Publicidade
Encontro da Hotelaria Mineira

Nômade moderno: como se tornar um viajante mesmo trabalhando?

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 3 minutos

Veja como é o estilo de vida de nômades digitais e o que é preciso fazer para se tornar um profissional desse tipo!

O mercado de trabalho passou por transformações estruturais nos últimos anos. A digitalização em larga escala que tomou conta de todas as áreas da vida das pessoas em todo o mundo fez surgir um novo perfil de trabalhador: os nômades digitais.

Essas pessoas não vão até um escritório todos os dias nem fazem expediente das 08h00 às 18h00, como a maioria dos outros funcionários. Com uma jornada de trabalho com horários possivelmente mais flexíveis, os nômades digitais só precisam de um computador e uma boa conexão à internet para trabalhar (e bons veículos para passear!). Ou seja: na prática, esses profissionais podem trabalhar dos mais diferentes lugares do mundo. Se você quer saber mais o que é preciso para ser um nômade digital, confira a seguir como funciona esse estilo de trabalho e de vida!

Publicidade
Engie

 

Nômade moderno: como se tornar um viajante mesmo trabalhando?

Trabalhar apreciando a natureza é uma boa diversão – Foto de Lucas Allmann no Pexels

Perfil dos nômades digitais

Algumas profissões são as mais comuns entre os nômades digitais, tais como jornalistas, tradutores, designers, redatores, fotógrafos, profissionais de Tecnologia da Informação (TI), gestores de redes sociais, desenvolvedores de websites e programas de computador, professores. No seu estilo de vida, os nômades digitais costumam mudar de endereço com frequência, já que não precisam morar em uma cidade por muito tempo em função do trabalho: eles carregam o escritório em seus notebooks! Esses profissionais também costumam falar mais de uma língua (especialmente o inglês) – o que é estratégico para quem decide ser nômade fora do Brasil.

Publicidade
Onity

Além de alugar um imóvel para viver ou alugar um quarto de hotel, ou pousada, os nômades digitais podem trabalhar em bibliotecas, cafés e restaurantes. O ideal é ter um espaço silencioso para trabalhar de forma concentrada. Esses profissionais também têm um horário mais flexível de trabalho, o que lhes permite passear pelo lugar onde estão morando durante parte do dia e trabalhar mais no fim da tarde ou à noite. Essa possibilidade de se programar e encaixar o trabalho na rotina que faz mais sentido para você é uma das grandes vantagens do nomadismo digital!

Esse estilo de vida também traz desafios como não conviver tão proximamente de família e amigos e exige abertura para conhecer novas pessoas nos lugares em que morar. Manter a estabilidade emocional costuma ser um desafio mais a longo prazo — no começo, por tudo ser novidade, pode ser mais difícil se sentir sozinho, mas, a longo prazo, esse pode ser um desafio para os nômades digitais.

Nômade moderno: como se tornar um viajante mesmo trabalhando?

Os nômades digitais conseguem unir o trabalho a diversão – Foto de Rachel Claire no Pexels

Publicidade
SPCVB

Como se tornar um nômade

Uma pergunta comum é: como se tornar um nômade digital? Primeiramente, é preciso exercer uma profissão em que esse tipo de trabalho seja possível. Além disso, é fundamental fazer uma preparação financeira para ter uma reserva para emergências — especialmente no começo, período em que você está aprendendo a escolher o lugar para se mudar, escolher a hospedagem, verificar o custo de vida local, entre outros fatores relevantes.

Uma recomendação básica é manter um bom networking, pois isso pode te ajudar a obter os primeiros trabalhos. A partir disso, você vai ganhando experiência e pode começar a ser mais conhecido no segmento em que atua. Como escolher o local de estadia? É importante analisar o que você prioriza no seu cotidiano. Se você gosta de conhecer outras pessoas, além de manter um espaço silencioso, talvez alugar um quarto privado em uma pousada pode ser a melhor opção.

Publicidade
Pikolin

Agora, se para você a organização é o mais importante, talvez um hotel seja uma alternativa mais adequada. Outra dica é escolher uma estadia próxima dos serviços básicos — mercados, farmácias, hospitais, bancos e infraestrutura culturais (como bibliotecas, museus, teatros, etc.).

Antes de escolher a cidade em que vai morar, é importante pensar o que você mais prioriza na sua vida cotidiana. Se você gosta de lugares com bastante natureza e tranquilidade, talvez Florianópolis seja um bom destino. Por outro lado, se você adora uma vida cultural agitada e uma grande diversidade de pessoas, São Paulo e Rio de Janeiro são cidades bastante procuradas por nômades digitais com esse perfil. É recomendado fazer uma pequena lista de fatores que você considera essencial para se sentir bem ao morar em um lugar.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA