Publicidade
Retomada do turismo

Otavio Novo cria nova proposta de turismo com a N8on

Há alguns anos percebendo um público que não pode se locomover e viajar por questões de força maior e excluído das soluções para as experiências turísticas, Otavio Novo, advogado pós-graduado em Marketing Digital criou uma nova forma de turismo para atender essa demanda. O projeto da N8on foi idealizado e estruturado por Novo, que durante os últimos 20 anos, vêm atuando nas áreas de gestão de riscos e crises em empresas líderes de mercado.  Por dez anos, teve atividades nas áreas de suporte para o turismo e de 2010 a 2016 esteve à frente da área de gestão de riscos e crises da maior rede de hotéis da América Latina, fazendo a gestão desses temas para 300 hotéis e 15 mil colaboradores em nove países. Atualmente é palestrante, professor e consultor para o setor de turismo e da hotelaria, criador do projeto Novo8, para difusão da cultura de gestão de riscos e crises no turismo. O projeto Novo8 foi mencionado pela ONU como um dos projetos alinhados ao ano Internacional do Turismo em 2017.

Gestão de Riscos

Otavio Novo também é co-autor do livro Gestão da Qualidade e de Crises em Negócios do Turismo pela editora Senac.  E diante dessa experiência bem específica sobre as vulnerabilidades e limitações dos negócios do turismo convencional, foi possível visualizar e desenvolver a ideia do N8on, o novo turismo.  Em uma viagem uma pessoa está exposta a diversos riscos com potencialidade de impactos diferentes. Com relação aos negócios do turismo, são mais de 200 riscos. Quanto a localidade, o overturism e a degradação do meio ambiente, por exemplo, são problemas em vários países com atividades turísticas. Para um turista, situações adversas podem ocorrer durante todo o processo da experiência, desde o “sonhar” com a viagem até o retorno a sua residência, passando pelo transporte, hospedagem, alimentação, atrativos e etc.

Otavio Novo: “Para um turista, situações adversas podem ocorrer durante todo o processo da experiência – Foto – Reprodução

Publicidade
RAP Engenharia

Experiências turísticas

E esses riscos, que fazem parte das importantes experiências turísticas podem significar grandes problemas com resultados graves, como também transtornos menores, mas que trazem frustração para as pessoas que viajam.  Além da questão dos riscos do turismo, que é parte da visão profissional, foi possível notar uma questão anterior: a impossibilidade de locomoção para muitas pessoas, seja por limitações físicas, financeiras e até mesmo psicológicas como fobias de vários tipos.  Entretanto, esse grupo expressivo de pessoas, apesar de não viajar, mantém o interesse nas localidades e nas suas histórias, cenários e experiências.

Publicidade
Harus

Lacunas a serem preenchidas

Assim, há cerca de três anos, verificando a carência desse público, ficou claro que existe uma lacuna no atendimento do turismo para quem não pode ou não quer praticar o chamado turismo convencional.  E com a COVID-19 essa limitação em viajar se potencializou de forma drástica, e hoje praticamente todos se enquadram nesse cenário. Diante disso e analisando as possibilidades e condições atuais, desde 2017, Otavio Novo e sua equipe vem desenhando uma solução que une três princípios fundamentais: o acesso universal, a interatividade no serviço e a alternativa de geração de renda. E assim, utilizando ferramentas disponíveis e de uso massivo pela sociedade, e organizando o negócio para sua viabilidade, nasceu o projeto N8on.

Trata-se de uma rede de relacionamento entre pessoas com diferentes interesses turísticos e que agora podem realizar suas experiências por intermédio da tecnologia em conjunto com o insubstituível olhar humano e empático das pessoas que conhecem o destino, assim como o idioma e os interesses turísticos desse público.

Com a COVID-19 a limitação em viajar se potencializou de forma drástica – Foto – Divulgação

Lugares interessantes

Parceiros, guias profissionais e anfitriões locais, espalhados pelo mundo e que conhecem a fundo as suas localidades, já estão prontos para mostrar e ensinar o que há de mais interessante em cada lugar.  As ferramentas de comunicação da internet, muito usadas por todos nos dias de hoje e possibilitam ver e conhecer os lugares mais interessantes sem necessidade de locomoção ou de gastos importantes, tudo com a possibilidade de acesso a locais que muitas vezes não fazem parte do turismo presencial.  Turismo de lazer, negócios, cultural, gastronômico, acadêmico, religioso e muitos outros temas fazem parte do escopo de atuação dos guias e anfitriões. Por isso, além dos tours sugeridos pelos guias e anfitriões N8on, é possível organizar outras demandas e interesses.

Tornando um anfitrião

Conhecer e ter vontade de mostrar o seu destino, criando novas experiências para as pessoas que não podem estar ali presencialmente; possuir um celular atualizado ou equipamento para captação de áudio e vídeo, conectado à internet; ter a sua disposição uma conexão móvel de internet 3G, 4G ou 5G; e, principalmente, entrar em contato com a N8on.

A parceria da N8on com guias e anfitriões é a alma do projeto. A rede inicial de guias e anfitriões partiu de contatos pessoais e indicações diretas e assim foi construída uma identidade alinhada com as ideias e propósitos do projeto N8on. E essa cultura e personalidade servirá de base para a ampliação desse grupo de parceiros em cada vez mais lugares do mundo.

Confira a seguir o video.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA