HOME Matérias Aconteceu Rodrigo Pimentel palestrou na 6ª edição do Top Seller Event

Rodrigo Pimentel palestrou na 6ª edição do Top Seller Event

79
0
SHARE
Rodrigo Pimentel: "Recebi um sonoro não de Walter Salles que o brasileiro não gosta de filme de policiais, mas de filme de bandido e deu o telefone do José Padilha que acreditou no livro e foi um sucesso de bilheterias"

Direto de Florianópolis (SC) – Rodrigo Pimentel é ex capitão do BOPE do Rio de Janeiro, autor do livro “Elite da Tropa”, que originou os premiados filmes “Tropa de Elite” e “Tropa de Elite II”. Sua palestra “Construindo Tropas de Elite” encerrou a grade de programação da 6ª edição do Top Seller Event, evento promovido pela RCI Brasil que teve início hoje no espaço Tuguá, no Costão do Santinho Resort Golf & Spa, em Florianópolis (SC). Ele começou sua palestra dizendo que tinha muitas histórias do BOPE, escreveu um livro e tentou vender a ideia para o cineasta Walter Salles que era renomado por ter feito o filme Central do Brasil. Mas recebeu um sonoro não de Salles que o brasileiro não gosta de filme de policiais, mas de filme de bandido e deu o telefone do José Padilha. “Eu o procurei e diferente do Walter Salles, o Padilha começou a desenhar o planejamento do filme num guardanapo de um restaurante. Eu sem entender nada perguntei quantos filmes ele já fizera. Encontrei a resposta de nenhum, que ele era físico de formação e queria fazer do meu livro, seu primeiro filme na vida, pois achou legal o livro. Fiquei ainda mais impressionado quando o Padilha me pediu para comprar um livro sobre como dirigir um filme e fazer roteiro. E essa experiência deu certo e o Tropa de Elite é o filme mais assistido no Brasil”, destacou Pimentel que disse ter arrumado atores amadores, mas com entusiasmo.

Equipe RCI com Rodrigo Pimentel

Ele contou como conseguiu fazer de um simples cidadão que morava numa comunidade do Rio de Janeiro, virar o personagem do Mathias. “Tivemos que tirar o ator da comunidade e para isso contou com o apoio da minha irmã que cedeu o apartamento para ele morar. O ator ganhou fama e sucesso e na segunda edição do filme começou a exigir uma série de condições para continuar trabalhando, condições superiores ao do Wagner Moura, que era o personagem principal. Conversei com o José Padilha e resolvemos fazer a cena da morte do Mathias e com isso terminou o problema que nos afligiam, disse.

Seleção rigorosa

Segundo ele, o BOPE por ser uma tropa de elite recebe 400 inscrições ao ano, mas após exaustivos testes físicos apenas 20 são recrutados e os não selecionados voltam para a polícia militar. Ele comentou a dificuldade em “ser caveira”, nome dados aos policiais do BOPE e como eles trabalham em cima de dificuldades e vão em lugares que nenhum policial comum vai.  E comentou a explosão que o BOPE fez na casa de alguns bandidos de uma comunidade que haviam fugido com um carro e uma criança ficou presa no cinto de segurança e foi estraçalhada ao ser arrastada pelo asfalto. “Essa cena de explosão ganhou muitas manchetes e o reconhecimento do secretário de segurança pública José Beltrame no Rio de Janeiro”, lembrou Pimentel.

Cena da explosão de um barraco numa comunidade que Pimentel mostrou em sua palestra

Vá e vença

Ele disse que o lema do BOPE é Vá e Vença e que missão dada, é missão cumprida e assim deve ser com líderes que comandam as equipes de vendas. E a importância que tem os liderados, citando o caso de como começou a operação Lava Jato com uma simples investigação de um policial que apreendeu um computador num posto de gasolina em Brasília e deflagrou a maior operação anticorrupção no Brasil. “Reconhecimento devem ser feitos a esse policial, assim como reconhecimento devem ser feitos aos comandados da equipe de vendas. E deve ser feito em público para elevar a estima”, destacou Pimentel.

Objetivo do treinamento apresentado por Pimentel em sua palestra

Treinamento e motivação a tropa também foi comentada por Pimentel, como ensinar natação aos policiais da Tropa de Elite do BOPE. Os desafios e superações através de compromisso e muita dedicação foram lembrados. “Hoje a prova da travessia dos fortes, entre o mar aberto do Leme a Copacabana no Rio de Janeiro é organizada pelo BOPE. Sempre colocamos os novos membros que entram na tropa e não sabem nadar para eles superarem seus desafios. Assim deve ser a escolha de vocês gestores de vendas, confiar nas equipes, assim como confia o comandante de uma tropa que entra numa comunidade para fazer uma intervenção. No BOPE temos uma tradição, fazemos um ‘debriefing’ para analisar como cumprimos a missão e assim deve ser vocês que gerenciam equipes. Analisar os erros e acertos para cumprir missões perfeitas e com resultados”, revelou Pimental.

Ele citou os princípios das operações especiais do BOPE que são: surpresa, rapidez, determinação, repetição, segurança e simplicidade. E mencionou que esses princípios também podem e devem ser motivacionais em todas as equipes de vendas. E encerrando sua palestra, Pimentel destacou a importância de uma logomarca para motivar equipes e no final de sua apresentação, recebeu aplausos entusiastas da platéia.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Florianópolis e se hospeda no Costão do Santinho a convite da RCI Brasil para cobrir esse evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image