Publicidade
Retomada do turismo

Max Gehringer abordou o tema mudanças no II Fórum Nacional da Hotelaria

A programação de palestras do II Fórum Nacional da Hotelaria, que acontece hoje (9) no Centro de Convenções Pullman e Grand Mercure Vila Olímpia, na capital paulista, começou com a participação de Max Gehringer, Administrador de empresas, Consultor de carreiras, Autor, Palestrante e Comentarista da Rádio CBN e do programa Fantástico, que abordou o tema ‘Gerenciamento de Mudanças’.

Publicidade
Expo Retomada

O especialista começou sua apresentação falando sobre a crise pela qual passa o país atualmente que, segundo ele, se trata de três tipos: crise política, econômica e moral. “Somos um país que tem momentos de estabilidade entre as crises. E, mesmo passando por uma, há setores que seguem em crescimento, como o setor de beleza e de pet shops, pois ninguém gosta de sair mal arrumado e também não deixa de cuidar de seus ‘filhos’ pets”, brincou.

Gehringer também afirmou que, no geral, as pessoas não gostam de mudanças. “Nesses muitos anos como Consultor empresarial, aprendi a lidar com as mudanças e a valorizar a criatividade e a inovação”, comentou. A importância do corte de custos em uma empresa foi brevemente abordada pelo especialista.

Publicidade
Harus

Ele destacou, ainda, que na função de Presidente de empresas em que atuou, sempre deu mais importância a características como caráter e confiança do que graduações e pós-graduações que constam no currículo do candidato. “Eu sempre preferi trabalhar com uma pessoa agradável, alguém que fosse possível ficar oito horas por dia ao lado, do que outra com muitas qualificações profissionais. Na gestão de empresas, o mais importante é quem apresenta melhores resultados, quem respeita a hierarquia e quem tem bons relacionamentos com pares e chefia”, pontuou.

Nova geração

O especialista citou que estamos convivendo atualmente com uma geração que têm muito mais liberdade do que as anteriores, pois os pais e mães de hoje em dia estão ativos no mercado de trabalho. “O aprendizado deixou de ser o foco principal das escolas. E, mais tarde, quando entram no mercado de trabalho, esses jovens vão sentir as consequências. Criamos uma geração que quer mudar o mundo, mas ao entrar no mercado, serão geridos por pessoas que ainda pensam que a única função de uma empresa é gerar lucro”. Segundo ele, o jovem muda de emprego, em média, oito vezes em três ou quatro anos.

Publicidade
Totaline

Hotelaria, inovação e criatividade

Max também enfatizou a evolução da hotelaria no Brasil, cujos preços se adequaram com a realidade do país e, além disso, destacou a importância da inovação e da criatividade nos serviços prestados. “O Brasil está em um nível muito baixo no ranking mundial de inovação e criatividade. A última invenção de um brasileiro foi o spray usado para demarcar linhas no campo de futebol. E antes disso, talvez tenha sido o avião, criado por Santos Dumont”, brincou ele, finalizando sua palestra.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA