Publicidade
Simmons

“Pet friendly” é tendência e hotéis se adaptam para receber animais

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Cada vez mais considerados membros da família, os animais de estimação já são companhias essenciais para vários brasileiros. A conexão com os animais cresceu bastante nos últimos anos, e hoje já é possível inclusive encontrar locais que são considerados pet friendly (amigáveis aos pets), ou seja, que aceitam a presença de animais de estimação, sem nenhum problema. Shoppings, lojas, parques e até bares e restaurantes passaram a aceitar a entrada de pets para maior conforto de seus tutores, que não querem mais deixar seus companheiros sozinhos em casa. O ramo do turismo, sobretudo, teve de se reinventar: por que não aceitar os pets de hóspedes e/ou clientes?.

Publicidade
Equipotel 2021

Para se ter uma noção, a busca no Google por hotéis e pousadas que aceitam animais de estimação nas acomodações cresceu mais de 300% entre março e setembro de 2020 – um reflexo da forte conexão que os humanos estão estreitando com seus companheiros de quatro patas, principalmente em meio à pandemia de COVID-19. De acordo com uma pesquisa feita pelo site Hoteis.com, mais de 80% dos brasileiros responderam que pretendem viajar com seus pets quando a pandemia passar.

Quem sofreu a perda de parentes ou pessoas próximas também viu em seus pets um porto seguro para encontrar mais equilíbrio emocional. Não à toa, a pretensão de viajar para lugares pet friendly é muito mais latente em meio ao período pandêmico. Por isso, a adaptação de hotéis e pousadas para receber hóspedes de quatro patas é uma tendência não só para 2021 como também para os próximos anos.

Publicidade
SPCVB

Um exemplo de adaptação feita para hospedar pets são os tapetes higiênicos que ganharam espaço reservado nos quartos, bem como comedouros e bebedouros, além de remoção de boxes de banheiros de suítes para que fique mais fácil a circulação dos hóspedes. Playgrounds exclusivos para animais de estimação também podem ser construídos, de forma que o pet se sinta estimulado e fique à vontade no local. De um modo geral, os hotéis adaptados tendem a ter uma limitação de pets por acomodação, e também é possível cobrar taxas a mais para cobrir os custos com a adaptação do ambiente.

Publicidade
Engie

Com a retomada das atividades turísticas e comerciais e a recuperação desses setores pós-pandemia, Valéria Beltrami, analista de negócios do Sebrae, afirma que “esta é uma tendência sem volta”. Uma vez que existem poucas opções existentes no mundo pet atualmente, os hotéis que optarem por se adaptar e se tornar pet friendly podem receber retornos financeiros positivos e ainda fidelizar os clientes, que ainda não têm tantos espaços para se hospedarem com os melhores amigos.

Publicidade
Altenburg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA