Publicidade
Trofeu Fornececor

Média diária de voos domésticos deve chegar a 980 no fim de setembro

A oferta de voos domésticos, na última semana de setembro, deverá alcançar uma média diária de 980 voos, segundo levantamento da ABEAR  – Associação Brasileira das Empresas Aéreas, a partir de dados da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil. O número representa pouco mais de 40% da quantidade prevista antes do início da pandemia do novo coronavírus (ver gráfico abaixo), em 2 de março, quando estavam programados 2,4 mil voos no país por dia, em média.

Publicidade
Unilever

Demanda e oferta seguem em queda acentuada

último levantamento realizado pela ABEAR mostra que a demanda por voos domésticos, medida em passageiros quilômetros transportados (RPK), permanece no seu menor nível em duas décadas: em julho, teve redução de 78,9% na comparação anual. A oferta, calculada em assentos quilômetros ofertados (ASK), por sua vez, teve retração de 76,3%.

Voos por UFs             

A operação da aviação regular atende atualmente 95 aeroportos em todo o país, sendo que no início de março deste ano esse total era de 152 aeroportos. Por Unidades da Federação, a distribuição de médias diárias de partidas é a seguinte:

Transporte aéreo regular de passageiros presente em 95 aeroportos, de todas as unidades da Federação (Fonte: ANAC. Elaboração: ABEAR)

Tarifa média

A tarifa média em voos domésticos registrou queda de 34,3% de abril a junho, em relação ao mesmo período de 2019, situando-se em R$ 294,92. Segundo a ANAC, foi a maior redução para esse período desde 2009. No segundo trimestre do ano passado, a tarifa aérea média foi de R$ 448,65.

Publicidade
RAP Engenharia

No primeiro semestre deste ano, a tarifa aérea média doméstica acumula queda de 14,9%, ao se situar em R$ 353,12, diante dos R$ 414,71 de igual período de 2019. A ANAC destaca que o segundo trimestre deste ano foi influenciado pelo forte impacto da pandemia do novo coronavírus na aviação comercial.

Faixas de preço

Do total de passagens aéreas comercializadas de abril a junho, 12,6% ficaram abaixo de R$ 100 e 56,9% por menos de R$ 300. Os bilhetes vendidos acima de R$ 1,5 mil representaram 0,9%.

Publicidade
Retomada do turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA