Publicidade
FOHB

Estudo da JLL mostra mudanças provocadas pela pandemia na hotelaria

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

A pesquisa Hotelaria em Números que acaba de ser divulgada pela JLL, player global na prestação de serviços imobiliários e em gestão de investimentos, constatou que lições aprendidas com a instabilidade  serão levadas por gestores para o pós-pandemia. O desempenho do mercado hoteleiro brasileiro em 2020 refletiu a instabilidade desencadeada pela pandemia de COVID-19 e registrou grande queda nas taxas de ocupação. O cenário de adversidades motivou o setor a repensar práticas e redesenhar modelos de gestão. Por terem se mostrado efetivas, as mudanças promovidas serão levadas pelos gestores para o pós-pandemia, mesmo após a retomada e recuperação da hotelaria.

Publicidade
Soluções 1

Essa pesquisa foi realizada a partir de questionários preenchidos por mais de 500 hotéis, resorts e flats brasileiros. A conclusão do estudo é que, após um excelente trabalho das administradoras hoteleiras renegociando com fornecedores e cancelando serviços contratados, a forma de administrar hotéis não será mais a mesma. “O controle dos custos operacionais será um objetivo perseguido com muito mais dedicação do que era feito historicamente”, diz Ricardo Mader, Diretor de Valuation and Advisory Services da JLL.

Estudo da JLL mostra mudanças provocadas pela pandemia na hotelaria

Ricardo Mader: “O controle dos custos operacionais será um objetivo perseguido”

Publicidade
Clima ao Vivo

A pandemia também ressaltou a importância de marcas e o maior poder das redes hoteleiras ao negociar com as OTAs Online Travel Agencies, o que deverá intensificar o aumento da opção por franquias de marcas globais nos próximos anos. Em 2020, a indústria hoteleira do Brasil viveu seu pior momento. Houve queda de 56% na taxa de ocupação e 14,5% na diária média. A margem de lucro bruto da hotelaria foi negativa em 3,9%. No mundo, a liquidez do setor de hotelaria despencou 60% no mesmo ano, em decorrência da pandemia.

Esse estudo mostra como foi a performance da industria hoteleira nos últimos anos – Imagem – Reprodução

Publicidade
Faitec

Com o avanço do programa de vacinação e respeitando os protocolos de segurança, a projeção é que o setor hoteleiro brasileiro inicie a recuperação ainda no terceiro trimestre de 2021. O processo de retomada deve durar cerca de um ano. “Em 2023, devemos observar níveis semelhantes aos atingidos em 2019”, afirma Ricardo Mader.

Clique aqui e acesse o estudo Hotelaria em Números 2021.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA