Publicidade
Unilever

Pesquisa do Instituto Fecomércio-RJ mostra desejo da população fluminense viajar

Após a flexibilização das medidas de isolamento social por parte do poder público, muitas famílias começaram a vislumbrar a possibilidade de realizarem viagens para dentro do estado do Rio. É o que revela uma pesquisa do IFec RJ – Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises  sobre os planos dos fluminenses com relação ao turismo. O estudo aponta que 49,5% dos pesquisados pretendem realizar alguma viagem de lazer, ainda este ano. A sondagem também mostra que, entre os que pretendem deixar a cidade por mais de um dia, 71,1% não haviam programado a viagem antes da pandemia e somente 28,9% informaram que já estavam com esse planejamento.

Publicidade
Harus

Ao questionar os fluminenses para onde pretendem viajar, 57,3% disseram que vão fazer turismo dentro do Rio de Janeiro. Outros 39,5% afirmaram que vão realizar viagens para fora do estado e somente 3,2% para fora do país.

Ambientes preferidos

Com mais da metade da população (57,3%) planejando passeios pelo estado do Rio, o IFec RJ procurou entender quais locais são os mais procurados. Para 66% dos fluminenses a preferência são lugares com maior contato com a natureza. Os demais apontaram: locais com menor contato com pessoas (14,2%), que possibilitem conciliar lazer e trabalho (11,9%) e outros (7,9%).

Pesquisa do Instituto Fecomércio-RJ mostra desejo da população fluminense viajar

O avião será utilizado para viajar por avião (20,2%) das pessoas entrevistadas
(Foto: Divulgação)

Onde ficar e como chegar

Cerca de 52,2% dos pesquisados informaram que pretendem ficar em hotéis, pousadas e hostels. Casa ou apartamento alugado (22,9%), casa ou apartamento de conhecido ou da família (20,2%) e casa ou apartamento próprio (3,2%). O principal meio de transporte para o destino escolhido será o carro próprio (56,9%), avião (20,2%), ônibus (10,3%) e carro alugado (7,1%).

Publicidade
Retomada do turismo

O levantamento também perguntou aos fluminenses se a escolha do destino da viagem teria influência direta nas medidas de controle da COVID-19 adotada na região selecionada. Entretanto, 58,5% afirmaram que não. Com relação às viagens canceladas neste ano em função da pandemia, 55,1% dos pesquisados relataram que precisaram suspender os planos nos últimos meses.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA