Publicidade
Hotelplus

Golfe ganha espaço nos hotéis brasileiros

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 10 minutos

Dos 23 campos de golfe no Brasil ligados ao turismo, 16 estão em hotéis ou resorts                  

O golfe foi criado por volta do ano de 1500, na Escócia, e rapidamente a prática se desenvolveu em meio às complexas jogadas. Os tacos melhoraram no design e com a sua evolução os desafios aumentaram. Pouco a pouco, as regras foram se adaptando e os campos ficando maiores. Com o tempo, o número de adeptos do esporte foi crescendo e se tornou uma arte. E hoje esta arte movimenta cifras bilionárias no mundo chegando a US$ 40 bilhões por ano no mundo, segundo dados da IAGTO — Associação do trade da indústria turística mundial de golfe, destacando que o turista golfista gasta de 50% a 100% a mais do que o turista convencional. O esporte é relativamente caro para se praticar, tendo em vista que o preço médio de um jogo completo de tacos com bolsa é de R$ 2 mil para iniciantes, a partir de R$ 4 mil para profissionais e usados por cerca de R$ 800,00,pois isto somente uma elite acesso. Mas nos últimos anos, o golfe tem despertado um interesse cada vez maior em diversas faixas da população no Brasil, está em franco crescimento e já movimenta cerca de R$500 milhões por ano. Isto se dá graças ao grande número de empreendimentos turísticos, voltados à prática do golfe já existentes, em construção ou em fase de projetos no País que já conta com vários campos abertos ao público e áreas de prática nos grandes centros urbanos.

Cresce também o número de hotéis e resorts de alto nível que resolveram montar campos para os praticantes e tudo leva a crer, que o Brasil é o buraco da vez. Os campos de golfe invadem os hotéis e resorts de todo o País, principalmente na Região do Nordeste brasileiro por fazer sol o ano todo, condição ideal para a prática do esporte.

Segundo dados da CBG — Confederação Brasileira de Golfe, existem 23 campos de golfe no Brasil ligados ao turismo, sendo que 16 estão em hotéis ou resorts. Existem 40 projetos de novos campos cerca de 40, principalmente em resorts e condomínios residenciais. Uma estimativa do mercado é que os novos empreendimentos exijam cerca de R$ 9,5 bilhões em investimentos. Nestes valores está incluso todo o investimento de implantação da infraestrutura turística e imobiliária (normalmente 2ª e 3ªs residências, o chamado “turismo residencial”), o valor de comercialização das propriedades e o potencial de geração de negócios adicionais (serviços, comércios, etc). Cidades como Natal, Aracaju, João Pessoa, Recife, Fortaleza e Pirinópolis em Goiás, estão na lista de investimentos para terem campos de golfe.   E uma notícia boa para este esporte no Brasil é depois de mais de 100 anos – o esporte fez parte do programa pela última vez em 1904 – o golfe volta a ser disputado nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Pelo menos 30 países deverão ter representantes nos torneios masculino e feminino. E os planos da entidade para este esporte se popularizar no Brasil são audaciosos, pois pretende aumentar a participação de dois atletas em 2016 para quatro atletas nos jogos olímpicos de 2020. Além disto, pretende ter 12 atletas profissionais de alto rendimento no top 500 do ranking mundial até 2016; 20 atletas amadores de alto rendimento no top 500 do ranking mundial até 2016;      500 atletas de alto rendimento na categoria Junior até 2020 (atualmente são 40) e ter 30 mil jogadores com avaliação de handicap (e registrados em alguma das Federações nacionais) até 2020. Atualmente são 10 mil.

Bahia na liderança

 Entre os estados que possui o golfe de turismo, a Bahia lidera o ranking com os quatro melhores campos de golfe do País. Isso é resultado de um trabalho iniciado há aproximadamente dez anos e desencadeado com a inauguração do campo de golfe do hotel Transamérica em Comandatuba no ano 2000, depois vieram os campos da Costa do Sauípe, ao Norte de Salvador, da Terravista em Trancoso e mais recentemente, o do Iberostar. Ele possui um campo com 18 buracos, vista para o mar da Praia do Forte, com 40 hectares de grama paspalum, que consome três vezes menos água, adubo e pesticidas. O projeto tem a assinaura do mestre do design no segmento P. B-Dye.                                   

O Diretor do Iberostar Bahia, Rafael Silva, destaca que o golfe sempre foi considerado um esporte de prestígio e relacionamento. “No Brasil a grande maioria de esportes individuais, não alcança grande representatividade como os esportes coletivos. Ainda assim, o golfe está em crescimento, e esperamos que ganhe ainda mais notoriedade no âmbito nacional com a volta ao esporte olímpico. No Iberostar Bahia, realizamos muitos eventos sociais, onde integramos o golfe com escolas públicas. Acreditamos tanto no esporte como na importância e valor que aporta um campo dentro de um Complexo. O golfe tem um amplo mercado no cenário internacional e temos muitos clientes que escolhem suas férias com o acompanhamento do golfe”, revela Silva.

Segundo ele, os valores que o campo de golfe agrega aos serviços prestados pelo Resort são vários e entre eles, Silva destaca: É um grande atrativo dentro do nosso Resort para atrair e fidelizar nossos hóspedes, além de complementar com o paisagismo tanto da parte hoteleira Iberostar como de nosso condomínio Iberostate. Dispor de uma casa ou apartamento com um campo de golfe de qualidade no entorno é, de fato, um grande diferencial.

Paisagens deslumbrantes

Considerado pelos profissionais do setor como o melhor campo de golfe da América do Sul, o Terravista Golf Course fica apenas cinco minutos a pé do Club Med Trancoso, localizado na cidade de Troncoso, no Sul da Bahia. O local se diferencia pela natureza exuberante de um dos cenários mais lindos do País, a Costa do Descobrimento, marco da história do Brasil. O campo profissional conta com 18 buracos distribuídos em 300 hectares, e teve projeto desenvolvido com a máxima preocupação em aproveitar a beleza natural e a topografia da região. O cartão-postal do campo é o buraco 14, que exige uma precisa tacada sobre a falésia a 40 metros de altura em relação à praia.          

Campo de golfe numa ilha. Esta é a proposta diferenciada do Transamérica Comandatuba, localizado em uma, na Bahia. Batizado de Comandatuba Ocean Course, o campo ocupa uma área total de 780 mil m2, dos quais 222 mil são de grama. Conta com 18 buracos, com 6.928 vds. Todos os anos o resort é procurado por organizações de golfe para parcerias com campeonatos. O projeto do campo de golfe é assinado pelo arquiteto americano Dan Blankenship. Ele está totalmente integrado a paisagem natural da ilha, entre o mar e o mangue, em um ambiente dominado por coqueiros centenários, dunas de areia, lindos lagos e vegetação nativa. Apresenta ondulações e desníveis suaves que, associados aos ventos oceânicos e aos bancos de areia, intensificam o prazer de jogar no resort e desafiam as habilidades dos jogadores. O Comandatuba Ocean Course está credenciado para receber disputas do circuito internacional. O The Ocean View Bar integra o complexo que conta ainda com uma loja especializada em acessórios.

Outro campo de golfe na Bahia que é considerado um dos melhores do País e referência em torneios nacionais e internacionais, é o Sauípe Golf, que fica no complexo hoteleiro de Costa do Sauípe. O campo conta com 18 buracos e estrutura completa para torneios nacionais e internacionais de qualquer porte. Está disponível para aqueles que queiram conhecer mais sobre as técnicas do esporte, aprender ou simplesmente praticar golfe. Além da charmosa estrutura dos cinco hotéis e pousadas da Costa do Sauípe, o resort oferece todas as instalações necessárias para prática do esporte: driving range com 300 jardas para a prática de swing e um putting green com cerca 400 metros quadrados. Mas não precisa ser especialista para se divertir. Aqueles que não conhecem o esporte tem a ajuda de profissionais treinados, exclusivamente para ensinar os hóspedes.

Bem ao lado da área de prática, os visitantes podem desfrutar de um bar com varanda e uma das vistas mais privilegiadas de toda a extensão do resort – um ponto de encontro para um bom papo ou para fechar negócios. Para maior comodidade dos jogadores, a sede da Academia de Golfe (Club House) conta com vestiário climatizado, armários de madeira que dão o toque de requinte e chuveiros. No Pro Shop, todos os equipamentos necessários para o jogo podem ser alugados ou comprados, além de ser possível adquirir produtos exclusivos, com a marca da Costa do Sauípe. Também é possível contratar outros serviços como aulas particulares, Golf Tour e clínicas corporativas com os profissionais.

Golfe de Norte a Sul

 Na Região Sul do Brasil o Wish Resort Golf Convention, localizado em Foz do Iguaçu (PR), e pertencente a rede de hotéis GJP. “Quando o resort foi adquirido pela GJP, já contava com campo de golfe, mas ele não estava no padrão que pretendíamos para um resort de alto nível. Então, contratamos o arquiteto americano Erik Larsen, uma autoridade mundial no assunto, que redesenhou todo o espaço. As obras terminam no fim de 2014. Entre as principais características do campo estão à integração com a natureza do local. O resort está em uma área de 225 hectares, com muita vegetação nativa e ser um campo atrativo tanto para novatos quanto para jogadores experientes”, menciona Stephan Hauser Ferreira, Gerente geral do Resort. Entre as marcas do novo desenho estão a beleza e o desafio estratégico que os jogadores de todos os níveis irão enfrentar. O objetivo da GJP é de tornar o campo uma referência na América do Sul.         

Localizado num extenso e belo cenário natural, o campo de golfe do Aguativa Golf Resort, ocupa uma área de 300 mil m² e fica no município de Cornélio Procópio (PR). Possui nove buracos, nove lagos e grama tipo bermuda e esmeralda, abriga competições amadoras e profissionais ao longo do ano. Capaz de atender as exigências de jogadores com os mais variados perfis, o campo do Aguativa tem 2.607 jardas dos tees masculinos e 2.215 jardas dos tees femininos com par 36. Entre os nove buracos, há desde os mais técnicos até aqueles que agradam jogadores iniciantes. O grande diferencial é o driving range (local onde os jogadores treinam as tacadas com o objetivo de melhorar sua mecânica). Trata-se do primeiro driving range brasileiro em resort jogado com bolas flutuantes e onde as tacadas são dadas em direção a um grande lago, e a paisagem permite uma visão total da trajetória e da caída da bola.

Esporte e negócios         

 De 700 a 1 mil calorias é a média que se queima durante uma partida de golf. Carregar os tacos, andar pelos campos enormes e fazer tacadas em sequência promovem a saúde do sistema cardiovascular e melhoram o desempenho muscular e articulações. Embora o golf seja ótimo para manter o porte físico, um dos grandes prazeres do jogo é bater os próprios limites e aperfeiçoar as habilidades, fazendo o cérebro analisar e criar estratégias mais rapidamente. E jogar e ao mesmo tempo fazer negócios, é uma das características deste esporte. E que o diga Marcelo Giumelli, Gerente do Broa Golf Resort, localizado e Itirapina, no Interior de São Paulo. “Muitos empresários procuram o campo de golf por que, além do prazer de jogar, também é um lugar onde realizam seus negócios, pois uma partida completa de golf  dura em média 4h30m e nesse período são feitos negócios”, assegura Giumelli.        

Segundo ele, o campo do Broa foi criado inicialmente para fins particulares e hoje  está  aberto  aos  sócios. “O espaço agrega um grande valor ao resort graças a sua qualidade técnica. Nosso campo é hoje considerado um dos dez melhores do Brasil, procurado por muitos golfistas que visitam a região e nosso resort. O campo possui uma área de 300 mil m² de nove buracos com quatro tees de saída par, 72  duas voltas totalizando 6434 jardas e um drive range de 300 jardas para treinos puttig grenn.  Realizamos  sempre  no  segundo  semestre o Aberto  de  Golf  do  Broa Golf Resort – Taça Fernando  de  Arruda  Botelho – considerado  hoje um  dos melhores torneios abertos de golf do Brasil. Inclusive o torneio de 2015 já está com vagas lotadas. Recebemos também eventos como o  juvenil  de  golf e torneios  senior,  todos  pela  federação paulista de golf. Além disso, realizamos  eventos  corporativos  usando  o conceito   do  golf  nas  empresas”, conclui Giumelli.

Campo concorrido

Outro campo que faz bastante sucesso bem próximo a metrópole paulista é o Paradise Golf & Lake Resort, que apresenta campo de golf de 18 buracos e todos os obstáculos necessários para fazer desse campo um dos mais concorridos entre os amantes dessa arte. O Resort de classe internacional está cercado por uma represa e por muita natureza. Aulas para iniciantes e Green Fee (valor que pessoa paga para jogar uma volta ao campo) estão disponíveis, assim como a locação de todo o equipamento em 1,2 milhão m² de área para jogo. Normalmente um esporte masculino, há mulheres que o praticam – mas não é regra. Por isso, o complexo hoteleiro tem à disposição das esposas e/ou namoradas e filhos serviços como spa, piscinas aquecidas, kid´s club e intensa programação para adultos e crianças.

Veja na galeria de imagens abaixo fotos de alguns campos de golfe de resorts.

Publicidade
Altenburg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA