Publicidade
FOHB

Onda digital apresenta uma nova era do profissional de eventos

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Alexandre Rodrigues* – A onda digital que estamos vivenciando trouxe uma nova era para o profissional de eventos, afinal, todos tiveram que se reinventar em um mercado onde já trabalhavam há anos. A pandemia foi um divisor de águas para muitas carreiras, entretanto o profissional de eventos foi um dos que mais foram impactados por essa grande transformação.

Antes da pandemia, já existiam eventos online, porém, não havia tanta demanda como há atualmente. As empresas realizavam a grande maioria de seus encontros, convenções e feiras no formato presencial. Os produtores de eventos precisavam lidar com muitos fornecedores, distribuidores e equipes gigantescas de funcionários. Em meio a tudo isso, ele tinha ainda que cuidar de todos os pontos do evento e ter a certeza de que tudo estava muito bem alinhado: as necessidades da equipe, dos proprietários do evento, dos fornecedores e dos participantes. Ou seja, o produtor precisava estar atento a tudo, o tempo todo, e precisar se relacionar bem com todas essas esferas do trabalho.

Publicidade
Faitec

Entre as habilidades que esse profissional necessitava contar era a sociabilidade, boa comunicação, saber trabalhar em equipe, facilidade para negociar com fornecedores, clientes, patrocinadores e palestrantes, além de ser organizado, criativo e flexível.

Transformação no mercado

Porém, com toda a transformação no mercado, que aconteceu de forma mais acelerada nos últimos dois anos, novas habilidades passam a ser requisitadas para quem coordena eventos hoje em dia. Um exemplo disso são os modelos híbridos que trazem de forma simultânea o digital e o presencial em uma só produção. Esse formato requer mais atenção na preparação, uma vez que exige conhecimento técnico dos dois modelos. Além disso, é preciso que os dois tipos de participantes tenham acesso aos mesmos conteúdos e com experiências diferentes, porém, proporcionais. Isso significa que não se deve tentar reproduzir as experiências do presencial no formato online. É necessário pensar em diferentes formas de engajar, entreter e proporcionar interações para os participantes de ambos os modelos.

Publicidade
Tramontina

Com essa nova era, quem produz eventos precisou adotar um perfil mais voltado para o business, onde ele precisa entender quem são os melhores patrocinadores, quais os dados a serem analisados e como trazer resultados consistentes para o cliente. Hoje, a grande maioria dos eventos são realizados em plataformas digitais que possuem inúmeras funções e possibilidades de combinação. Por isso, é necessário entender muito mais sobre tecnologia e ter ao menos um conhecimento intermediário na ferramenta que pretende usar, além de compreender as funcionalidades disponíveis. Também é importante saber operar as transmissões, subir enquetes e planejar lobby. Outra habilidade que vem se destacando para este novo profissional é a possibilidade de fazer marketing digital e de conteúdo. Com a pandemia, esse conhecimento se tornou extremamente importante para a divulgação e prospecção de participantes em eventos online.

Publicidade
Clima ao Vivo

A verdade é que as novas características exigidas aos profissionais de eventos podem ser bastante desafiadoras, mas, por outro lado, agora eles têm a tecnologia a seu favor para realizar eventos mais assertivos e engajadores.

*Alexandre Rodrigues é cofundador e CEO da Evnts, startup de tecnologia que permite a realização e gestão de eventos corporativos e digitais de ponta a ponta.

Publicidade
21 anos Revista Hotéis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA