TradeÚltimas Notícias

HSMAI apresenta relatório sobre retenção de talentos na hotelaria

Lançado este ano, o estudo apresenta os principais insights de retenção de talentos no setor

Para entender como as tendências influenciam o setor hoteleiro, especialmente em Vendas, Marketing e Revenue Management, a Fundação HSMAI, braço educacional e de pesquisa da Hospitality Sales and Marketing Association International, lançou seu estudo inédito “The State of Hotel Sales, Marketing, and Revenue Optimization Talent”.

Publicidade
Tramontina

O estudo revelou que o desenvolvimento e as mudanças no setor estão impactando os talentos na hotelaria, mantendo uma consistência em relação aos anos anteriores. A saúde mental continua sendo uma questão importante e o desenvolvimento de cultura e valores dentro das empresas aparece como crucial para o crescimento individual.

A novidade desta edição do levantamento é a incorporação da Inteligência Artificial como ferramenta capaz de melhorar a vida profissional, auxiliando em tarefas operacionais. A IA também aparece como potencial para redefinir cargos e substituir funções antes feitas por vendas, marketing e gestão de receitas.

Publicidade
Harus

Confira alguns insights:

A busca por talentos e a ascensão da economia gig

  • A gig economy, caracterizada pela contratação de profissionais qualificados para projetos esporádicos, registou um crescimento de 31% entre 2016 e 2021, com projeções indicando que os trabalhadores contratados nos EUA ultrapassarão os 90 milhões até 2028;
  • As abordagens tradicionais de contratação se mostram insuficientes para satisfazer a crescente procura por profissionais qualificados;
  • Os empregadores do setor hoteleiro devem adotar uma mentalidade de marketing para atrair e obter efetivamente os melhores talentos;
  • A escassez de trabalhadores com competências específicas levou a uma aceitação crescente do modelo de Economia de Projetos, onde os trabalhadores são contratados para projetos especializados em períodos específicos.
  • Os trabalhadores gig são essenciais para preencher funções que não podem ser ocupadas adequadamente por funcionários em tempo integral;
  • O modelo de vendas fracionadas representa 1/3 do custo de trazer um recurso interno em tempo integral e pode ser uma solução econômica para a hotelaria.

Retenção de talentos para líderes do amanhã

  • A chave é reconhecer que cada indivíduo é um ativo único, identificando suas competências e promovendo o seu crescimento dentro da empresa;
  • As mudanças tecnológicas ocorrem muito rápido e as organizações devem se adaptar para reter os melhores talentos, fornecendo oportunidades de aprendizagem prática;
  • A cada ano, a saúde mental e física se tornam prioridade para os profissionais. Um local de trabalho mais saudável não significa apenas oferecer inscrições em academias e programas de bem-estar, mas nutrir o potencial de cada funcionário por meio do aprendizado e do crescimento contínuos;
  • As empresas também precisam fornecer trajetórias de carreira claras para que os membros da equipe atinjam seus objetivos financeiros e pessoais.

Liderança definindo cultura e propósito organizacional

  • É papel da liderança articular uma visão clara e inspiradora que define o propósito e os valores da organização, atuando como um farol orientador, garantindo que cada membro da equipe esteja alinhado com a missão e os objetivos da organização;
  • É necessário desempenhar um papel fundamental no estabelecimento da cultura organizacional, incorporando os comportamentos e atitudes desejados que geram receita e lucratividade;
  • É importante valorizar o bem-estar dos funcionários por meio de demonstrações ativas de cuidado e apoio às equipes;
  • A liderança precisa ressaltar a importância do aprendizado e do desenvolvimento contínuos, promovendo uma cultura que valoriza o aprimoramento de habilidades;
  • A colaboração incentivada pela comunicação aberta e estabelecimento de expectativas claras para o trabalho em equipe contribui para os resultados.

Trabalho em equipe multifuncional

  • Está se tornando um passo necessário para as organizações conseguir expandir o trabalho para equipes multifuncionais, com contato e influência desde o desenvolvimento inicial, marketing e comunicação, tanto interna quanto externamente;
  • As empresas precisam ser proativas na formação dos seus colaboradores para que eles trabalhem eficazmente em equipes multifuncionais;
  • Se faz necessário promover programas de desenvolvimento individual e de grupo para fornecer as competências necessárias para tornar a colaboração bem sucedida;
  • As equipes multifuncionais podem ajudar a resolver a escassez de funcionários qualificados na indústria hoteleira, incentivando a colaboração e o compartilhamento de habilidades.

O relatório completo pode ser acessado pelo link.

Publicidade
Equipotel

João Bernardes

João Bernardes é Repórter da Revista Hotéis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA