HOME Matérias Hotéis Rio assinam termo de cooperação com Procon Estadual

Hotéis Rio assinam termo de cooperação com Procon Estadual

53
0
SHARE
Trajano Ribeiro, Cássio Coelho e José Manuel Caamaño (Foto: divulgação)

Na terça-feira, 23 de julho, foi assinado pelo Presidente do Procon Estadual (Procon-RJ), Cássio Coelho, e o Vice-presidente da Hotéis Rio, José Manuel Caamaño, um termo de cooperação entre as duas entidades. Com isso, o sindicato passou a integrar o Projeto Expressinho, no setor de conciliação na sede do Procon-RJ (Av. Rio Branco, 25, 5° Andar – Centro – Rio de Janeiro). Uma área que reúne diversos representantes de empresas e organizações para procurar resolver, no momento da reclamação, as queixas a elas associadas. Também presente na assinatura estava Trajano Ribeiro, Diretor Jurídico da Hotéis Rio.

Agora, o os turistas que visitarem a cidade do Rio e os consumidores em geral terão acesso, na sede do Procon-RJ, a uma solução rápida de queixas relacionadas ao atendimento e serviços prestados pela grande maioria de hotéis situados na capital do estado. O sindicato representa 150 hotéis na cidade.

De acordo com Cássio Coelho, a parceria é importante, principalmente, por causa da proposta do atual governo do estado, de enfatizar o Rio de Janeiro como polo turístico. “A presença da Hotéis Rio no Projeto Expressinho aumenta a rapidez no atendimento de reclamações ou denúncias dos turistas do Rio, que estão visitando a cidade e ficam pouco tempo por aqui. Isso fará com que eles se sintam amparados”, disse.  O Presidente do Procon Estadual também destacou que a parceria com o sindicato não será restrita à sua participação no Expressinho. “Vamos realizar cursos de capacitação em línguas estrangeiras e em Direito do Consumidor para funcionários de hotéis e servidores do Procon que lidam direto com o público. Com isso, vamos melhorar ainda mais o atendimento aos consumidores”.

Atualmente, o Expressinho reúne representantes de empresas de telefonia, bancos, concessionárias de serviço público e supermercados. Com funcionários desses estabelecimentos presentes, quando o consumidor faz a queixa ao servidor do Procon, a conciliação entre cliente e empresa – mediada pela autarquia – acontece naquele momento. Na maioria das vezes o problema do consumidor é resolvido no mesmo dia. Em 2018, a média de solução dos casos envolvendo as empresas do Expressinho foi de 92%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image