Publicidade
Coronavirus

Patrick Mendes, CEO da Accor, palestrou no 9º Fórum de Formação de Compras

O 9º Fórum de Formação de Compras da Accor, que acontece na Sala Anhanguera 3 do Novotel Center Norte, durante a manhã desta terça-feira, dia 5 de novembro, contou com a presença do CEO América do Sul da companhia, Patrick Mendes, que enumerou os destaques do desempenho da hoteleira francesa no ano de 2019 e do segmento de compras, tema do evento.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Segundo Mendes, “estamos falando da indústria da hospitalidade, ou 22 milhões de room nights em todo o mundo. O turismo e as viagens se tornarão uma das quatro indústrias mais rentáveis do mundo. Um em cada quatro empregos será ligado a nossa indústria e isso se deve a digitalização dos processos. Isso é um impacto para nós. A indústria do turismo representa 10% do ‘world GDP’ com 4% de crescimento por ano”, observou.

Publicidade
Schipper

Mendes também ressaltou a chegada de novos players como a Oyo que já é o número dois no mercado mundial. “Hoje no Brasil quase 80% da hotelaria é independente. Sofrem sem Marketing, sem poder de distribuição e com custos mais caros para atrair clientes. Cinco a dez por cento fecham todos os anos. Ou entram a um grupo grande como a Accor, Marriott ou a própria Oyo, ou falam com o booking, expedia e oferecem toda a sua distribuição, pagando caro por isso. O fato é que essas operadoras trazem clientes, mas custam caro. Isso tudo são movimentos que tentamos entender e manter a nossa posição nessa corrida”, observou.

Publicidade
GRI Hotéis

O clima político mundial também foi mencionado na apresentação de Mendes com as crises no Chile, Brasil, na Argentina e outros países, que obrigam a rede a entender o mercado e criar estratégias que absorvam esses obstáculos sem afetar o desempenho da companhia. “Hoje o luxury representa mais de 45% na nossa operação em termos de fees, receita. Precisamos de fornecedores que acompanhem esse movimento. Nos tornamos uma empresa que vai além da hotelaria. Fornecer um lençol, uma cama para o ibis não é o mesmo que fornecer para o Fairmont, obviamente. Mas hoje temos um portfólio mais abrangente, que vai de marcas como o Jo&Joe até Raffles”, Mendes ressalta, afirmando que existe uma seara ainda maior para a atuação de diferentes perfis de fornecedores.

Publicidade
Saga System

A Accor no Brasil atualmente conta com 323 hotéis. Mendes também afirmou que, para o ano de 2020, mais marcas deverão surgir. “Trata-se de uma estratégia para atender o consumidor que está em busca de diversificação. O cliente quer sempre coisas diferentes a cada viagem. Abrimos em média, 30 a 40 hotéis por ano nessa região, a cada oito, dez dias. Queremos acelerar esse crescimento. Vamos continuar”, prometeu o executivo.

As conversões e aquisições continuarão no radar da rede em 2020. “Queremos continuar com as franquias, colocando nossas marcas em mais hotéis”, finalizou.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image