HOME Matérias Entidades do trade turístico comemoram decisão sobre vistos

Entidades do trade turístico comemoram decisão sobre vistos

Representantes do setor acreditam em forte impacto positivo na atração de estrangeiros ao Brasil e enaltecem a defesa da medida pelo MTur

65
0
SHARE
A medida passará a valer em 17 de junho e facilitará o ingresso destes viajantes no Brasil - Foto: Pixabay

Lideranças de algumas das principais entidades do trade turístico nacional celebram a isenção de vistos para cidadãos americanos, australianos, canadenses e japoneses, estabelecida em decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União na segunda-feira (18).

Conforme o texto, assinado pelo presidente da República Jair Bolsonaro e pelos ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; da Justiça, Sérgio Moro; e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, a medida passará a valer em 17 de junho e facilitará o ingresso destes viajantes no Brasil.

O Presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos – Clia Brasil, Marco Ferraz, aposta em resultados positivos e elogia o Ministro Marcelo Álvaro por encampar um pleito histórico do segmento. “A Argentina, que não exige vistos dos americanos – embora os americanos exijam deles -, teve avanços importantes. Com a facilidade, a gente abre a possibilidade de ter navios o ano todo no Nordeste, por exemplo. Isso estimula toda a indústria do turismo”, diz.

A opinião é compartilhada pelo Presidente Executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel, Paulo Solmucci Júnior. “O impacto no ramo de alimentação será muito positivo. E essa ação vai na linha do que há muito a gente defende, de tirar as barreiras que nos mantêm com números muito aquém das expectativas”, sustenta.

O Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional, Manoel Linhares, por sua vez, observa que a isenção beneficia a economia do país como um todo. “Os vistos dificultam muito a chegada de turistas, e agora vamos ter um impacto considerável não apenas no turismo, mas em toda a economia. O Ministro teve papel primordial no sentido de fazer o governo como um todo compreender que o problema do turismo é a burocracia”, constata.

O Ministro do Turismo do governo Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio e Manoel Cardoso Linhares, Presidente da ABIH Nacional

Já Alexandre Sampaio, responsável pela área de turismo na Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC – e Presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – FBHA, frisa que a medida vai reforçar a atração de visitantes de alto poder aquisitivo. Ele prevê que a decisão abrirá espaço para outros avanços. “Isso insere o país no rol de nações com políticas desenvolvimentistas. E tenho certeza que vamos ter outras vitórias em curto prazo”.

Magda Nassar, Presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo – Braztoa – e Vice-Presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens – Abav, também espera novas conquistas. Ela acredita que a medida aponta a superação de obstáculos ao desenvolvimento do setor. “Para as operadoras e agências de viagens, a gente tem um novo horizonte. Tirar o visto brasileiro é muito difícil, a gente recebe várias reclamações, principalmente dos americanos. O ministro Marcelo já nos disse que o direcionamento do presidente Bolsonaro é de tirar entraves para a economia girar”, relata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image