Publicidade
Trofeu fornecedor

5º Fórum de Hotéis Independentes abre com debate sobre distribuição

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 4 minutos

O 5º Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes, evento que acontece dentro da programação da 58ª Equipotel, no São Paulo Expo, zona sul da capital, teve início nesta quarta-feira, dia 24, com curadoria e organização da Ameris – rede de hotéis independentes fundada em 2018 e que atualmente se encontra na 3ª posição no ranking das maiores cadeias hoteleiras do País, segundo o “Relatório Hotelaria em Números” 2021 da JLL. O evento, que já se tornou tradição na Equipotel, é um dos mais aguardados pelos visitantes.

Publicidade
Engie

Daniel Pereira, gestor da Equipotel, abriu o evento e ressaltou a importância do evento. “Voltando para o começo, quero agradecer a Ameris e ao Grupo Nobile pela parceria. Em 2020, apostamos no digital, que veio para somar, sem, no entanto, tirar a essência e importância do olho no olho e das relações humanas”. Pereira também reservou um momento para homenagear o CEO da Ameris, Nuno Jesus.

Roberto Bertino, Presidente da Nobile Hotéis, também se pronunciou e explicou: “Para quem não sabe, o Fórum foi criado para a troca de experiência e conteúdos para os hoteleiros independentes. É importante ouvir as impressões desse mercado, seus anseios e interações no evento. Nesse ínterim, a Nobile continua a sua expansão e somos a maior indústria desse setor com 45 mil hotéis. Trata-se de investimentos que envolvem muito capital, é preciso saber fazer mais com menos. Contem conosco e com o Nuno e obrigado por tudo”.

Para começar os trabalhos, o painel “A medida certa de tecnologia para uma melhor distribuição e comercialização do seu hotel”, com a presença dos painelistas: Elaine Rodrigues, da Sabre; e Nuno Jesus, da Ameris. “A presença dos hotéis independentes hoje responde a 86% do parque hoteleiro, sendo o restante ocupado por redes. A hotelaria independente é o que move o Brasil, tem uma capilaridade enorme, em todas as regiões, você vê um hotel independente fazendo um bom trabalho. O que acontece é que antes, esse nicho estava a deriva, e hoje estamos cuidando da hotelaria independente e proporcionando suporte para esses empreendedores”, afirmou Nuno.

Publicidade
Encontro da Hotelaria Mineira

Elaine afirmou que é preciso fazer uma análise e verificar os índices do empreendimento para que se chegue aos pontos deficitários de sua operação. “Uma análise tem muitos itens para se chegar a conclusão de uso de ferramentas e distribuição correta. Verificar o relacionamento com agências de viagens e corporativas, também é recomendado. Tínhamos uma demanda que se sabia o que acontecia a cada época do ano, hoje não. Temos que trabalhar como gerar demanda para os hotéis, e nisso, cada caso é um caso. Localização, recursos e parceiros devem ser analisados para descobrir se o hotel usa as ferramentas corretas”.

Daniel Pereira homenageia Nuno Jesus (Foto: Hugo Okada)

Nuno Jesus elencou alguns fatores que podem mensurar o uso da tecnologia na operação de um hotel. “Hoje mais que nunca, por conta da crise, a tecnologia é importante para o sucesso do hotel. O fator humano é importante, pois de nada adianta a tecnologia de ponta sem pessoas capacitadas para utilizá-la. O contrário também ocorre, com as pessoas corretas e a ferramenta inadequada para atender a demanda do empreendimento. Há de se tirar o melhor proveito da tecnologia. Não se pode aderir a uma ferramenta sem investimento. O último ponto, todos são importantes, é o relacionamento com o parceiro, seja em termos de suporte, seja em termos de eficiência. Vimos muito isso durante a pandemia. E em termos de parceria, é importante escolher os parceiros certos”.

Distribuição e Comercialização

De acordo com Elaine, “Quando falamos de comercialização, isso está mais relacionado com os parceiros e com os nossos clientes. Em alguns casos, para que eu me conecte, preciso usar a tecnologia. Então preciso utilizar um sistema, um RFP, então a diferença são os recursos tecnológicos. A comercialização é mais relacionada a relacionamento. O relacionamento do hoteleiro com as agências de viagem, por exemplo. Para se ter esse relacionamento em dia, tem que se utilizar da tecnologia. O hoteleiro independente, em muitos casos, desconhece as ferramentas disponíveis para se tirar o melhor proveito desse relacionamento. Outro ponto é elaborar um perfil do cliente, ter ferramentas para descobrir suas preferências e oferecer a melhor experiência, para que ele não só retorne, como te indique a outros”.

 

Nuno opina que a distribuição é mais técnica. “Distribuição precisa de uma equipe mais centrada e com expertise no tema. Então você precisa sempre ter consciência das políticas corretas. Com a pandemia, temos os protocolos. Tudo isso tem de estar atrelado a venda do quarto. O voucher, a reserva direta no sistema, tudo isso é uma construção. Essa equipe vai além, cuida da paridade de tarifas, é um caminho longo. Na comercialização, você vende o hotel, como a Elaine mencionou, uma equipe que vende na agência, que atende o cliente. Hoje você vende o hotel mais digitalmente, até antes da pandemia. Comercialização é conhecer o produto e vendê-lo”.

Publicidade
Onity

Impactos da pandemia

Elaine afirma que, em relação aos impactos da pandemia, o interior e as cidades de lazer começam a se recuperar de forma mais rápida. “O aumento de permanência tem aumentado, talvez para redução de custos, das idas e vindas do hóspede ao hotel. De uma forma geral, vemos estadas mais longas nessa retomada”. Nuno reiterou a fala da executiva e acrescentou: “O agronegócio cresceu durante a pandemia. O mercado primário foi o que teve mais fechamentos, mais suspensões, pois o custo é maior. O mercado secundário também teve muito aquela situação de ser opção para escapadas rápidas, e notamos que a permanência aumentou. O perfil do hóspede se transformou também. Vimos que o mercado secundário estava sofrendo muito menos. Podem não ter se recuperado totalmente, mas estão saindo de forma mais rápida desse período”.

Publicidade
Altenburg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA