HOME Matérias Entrevista O novo desafio profissional de Maria Carolina Pinheiro

O novo desafio profissional de Maria Carolina Pinheiro

794
0
SHARE
Maria Carolina Pinheiro: "Estamos de olho nas oportunidades apresentadas pelo mercado hoteleiro brasileiro para crescer e consolidar ainda mais nossa presença no Pais" - Foto - Divulgação

Depois de 11 anos trabalhando na RCI Brasil, Maria Carolina Pinheiro assumiu recentemente o cargo de Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios da Wyndham Hotels & Resorts para América Latina e Caribe. Uma das responsáveis pela consolidação do modelo de timeshare e de multipropriedade no Brasil, junto com Alejandro Moreno, Maria Carolina volta a trabalhar com Moreno, Presidente da Wyndham Hotels & Resorts para América Latina e Caribe.

O objetivo de ambos é crescer através das 14 marcas que a rede já tem na América Latina e Caribe, além de consolidar a Wyndham em todos os países onde estão presentes. Confira a entrevista exclusiva que Maria Carolina concedeu à Revista Hotéis, na qual falou, além das metas no novo cargo, de sua experiência na RCI, o posicionamento da Wyndham Hotels & Resorts no mercado mundial, marcas da rede que pretende trazer para o Brasil e como ela analisa o atual momento da hotelaria.

Revista Hotéis – O que a motivou deixar a RCI Brasil, onde trabalhou por muitos anos, e ir para a Wyndham Hotels & Resorts?

Maria Carolina Pinheiro – Há 11 anos deixei o mercado da hotelaria e fui para o mercado do timeshare, que era pouco conhecido e difundido no Brasil. Naquele momento, eu não tinha conhecimento do que era o mercado de propriedade compartilhada, mas depois de todos esses anos acabei me apaixonando pelo negócio e, principalmente, pelo o que ele pode proporcionar aos empreendedores. Depois desses 11 anos, me sinto orgulhosa em ter colaborado com o crescimento desse negócio no Brasil, um segmento que se expande a cada ano com novos players e cada vez mais tem o conhecimento do consumidor. Com certeza é um segmento com muito potencial de crescimento pela frente.

Claro que quando estamos felizes e satisfeitos onde trabalhamos, a decisão de mudança é muito mais difícil. Mas confesso que quando o convite veio através do Alejandro Moreno (Presidente da Wyndham Hotels & Resorts para América Latina e Caribe), que foi quem me levou para a RCI há 11 anos e que juntos sempre trabalhamos muito bem, além de poder assumir a responsabilidade de expansão de Novos Negócios de uma super rede de hotéis americana como a Wyndham Hotels, na América Latina e Caribe, a proposta ficou irresistível.

R.H – Como está seu trabalho sob o comando do Alejandro Moreno, no qual também já esteve à frente da RCI Brasil? Quais as metas que pretendem alcançar?

M.C.P – Nosso objetivo é crescer através das 14 marcas que a Wyndham já possui na América Latina e Caribe; no mundo são 20 marcas que a empresa oferece. E tenho certeza que isso é apenas uma questão de tempo, porque hoje já existem 214 hotéis em operação na região e vamos a cada ano consolidar as marcas em nossa região da América Latina e Caribe.  Agora falando em voltar a trabalhar com o Alejandro é realmente algo incrível, um líder nato! Quem nos conhece sabe que somos uma “dupla dinâmica”, gostamos dos desafios e sempre acreditamos e lutamos por nossas conquistas. Com certeza, faremos a região ter a força que merece e vamos desbravar novos mercados. Com o time que temos para a toda a região em Desenvolvimento de Novos Negócios e ainda em fase de crescimento da equipe, as metas de expansão serão batidas!

R.H – O que sua experiência na RCI está agregando ao seu trabalho na WHR e como enxerga esse novo desafio?

M.C.P – Claro que por todas as empresas que eu passei pude aprender e absorver ao máximo, e não deixo de citar a RCI, pois foram 11 anos. Lá me dediquei muito, de corpo, alma e coração, e aproveitei tudo o que a empresa tinha a oferecer. Tive inúmeras conquistas no mercado, além de ter criado verdadeiras e sólidas relações com os clientes que para mim seria meu maior sentimento de dever cumprido. Na RCI eu tive a oportunidade de liderar uma equipe muito dinâmica, com muita vontade de crescer e desenvolver um conceito novo, diferente e inovador como o timeshare / fractional. Já na Wyndham tenho uma equipe com muito conhecimento de cada mercado entendendo bem as características de cada país, o que me facilita muito ao elaborar nossa estratégia de expansão. Tenho verdadeiro agradecimento a RCI, pois, enquanto estive lá, me tornei mãe de dois filhos, tive sempre muito apoio e me proporcionaram um verdadeiro crescimento profissional, deixei amigos como meu ex-chefe Juan Ignacio e Fabiana Leite, além de toda a equipe que guardo um grande carinho por todos, tenho inúmeras boas lembranças.

R.H – Junto com Alejandro Moreno vocês fizeram o modelo de timeshare consolidar no Brasil, assim como ajudaram a criar o modelo da multipropriedade. Como você enxerga o desenvolvimento desses negócios no Brasil?

M.C.P – Acredito que o Alejandro e eu sempre tivemos um grande sonho: queríamos ver o mercado da propriedade compartilhada com credibilidade e consolidado com vários exemplos de sucesso, assim como é hoje! Mas foi com muita dedicação e muita persistência que conseguimos realizar e atingir os objetivos. Hoje, olhando para trás, sinto muito orgulho em saber que contribuímos para essa indústria que não para de crescer, acima de 2 dígitos ao ano, e ver que os empreendedores e desenvolvedores continuam avançando. É uma satisfação muito grande saber que você contribuiu e participou desse mercado que não era conhecido no Brasil, ou seja, fizemos acontecer!

R.H – Vocês fizeram reforços importantes no time corporativo. O que os investidores hoteleiros podem esperar da WHR?

M.C.P – Existe uma demonstração clara do corporativo, nos Estados Unidos, que deseja estar cada vez mais presente na região da América Latina e Caribe. Isso fica ainda mais evidente quando escolhem para região um Presidente como Alejandro Moreno (Mexicano/Brasileiro), que conhece e vive na região e sabe exatamente a cultura de cada país.

Na região já temos escritório em Buenos Aires com 100 executivos. No Brasil, pela primeira vez, temos uma escritório muito bonito desde o inicio deste ano, com um time de apoio dedicado ao mercado e até o final do ano teremos outro escritório na Cidade do México. Uma demonstração clara que estamos acreditando e apostando na região. Nosso objetivo é crescer através de contratos de franquia, somos a maior empresa hoteleira em franquias, e também com contratos de administração hoteleira. Em breve divulgaremos as novidades! Queremos ser os melhores parceiros para os investidores hoteleiros, trabalhando em conjunto para o sucesso das operações.

R.H – A RCI é uma empresa que faz parte da Wyndham Hotels & Resorts e que vão operar no mesmo segmento de mercado. Como será essa concorrência?

M.C.P – Realmente a Wyndham Hotels & Resorts e a RCI (atualmente Wyndham Destination) faziam parte da grandiosa Wyndham Worldwide, mas em junho de 2018 essas empresas se separaram oficialmente na Bolsa de Valores dos Estados Unidos e se tornaram totalmente independentes. Nunca foram concorrentes porque a Wyndham Hotels é uma empresa especializada em marcas de franquia e gestão hoteleira e a RCI é uma empresa de intercâmbio de férias. Não há concorrência, pelo contrário, há grandes sinergias.

R.H – Como Wyndham Hotels & Resorts está posicionada no mercado mundial e quais marcas hoteleiras possuem?

