Publicidade
Encontro da Hotelaria Mineira

Taxa de ocupação hoteleira de Salvador (BA) em junho foi de 36%

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Com o bom ritmo da vacinação e a melhora nos indicadores da pandemia, está sendo observada uma melhora progressiva no desempenho da hotelaria em Salvador. No mês de junho a taxa média de ocupação foi de 36%, superior a do mês anterior (28,69%), enquanto o desempenho de junho do ano passado foi de 19,04%.  O período junino também contribuiu com esse resultado, já que muitos hóspedes buscaram o descanso, sobretudo nos finais de semana – quando a ocupação cresce até dez pontos percentuais – e nos feriados. A taxa de ocupação foi de 40,54% nos finais de semana, mostrando-se sensivelmente melhor do que a dos dias de semana (34,47%).

Publicidade
Trofeu fornecedor

A gradual retomada impactou também na diária média que apresentou crescimento em relação ao mês anterior, passando de R$ 328,13 em maio para R$ 338,58 em junho. Se excluirmos as informações referentes aos hotéis de luxo, teríamos uma diária média em junho de R$ 238,31. Já o Revpar – indicador ponderado entre a Taxa de Ocupação e a Diária Média de R$ 122,20, em comparação ao mês anterior (R$94,15), foi bastante animador.

Publicidade
Engie

 

Taxa de ocupação hoteleira de Salvador (BA) em junho foi de 36%

Luciano Lopes: “A hotelaria baiana está preparada para atender a todos com os protocolos de segurança” (Foto: Divulgação)

Publicidade
Simmons

Para Luciano Lopes, Presidente da ABIH/BA – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia, com a Fase Verde na capital baiana, espera-se resultado ainda melhor em julho. “A liberação das atividades essenciais para o turismo, como as praias, bares, restaurantes, parques, espaços de convenções e centros culturais, vão possibilitar o incremento do fluxo na hotelaria. Pesquisas mostram que Salvador é um dos destinos mais desejados e é fundamental que a experiência da visitação seja completa. Estamos preparados para atender a todos com os protocolos de segurança”, relata Luciano Lopes.

Os números aqui divulgados são fruto da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seções Bahia e Brasil. O levantamento é digital e os dados são fornecidos diariamente pelos hotéis ao Portal Cesta Competitiva. A média resultante constitui o indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem na capital baiana.

Publicidade
Altenburg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA