HOME Matérias Resorts Salinas encerraram 2018 com receita de R$ 145 milhões

Resorts Salinas encerraram 2018 com receita de R$ 145 milhões

Números contribuíram para que o Grupo Amarante acelerasse o investimento de mais de R$ 50 milhões em seu novo empreendimento: o Japaratinga Lounge Resort

518
0
SHARE
Vista aérea do Salinas Maragogi (AL) - Foto: divulgação

Os resorts Salinas Maragogi e Salinas Maceió (AL) fecharam 2018 com 92% de taxa de ocupação anual, crescendo em relação ao ano anterior, o que gerou receita de aproximadamente 145 milhões ao grupo. A última pesquisa publicada pela JLL, Hotelaria Em Números, trouxe uma média de ocupação dos resorts de praia no Brasil de 58% no ano de 2017. Esses números apresentam uma diferença representativa da performance apresentada pelos resorts Salinas em relação ao mercado, tanto em 2017 quanto em 2018.

Com esse resultado, o Salinas Maragogi vai expandir sua capacidade, até o final do primeiro semestre de 2019, de 268 para 302 apartamentos. Em 2018, o resort registrou um crescimento de 30%, com 94% de ocupação e mais de 90 mil diárias, garantindo mais de R$ 100 milhões em receita.

Já o Salinas Maceió, com 153 unidades, fechou 2018 com 91% de ocupação, o equivalente a mais de 50 mil diárias e um rendimento de R$ 45 milhões. Neste ano, o Salinas Maceió passará 60 dias fechado para uma reforma de modernização de suas UHs e da área de lazer. Apenas nos últimos dois anos, o resort recebeu investimentos que superaram R$ 10 milhões. “Apesar do cenário nacional não ser de crescimento, conseguimos não apenas manter, mas aumentar nosso desempenho em relação a 2017. Fortalecemos nossos canais diretos, nosso site e nossa Central de Reservas, o que trouxe uma rentabilidade maior para nossas vendas. Em 2019, pretendemos seguir nesse caminho, fortalecendo cada vez mais esse contato direto entre o cliente e os nossos resorts”, comenta Fernando Holanda, Diretor de Marketing do Grupo Amarante.

O sucesso alcançado em 2018 contribuiu para que o Grupo Amarante acelerasse o investimento de mais de R$ 50 milhões em seu mais novo empreendimento: Japaratinga Lounge Resort (AL), que será lançado em maio deste ano com 230 apartamentos, sendo o primeiro equipamento de grande porte do destino, que faz parte da Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais. O empreendimento deve gerar mais de 500 empregos diretos e indiretos.

 

Japaratinga Lounge Resort, que será inaugurado em maio de 2019 – Foto: divulgação

Ambos os resorts, que contam com mais de mil colaboradores, tiveram a maioria absoluta de todas as diárias vendidas por meio dos canais próprios (site ou telefone). Um em cada cinco hóspedes que opta por estes canais já esteve nos resorts e faz parte dos mais de 80% de hóspedes que dão nota nove ou dez quando perguntados sobre a probabilidade de indicarem a experiência vivida no Salinas Maragogi ou no Salinas Maceió para um amigo.

Para 2019, a expectativa é de manter e melhorar este desempenho, incrementando investimentos e o padrão de qualidade oferecido aos hóspedes dos resorts Salinas.  “A qualidade no atendimento é a prioridade do nosso Grupo e o que faz tanto hóspedes se tornarem habitués. Nossos colaboradores estão sempre focados em trazer a melhor experiência possível a quem se hospeda conosco, e isso vai do check-in ao check-out, da venda ao pós-venda”, conclui Holanda.