M.C.P – Contamos com mais de 9 mil hotéis, em 80 países e de 20 marcas hoteleiras. Na região da América Latina e Caribe, possuímos 214 hotéis em 14 países. Somos a maior companhia independente da indústria hoteleira. As marcas são: Wyndham Grand, Dolce Hotels & Resorts, Esplendor Boutique Hotels, Dazzler Hotels, Wyndham, La Quinta, Tryp by Wyndham, Trademark, Ramada Worlwide, Ramada Encore, Wyndham Garden, Microtel by Wyndham AmericInn, Days Inn,  Super 8, Wingate by Wyndham, Howard Johnson,  Baymont Inn & Suites, Travelodge, Hawthorn Suites by Wyndham. Nosso portfólio em bem vasto em relação as marcas que oferecemos.

R.H – Dentre esse grande portfólio de marcas, muitas delas ainda não operam no Brasil.Quais marcas pretendem trazer para o Brasil?

M.C.P – Do portfólio de 20 marcas, acreditamos que iremos desenvolver 10 marcas localmente, que são as que se encaixam ao mercado brasileiro, à nossa cultura: Wyndham Grand, Dazzler, yndham, LQ by La Quinta, Tryp, Wyndham Garden, Ramada, Ramada Encore, Days Inn e Super8.

R.H – Vocês adquiriram recentemente a marca La Quinta. Quais são as características dessa marca de hotel? Pretendem implementar no Brasil? De que forma?

M.C.P – La Quinta é a vigésima marca a juntar-se ao portfólio da Wyndham Hotels & Resorts, que conta com mais de 900 hotéis, que representam aproximadamente 89 mil apartamentos globalmente. Na América Latina, a presença se expande a 14 empreendimentos em importantes cidades como Medellín, na Colômbia, Juárez, Monterrey, Cancun e San Luis Potosí, no México, e também em Santiago, no Chile, entre outras. La Quinta é uma marca com muito potencial na região pelo crescimento de polos corporativos e confiamos que o êxito dos atuais hotéis LQ nos permitirá expandir a outras cidades do continente.

R.H – Como você analisa o atual momento da hotelaria brasileira? O momento político econômico que passa o País pode interferir nos planos de crescimento da WHR?

M.C.P – Acho que quem esta acostumado a trabalhar no mercado da hotelaria na América Latina e no Caribe tem que estar preparado para as adversidades que acontecem, os altos e baixos das economias. Somos sempre muito otimistas e buscamos pelas oportunidades que podem ser geradas nesse momento. Acreditamos nessas oportunidades e estamos preparados para crescer na região.

R.H – Em sua opinião, quais são os principais gargalos que enfrenta a hotelaria nacional e no que isso inibe seu crescimento?

M.C.P – Acho que os principais fatores do ponto de vista de geração de novos negócios seria o apoio a créditos com juros mais baixos para facilitar o investimento, menor tributação, segurança em todos os sentidos, transporte e acessos aos destinos, mais investimentos em promoção de novos destinos. Precisamos entender o turismo como um importante fator de desenvolvimento para o País.

R.H – A partir do último mês de abril, todas as marcas da Wyndham Hotels & Resorts passaram a ter a assinatura by Wyndham. Por que adotaram essa medida e qual o resultado que já estão alcançando?

M.C.P – Em um mundo com milhares de marcas de hotéis para escolher, os hóspedes buscam nomes que conhecem e confiam para ótimas estadias, e a Wyndham representa qualidade e serviço excepcional. Os hóspedes querem saber que o hotel escolhido oferecerá uma estadia de qualidade com as experiências que tornam sua viagem memorável. Endossar cada uma das marcas com “by Wyndham” proporciona tranquilidade aos clientes em suas decisões de reserva em mais de 9 mil oportunidades globalmente, para se conectar com as marcas da WHR quando elas recebem “Wyndham” nos respectivos letreiros. Além disso, o endosso “by Wyndham” fortalece a conexão das marcas com o premiado programa de fidelidade da WHR, o Wyndham Rewards.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image