens. Uma característica muito forte de nosso site são características reais de viagens, nós não escrevemos o que não conhecemos, mas divulgamos conteúdo compartilhado dos leitores”, lembrou Elisa. De acordo com ela, o conteúdo de viagem assim como outras áreas de comunicação, tem como foco o permanente consumo de inspiração, fragmentação do interesse do consumidor e um novo paradigma de autoridade de informação.

Publicidade
FBHI

Juliana Vital disse que o Voopter é um buscador de viagem que nasceu na Europa, mas teve que se adaptar a realidade brasileira, pois o comportamento do consumidor é diferente. “Temos 2,5 milhões de usuários cadastrados em nossa plataforma, sendo 80% das pesquisas feitas através de mobile. Estamos em busca de novidades e criamos conteúdos editoriais de destinos através de colaboradores”, disse Juliana.

Juliana Vital, Diretora Geral da Voopter

Ela apresentou alguns dados apontando que as buscas cresceram 56% em relação a 2018. “Através das buscas conseguimos mensurar se os destinos mais procurados que no Brasil que no momento são: São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Fortaleza. Os destinos internacionais mais procurados são: Portugal, Miami, Santiago, Buenos Aires e Porto. Os dados estão à disposição de todos e devemos usá-los para fomentar o turismo, mas o desafio do mercado é compartilhar esses dados”, explicou Juliana.

Marcel Bianchi, Head de Parcerias na ClickBus

Transporte rodoviário

Marcel Bianchi começou explicando que rodovias ainda são grandes conexões do Brasil. “O modal terrestre representa 61% das cargas no Brasil e registramos em 2018 mais de 160 milhões passageiros. Temos cerca de 5.500 municípios no Brasil e nosso aplicativo conta com cerca de quatro mil destinos a disposição de nossos clientes”, mencionou Bianchi.

Publicidade
Totaline

Em relação as vendas do ClickBus, ele revelou que a empresa já vendeu mais de 18 milhões de passagens via internet e que nas promoções da black Friday eles venderam no trecho São Paulo ao Rio de janeiro, passagens mais baratas que o preço do pedágio. Mas na opinião dele, ainda existe muitas barreiaras a serem vencidas para que as passagens de ônibus sejam adquiridas tão facilmente pela internet, assim como se adquire as passagens áreas. “Ninguém vai no aeroporto comprar uma passagem aérea, então por que tem de ir na rodoviária para adquirir uma passagem?  Queremos ter o ônibus nas prateleiras das agências de turismo. Percebemos também que falta a divulgação, pois tem muitas empresas investindo na modernização, mas o mercado desconhece. Esses são nossos desafios pra poder crescer ainda mais”, conclui Bianchi o painel.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA