Publicidade
Leceres

SINDEPAT adere ao selo Safe Travels, do World Travel & Tourism Council

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Com adesão, SINDEPAT compromete-se a contribuir para a implementação dos protocolos de segurança do WTTC entre seus associados

O SINDEPAT – Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas aderiu ao selo Safe Travels, do World Travel & Tourism Council (WTTC), entidade que reúne as principais empresas globais de turismo. Com isso, o Sindepat compromete-se a difundir entre seus associados a adoção dos protocolos de segurança elaborados pelo WTTC e colocados em prática pelas principais empresas do setor em todo o planeta. Com a adesão, o Sindepat torna-se um “embaixador” do selo Safe Travels.

Publicidade
Harus 1

Responsável junto com a Adibra pela confecção dos protocolos de segurança sanitária para parques e atrações no Brasil, uma vez desencadeada a crise do novo coronavírus, o SINDEPAT compromete-se agora a alinhar as práticas brasileiras às internacionais, com o intuito de colaborar para a retomada completa e uniforme do Turismo em todo o mundo. “Na prática, nossos protocolos são muito similares a tudo o que vem sendo adotado mundo afora”, conta o Presidente do SINDEPAT, Murilo Pascoal. “No entanto, vemos na adesão ao selo internacional uma sinalização de que estamos prontos para a retomada doméstica, que já estamos vivenciando, e também internacional, em breve”, completa o Presidente.

Publicidade
21 anos Revista Hotéis

De acordo com a Diretora-executiva do SINDEPAT, Carolina Negri, “Assim que os turistas estrangeiros voltarem a visitar o Brasil, poderão encontrar nos parques e atrações associados ao Sindepat o selo Safe Travels, com o qual estão mais familiarizados que com o selo nacional Turismo Responsável. De qualquer modo, nossos associados terão os dois certificados para apresentar”.

Publicidade
Faitec

O objetivo do WTTC com o desenvolvimento do selo Safe Travels é otimizar a retomada do setor por meio de ações alinhadas globalmente entre os setores público e privado, acelerando a recuperação da confiança do consumidor. “Você é parte de uma rede global, que cresce rapidamente, comprometida com a recuperação da confiança entre viajantes”, diz a carta de aprovação do WTTC enviada ao SINDEPAT. “Você tem ainda a importante responsabilidade de ampliar essa rede entre seus fornecedores. Como usuário do selo, há benefícios e responsabilidades que têm o objetivo de ampliar os impactos positivos do selo Safe Travels”.

A Diretora-executiva do SINDEPAT lembra que os protocolos são documentos em transformação, tanto no caso do selo Safe Travels quanto do Turismo Responsável, do Ministério do Turismo brasileiro. “Desde a primeira elaboração, avançamos em informações sobre a doença e sua transmissão, o que nos permite fazer modificações nos protocolos, de acordo com esses avanços e seguindo as diretrizes de flexibilização de cada região em que os empreendimentos estão localizados”, diz. O selo Safe Travels pode ser utilizado por países, destinos turísticos, associações, empresas públicas e privadas que se comprometam com a adoção dos protocolos estabelecidos. Eles são divididos em segmentos e atividades, como aviação, aeroportos, indústria da hospitalidade e atrações, entre outros.

Publicidade
Soluções RH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA