Publicidade
FOHB

São Paulo conclui a instalação da sinalização turística viária

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTuris – São Paulo Turismo, empresa municipal de promoção turística e eventos, acaba de concluir a segunda fase do projeto de Sinalização Turística Viária da capital paulista. No total, foram instaladas 720 placas que indicam 99 pontos de atração turística da cidade.
Esta semana foram instaladas as  últimas placas, que ficam na região dos centros de feiras e eventos Anhembi Parque e Expo Center Norte, contemplados somente agora devido às obras de melhoria na Marginal Tietê, terminadas recentemente. A ação marca a conclusão do projeto que teve início em junho de 2008, com a inserção das primeiras 448 placas – principalmente na região central – até julho de 2009. Esta última etapa começou em maio de 2010, quando a sinalização começou a ser colocada no entorno de lugares como o Zoológico, Parque da Aclimação, Catavento Cultural, Hípica, Casa do Sertanista e Transamérica Expo, entre outros.
Para o Presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, o projeto era uma das metas de maior relevância para o turismo na Agenda 2012 da Prefeitura e uma antiga demanda de São Paulo como destino turístico. “A instalação das placas supriu uma necessidade histórica de uma cidade que recebe quase 12 milhões de turistas por ano. Como destino global, é de extrema importância uma sinalização turística adequada e que siga um padrão mundial, podendo ser reconhecida por visitantes de qualquer lugar do planeta”, explica Carvalho. 
Cada ponto sinalizado possui de seis a oito placas em suas proximidades, quantidade suficiente para uma adequada orientação, de acordo com o estudo da CET/SP – Companhia de Engenharia de Tráfego, que colaborou com o projeto. A metodologia contou com detalhamento técnico-executivo do órgão e ainda foi referenciada no Guia Brasileiro de Sinalização Turística. Entre as premissas do plano estratégico de instalação das placas estava ainda o respeito às disposições legais de trânsito e uso do espaço público, garantindo fácil acesso aos atrativos, segurança e fluidez no deslocamento de pedestres e veículos, sem prejudicar a sinalização de trânsito existente.
As placas variam de 1,45 m de largura x 0,75 m de altura até 2,65 m de largura x 1,50 m de altura e seu layout segue o padrão internacional de sinalização turística: são marrons, possuem o nome do ponto turístico, a seta mostrando a direção a seguir e um ícone indicativo (normatizado mundialmente) sobre o tipo de atração. São 20 diferentes ícones  que ilustram equipamentos como museus, parques, teatros, bibliotecas, patrimônios culturais, patrimônios naturais, arquiteturas históricas, centros culturais, praças, planetários, zoológicos, zoológico com animais soltos, centros de convenções, festas populares, pavilhões de feiras e exposições, centrais de informação turísticas e locais para prática de esportes.

 

 

Se você estivesse nos seguindo pelo twitter teria recebido esta informação em tempo real. Venha nos seguir, acesse www.twitter.com/revistahoteis ou então pelo Facebook acessando nossa página através do link http://migre.me/4G5ac . Conheça também nossa página no Flickr acessando o link http://migre.me/4DT8x e no Tribt http://tribt.net/profile/revistahoteis

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA