Publicidade
FOHB

MyDoor promove operação de vendas em Campos do Jordão

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Dois meses após anunciar seu lançamento oficial no mercado imobiliário brasileiro com uma rodada seed de R$ 8 milhões, a MyDoor, startup de residências de alto padrão com hospitalidade completa, promove uma operação de vendas robusta em Campos de Jordão durante a temporada de inverno. Oferecendo hospitalidade de luxo, financiamento direto e compra desburocratizada, a empresa possibilita a venda de casas de alto padrão no interior e no litoral paulista por uma fração do valor tradicional. A ideia é facilitar a coparticipação na compra do segundo imóvel – que normalmente não pode ser financiado em bancos tradicionais -, com cotas a partir de R$ 185 mil.

Publicidade
Pratica

Com conceito de multipropriedade, cada residência poderá ter até oito proprietários, sendo que cada um terá direito a comprar no máximo quatro cotas por imóvel, cada uma correspondendo a 44 dias de uso ao ano. O número de dias representa a média de tempo de utilização de segundas casas, ocupadas por seus proprietários durante cerca de 6 semanas e meia no ano. Com a solução da MyDoor, além da compra ser mais acessível e as condições de financiamento e gestão facilitadas, o proprietário tem a oportunidade de rentabilizar seu investimento ao alugar o imóvel para outras pessoas nos dias vagos de suas cotas. Toda a administração do imóvel é realizada pela própria MyDoor, e inclui a gestão, decoração e manutenção das casas, eliminando preocupações com questões como limpeza da piscina, gestão de funcionários, vazamentos e outros problemas comuns aos proprietários de segundas residências.

Publicidade
Soluções 1

De acordo com Fabio Godinho, CEO e cofundador da startup (anteriormente CEO da GJP, maior rede hoteleira brasileira especializada em lazer), o objetivo da empresa é suprir uma demanda que aumentou na pandemia, com a adoção do modelo home office e de quebra resolver dores comuns de quem busca passar uma temporada fora de casa. “O capital para investir em um imóvel de lazer é muito alto, sem contar com os custos mensais de manutenção e a dor de cabeça de lidar com alguns imprevistos. A viagem de final de semana que antes era um gasto passa a ser um investimento de longo prazo”, explica. A startup conta com uma estrutura completa, possibilitando o agendamento de serviços de hospitalidade coordenados pelo concierge, além de serviços opcionais como chef de cozinha, babá, motorista, churrasqueiro, entre outros.

Financiamento

Recentemente, a MyDoor levantou sua primeira rodada de investimentos, liderada pela RTSC Holding, com a participação da Apex Partners, que avaliou a empresa em R$ 50 milhões. A startup também estruturou um CRI de R$ 200 milhões para aquisição de casas ou financiamento aos compradores. Atualmente, a empresa  conta com 20 casas à venda espalhadas pelo Litoral Norte de São Paulo (Maresias, Riviera de São Lourenço, Praia de Juquehy, Praia da Baleia, Barra do Una), Guarujá, Litoral Sul e interior de São Paulo (Terras de São José/Itu, Avaré, Campos do Jordão).

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA