Publicidade
FOHB

Ricardo Velasco faz palestra sobre África do Sul na 18ª edição do Salão Paranaense de Turismo

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

África do Sul: atrativos turísticos e o legado da Copa do Mundo 2010. Este foi o tema da palestra de Ricardo Velasco, que utilizando uma camisa estilizada com a bandeira sulafricana, deu inicio agora à pouco ao segundo e último dia da 18ª edição do Salão Paranaense de Turismo e da 8ª Mostra das Regiões Turísticas do Paraná que acontece no Centro de Convenções Expo Unimed, situado em Curitiba. O auditório com capacidade para 500 pessoas ficou completamente lotado e o público ávido e atento a palestra de Velasco.

Ele iniciou a palestra destando o importante papel do lider Nelson Mandela na unificação do País, o potencial turístico oferecido, que inclui safáris, esportes radicais, belezas exóticas, a importância da produção de vinhos e alguns dados das principais cidades e destinos a serem conhecidos. “A África do Sul possui uma ótima infraestrutura de estradas em que o visitante pode ir a vários lugares, mas com o devido cuidado, pois a mão de direção é a inglesa. No inicio o motorista estranha um pouco, mas depois que se acostuma não quer parar de viajar e conhecer a fundo os diversos destinos”, assegura Velasco.

Entre alguns destinos que Velasco destacou estavam o Cabo da Boa Esperança, que une os oceanos atlântico e indico, a rota dos vinhos, as minas de ouro, rota dos jardins com a opção para a prática de vários esportes radicais, os hotéis de savana e os parques de preservação da fauna e da flora, como o Kruger. “A África do Sul não era muito conhecida no cenário mundial, mas com a Copa do Mundo, houve uma exposição dos potenciais turísticos muito grande na mídia, o futebol se popularizou, o pais ganhou novos e modernos aeroportos, estádios, infraestrutura de mobilidade urbana e as cidades que mais herdaram este legado foram Johannesburg, Pretória, Cape Town e Durban. O Brasil deve aproveitar o grande momento que deverá viver em 2014 com a Copa do Mundo ou mesmo em 2016 com as olimpíadas para mostrar seu enorme potencial e com isto se tornar uma grande potência do turismo mundial”, conclui Velasco.

 

Se você estivesse nos seguindo pelo twitter teria recebido esta informação em tempo real. Venha nos seguir, acesse www.twitter.com/revistahoteis ou então pelo Facebook acessando nossa página através do link http://migre.me/4G5ac . Conheça também nossa página no Flickr acessando o link http://migre.me/4DT8x e no Tribt http://tribt.net/profile/revistahoteis

Publicidade
21 anos Revista Hotéis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA