HOME Matérias Entrevista Mário, Leão da Coteminas

Mário, Leão da Coteminas

451
0
SHARE

Em 1979 um jovem estudante recém formado em engenharia mecânica pela principal universidade pública do estado de Minas Gerais, foi aprovado numa criteriosa seleção a uma vaga para trabalhar na montagem de uma unidade fabril em Montes Claros, Minas Gerais. Nascia então uma carreira vitoriosa do executivo Mário Adriano Leão Sette que se orgulha de trabalhar há 30 anos na Coteminas, um dos maiores fabricantes de produtos para a decoração do lar que fechou 2008 com um faturamento de R$3.551 bilhões.
Com a força e determinação do próprio leão que traz no nome, Mário foi galgando postos, comandou departamentos estratégicos e esteve à frente de importantes projetos de crescimento e consolidação da Coteminas, como a transferência de 12 fábricas adquiridas nos Estados Unidos para o Brasil.
O desafio de Mário hoje é comandar a área comercial e manter a liderança da ,  no mercado brasileiro de produtos de decoração para o lar, assim como também conquistar a liderança no mercado institucional, principalmente o hoteleiro, pois a Coteminas oferece soluções completas para atender desde simples pousadas a hotéis de luxo.

 
Revista Hotéis — Você é natural de onde e quais os cursos e especializações que fez?
Mário Sette — Nasci em Guanhães, localizada no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Sou formado em engenharia mecânica na UFMG — Universidade Federal de Minas Gerais com pós graduação em engenharia  de segurança. Tenho um MBA pela Fundação Dom Cabral em Minas Gerais e já fiz várias especializações em têxteis, principalmente na Suíça e Japão que detêm uma grande tecnologia no setor.

Revista Hotéis — Como e quando você entrou na Coteminas e por quais cargos passou até chegar a posição de Diretor comercial?
Mário Sette — No ano de 1979 estava me formando em engenharia mecânica na UFMG — Universidade Federal de Minas Gerais e o diretor da Faculdade era muito amigo do Dr. José Alencar (Presidente e fundador da Coteminas) que estava necessitando de jovens profissionais para a gerência de Montagens e Projetos Especiais da sua segunda unidade fabril, a COTENOR, que seria construída em Montes Claros, Minas Gerais. Depois de alguns testes, vários candidatos foram eliminados, restando eu e mais dois amigos da faculdade que fomos entrevistados pelo Pedro Garcia (que hoje é nosso Vice-presidente Industrial) e havia um dilema, pois o orçamento só permitia contratar um dos três candidatos. Como o Dr. José Alencar avaliou que nós três tínhamos muitas qualidades e havia uma união grande entre nós, resolveu contratar os três. Eu passei cinco anos trabalhando em Montes Claros e depois me transferi para a cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, para assumir a superintendência adjunta e finalmente a direção da ex-indústria Têxtil Seridó, que foi adquirida pela Coteminas, em 1984. Eu passei 12 anos de minha vida profissional no Rio Grande do Norte, Estado que eu aprendi a admirar, fiz grandes amigos e onde nasceu minha filha, Ana Luísa. Em 1998 a Coteminas entrou na área de produtos de consumo (adquiriu as marcas Artex e Santista) e fui convidado a trabalhar na área comercial em São Paulo.  A Companhia estava nesta época iniciando o seu processo de verticalização industrial e internacionalização. Em 1998 fui para a Argentina e assumi a direção da operação de distribuição das marcas Arco Iris, Fantasia e Magicolor, que são as mais importantes da Argentina no segmento de cama, mesa e banho.  Fiquei por quatro anos à frente da operação na Argentina e voltei em 2002 para São Paulo com  a missão de assumir a diretoria da área comercial internacional da Coteminas.

Revista Hotéis — Como foi que surgiu aliança estratégica e como a Coteminas conseguiu posteriormente adquirir o controle total da Springs Industries?
Mário Sette — Os Estados Unidos são um grande mercado mundial consumidor de produtos de cama, mesa e banho e esta aliança com a Springs Industries permitiu um rápido crescimento de nossas vendas no mercado americano, que representa 1/3 de todo o consumo mundial de produtos têxteis para o lar. Em 2006 a Coteminas e a Springs Industries realizaram a fusão de todos os seus ativos relacionados com a produção de produtos têxteis para decoração do lar. Assim, no início de 2006 me transferi para o EUA onde fiquei durante dois anos atuando com Vice-presidente de integração da Springs Global Participações, empresa originaria da fusão entre a Coteminas e a Springs Industries. Durante este período transferimos 12(doze) fábricas que estavam instaladas nos EUA para o Brasil.

Revista Hotéis — Como foi que isto aconteceu e como foi feita esta logística?
Mário Sette — Desmontamos 12 fábricas com os mais modernos equipamentos de tecelagem, fiação, acabamento e confecção, colocamos em cerca de 1500 contêineres, trouxemos para o Brasil e implantamos em vários locais, o que exigiu uma logística perfeita, envolvendo cerca de 100 profissionais brasileiros, entre engenheiros e técnicos,     que tiveram que se transferir , temporariamente,  para os EUA.

Revista Hotéis — Onde estes maquinários foram instalados no Brasil e porque foi deixado 5% do maquinário nos Estados Unidos?
Mário Sette — Os maquinários que trouxemos dos Estados Unidos são de última geração e foram colocados em várias das nossas plantas industriais no Brasil. Essas plantas foram construídas com áreas destinadas para ampliações futuras de produção. O maquinário que ficou nos Estados Unidos é basicamente para a produção de travesseiros,  de tapetes de banheiros,  duvets, entre outros, instalados em quatro unidades fabris que permaneceram naquele país. 

Revista Hotéis — Quantas unidades fabris a Coteminas possui e como estão posicionados no mercado?
Mário Sette — Temos uma unidade na Argentina, outra no México e quatro unidades nos Estados Unidos. No Brasil temos quatro unidades em Montes Claros (MG), três em São Gonçalo do Amarante e Macaíba (RN), três em João Pessoa e Campina Grande (PB) e uma em Blumenau (SC). A Coteminas e suas coligadas empregam cerca de 16 mil brasileiros e representam uma sólida referência para o progresso das comunidades de que fazem parte. Além disso, temos escritórios de representação comercial no Brasil, Argentina, México, Canadá, Estados Unidos, China e Índia. Nosso faturamento em 2008 fechou com R$3.551 bilhões. Somos líderes do mercado brasileiro de  produtos tradicionais de decoração para o lar, que são comercializados por marcas tradicionalmente reconhecidas e preferidas pelos consumidores brasileiros com Artex, Santista, Garcia, Calfat, entre outras.  Temos também uma presença muito importante nos mercado institucional de lençóis e toalhas.

Revista Hotéis — Quais os principais segmentos do mercado institucional em que a Coteminas atua?
Mário Sette — Temos uma presença muito relevante nos segmentos de hotéis, motéis, lavanderias, hospitais, clínicas e salões de belezas com produtos específicos e de altíssima qualidade para atender às necessidades de cada um desses segmentos do mercado institucional.

Revista Hotéis — Como você se sente comandando a área comercial de uma empresa que é uma referência no setor em que atua e que detém grande parte dos consumidores mundiais?
Mário Sette — Muito me motiva e orgulha fazer parte da família Coteminas há quase 30 anos. Somos um grupo que trabalha com muita responsabilidade social em prol do desenvolvimento do Brasil. 0s brasileiros devem se orgulhar das empresas nacionais que atuam no mercado global competindo e liderando vários setores de produtos de consumo. Por outro lado, já trabalhei em vários países e fico cada vez mais entusiasmado com o potencial que temos no Brasil. Nosso parque industrial é moderno, bem diversificado e possui práticas administrativas e comerciais comparadas às melhores do mundo. Um país é próspero quando suas partes são prósperas. Com a estabilidade econômica que conquistamos, com o grande mercado consumidor interno e com empresas modernas e competitivas, temos que aproveitar para solidificar ainda mais nossa presença no mundo.

Revista Hotéis — Depois de 30 anos trabalhando na Coteminas atuando em várias funções e apresentando resultados, podemos dizer que você é o ‘homem de confiança’ do Presidente da Coteminas, o empresário Josué C. Gomes da Silva?
Mário Sette — Não acredito que exista homem de confiança. O mundo está sempre mudando e você deve estar correspondendo sempre às expectativas e às necessidades da empresa em que atua. Não existe zona de conforto, ainda mais sendo responsável pela área comercial de uma empresa com atuação global cujos resultados precisam aparecer sempre. Cada dia tenho o entusiasmo do meu primeiro dia na empresa. Busco melhores resultados e sempre procuro corresponder à confiança em mim depositada. Estou constantemente procurando novos desafios e motivado para dar o melhor de mim.

Revista Hotéis — Como a Coteminas enxerga o mercado hoteleiro?
Mário Sette — É um mercado que está em grande ascensão, é exigente e necessita de produtos específicos de alta qualidade e durabilidade. Estamos atentos ao potencial e às exigências desse segmento que vem crescendo consistentemente nos últimos anos e deverá crescer ainda mais nos próximos  em razão dos grandes eventos que o Brasil irá sediar, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Assim como temos a liderança no mercado de varejo no Brasil, queremos também a liderança do mercado institucional, principalmente o hoteleiro, pois temos soluções completas para atender desde simples pousadas a hotéis de luxo.

Revista Hotéis — Por falar em vendas, qual é o grande desafio de seu cargo?
Mário Sette — O desafio é estar sempre atento ás necessidades do mercado e manter um alto nível de motivação da nossa equipe.

Revista Hotéis — Quais as perspectivas de crescimento da Coteminas para os próximos anos?
Mário Sette — Como somos uma empresa de capital aberto não podemos falar em perspectivas de crescimento, mas podemos afirmar que estamos em busca de oportunidades para continuar expandindo nossas atividades. O momento econômico que o Brasil vive é extremamente favorável e devemos aproveitar as oportunidades que temos pela frente, como os jogos olímpicos e a copa do mundo de futebol para mostrar reafirmar nosso grande potencial e atrair ainda mais investimentos.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image