HOME Matérias Aconteceu Estruturação financeira de projetos é tema de palestra na Conferência da Interval

Estruturação financeira de projetos é tema de palestra na Conferência da Interval

108
0
SHARE
Fernando Martinelli, Diretor executivo da Interval no Brasil foi o moderador desse painel

Apresentando aspectos financeiros exclusivos da operação multipropriedade, foi finalizado há pouco mais um painel da International Shared Ownership Investment Conference, evento que acontece nesta quarta-feira (1) no hotel Pullman Vila Olímpia, na capital paulista. A conferência de caráter internacional tem a Revista Hotéis como Mídia Oficial e é promovida pela Interval International.

Sob a moderação de Fernando Martinelli, Diretor da Interval International, o painel contou com apresentação de Juliana Mello, Diretora da Fortesec Securitizadora, empresa que financiou mais de R$ 600 milhões em projetos fracionados no último ano.

Em visão macro do mercado, ela expôs algumas dificuldades enfrentadas para investimento como exposição alta de caixa, financiamento direto, falta de incentivos e linhas de crédito e poucos empreendimentos entregues, gerando muitas dúvidas e desconfiança entre os investidores.

Juliana Mello, da Fortesec Securitização

Para o investidor financeiro, a securitizadora oferece, entre outros serviços a garantia de fiança, fundo de obras e de reserva. “Viabilizamos o projeto a partir do fundo de obras. Poucos investidores entendem o negócio e é nosso papel mostrar que ele faz sentido. Mas conforme o mercado vai tomando corpo, já vemos um comportamento melhor por parte do investidor em compreender tudo o que envolve, gerando a longo prazo uma taxa menor.

Requisitos para financiamentos
Marcus Castro, Diretor da Hectare Capital, também participou do painel e  explanou aos participantes os riscos envolvidos com os ativos imobiliários, passando pela aprovação (licença ambiental, projeto, legislações), comercialização (produto, preço, tabela de vendas), desenvolvimento (obras) e entrega.

“Todo projeto, em qualquer segmento, tem sua fase de maturação. Mas no mercado de capitais, ele precisa estar mais estruturado. É preciso ter alguma venda, mesmo que tenha-se um terreno e um projeto bons. Existem até bancos de fomentos para algumas situações. Nós também entramos como alternativa de financiamento”, iniciou Castro.

Marcus Castro, Diretor da Hectare Capital

São três os produtos da Hectare: Private Equity -Investimento por meio de compra de participação societária em empreendimentos que apresentem boa relação de risco x retorno; Financiamento Mezanino – Híbrido de dívida e participação societária que confere ao investidor uma porcentagem do resultado em caso de sucesso em troca de uma redução no custo da dívida e Financiamento Puro – Estrutura e investimentos em diversos instrumentos de financiamento via instituições financeiras ou mercado de capitais.

Já a Fortesec possibilita a viabilização dos projetos para o empreendedor e segurança financeira para o investidor. No timeshare, a garantia para o investidor é o empreendimento pronto. “Precisamos tomar cuidado na hora de montar o contrato de venda para o cliente, porque o objeto do contrato tem que ser imobiliário. Se você vende um serviço, não consigo emitir um CRI – Certificados de Recebíveis Imobiliários”, alertou Juliana.

A securitizadora tem dois tipos de gestão: a que espelha a carteira de recebíveis imobiliários, compreendendo a implantação e “evolução paralela” desses recebíveis, para entender o dia a dia; ou full service, na qual a securitizadora assume a operação. “Geralmente atuamos com o espelhamento de gestão. Se vemos que existe um problema, oferecemos a segunda opção”.

Barreiras do mercado financeiro apresentado na palestra de Juliana Mello, Diretora da Fortesec Securitização e de Marcus Castro, Diretor da Hectare Capital

Fernando Martinelli concluiu o painel destacando a importância da informação sobre o mercado financeiro, já que é o que esbarra em muitos empreendedores para desenvolver um negócio, impactando em toda a indústria.