HOME Matérias Eleição da ABIH Nacional poderá ter chapa única

Eleição da ABIH Nacional poderá ter chapa única

A Presidente da ABIH/GO, Vanessa Pires Moralez que concorre também ao cargo contesta a chapa única e diz que “a Chapa Renovação e União está legalmente habilitada para concorrer às eleições do dia 1 de outubro de 2019. Talvez a única eticamente qualificada”

115
0
SHARE
Manoel Cardoso Linhares, concorre novamente a presidência da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis - Foto - Divulgação

As eleições para a nova diretoria da ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis terá chapa única, liderada pelo atual presidente Manoel Cardoso Linhares. A chapa concorrente, encabeçada por Vanessa Pires Moralez, Presidente da ABIH de Goiás, teve sua inscrição impugnada pela junta eleitoral da entidade, eleita, conforme estatuto, pelo seu Conselho Deliberativo.

Segundo o presidente da Junta Eleitoral da associação, Dr. Huilder Magno de Souza, todo o processo eleitoral, bem como os demais atos da atual gestão, transcorreram tendo como base o estatuto, que foi aprovado sem ressalvas, em Assembleia Geral, inclusive por alguns membros que formaram a chapa impugnada. “A chapa foi impugnada por que, além de não obedecer os prazos estabelecidos no regimento, não apresentou até a data estipulada pelo regimento interno os documentos necessários exigidos para a participação no processo eleitoral da maioria de seus integrantes. Não há outra solução já que não foram apresentados os documentos corretos, dentro do prazo estabelecido pelo regimento da instituição”, afirmou o presidente da Junta Eleitoral da associação.

Huilder Magno de Souza é advogado atuante em Brasília (DF) e assessor jurídico da ABIH-Nacional – Foto – Divulgação

Nesse caso, a chapa que se mantém na corrida é a liderada pelo atual presidente, Manoel Cardoso Linhares, e que tem como vice-presidente, Érica Campos Drumond, ex-presidente da ABIH de Minas Gerais; na diretoria administrativa, Manoel Lisboa Barbosa, ex-presidente da ABIH de Sergipe; na vice-presidência administrativa, Artur Maroja da Costa Pereira Filho, presidente da ABIH de Pernambuco; como diretor financeiro, José Odécio Rodrigues Júnior, presidente da ABIH do Rio Grande do Norte; como vice-diretor financeiro, Henrique Lenz César Filho, ex-presidente da ABIH do Paraná; como diretor operacional, Osmar José Vailatti, presidente da ABIH de Santa Catarina, e como vice-diretor operacional, José Reinaldo Ritter, presidente da ABIH do Rio Grande do Sul.

Érica Drumond é a Vice-presidente na chapa encabeçada por Manoel Cardoso Linhares – Foto: Samuel Gê

O conselho fiscal é formado por Eduardo Fontes Neto, da ABIH da Bahia, Alfredo Lopes, presidente da ABIH do Rio de Janeiro, e Clóvis Armando Lemos Carneiro, ex-presidente da ABIH do Pará e presidente da Associação Comercial do Pará. Seus suplentes são Eduardo Costa Cavalcanti, ex-presidente da ABIH de Pernambuco, Antônio Carlos Franco Sobrinho, presidente da ABIH de Sergipe, e Orlando Kubo, presidente da ABIH do Paraná.

Vanessa Pires Morales: “Quando decidimos apresentar uma chapa concorrente, objetivamos resgatar os princípios de transparência, união, ética e legalidade na Entidade”

Chapa renovação e união

Inconformada com a situação que considera “rejeição à transparência e a um processo eleitoral democrático”, a Presidente da ABIH/GO – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás, Vanessa Pires Moralez, acaba de divulgar um comunicado explicando os fatos e que publicamos a seguir na íntegra.

“Queremos nos dirigir a vocês no que diz respeito ao que está acontecendo em relação às eleições da ABIH Nacional. Quando decidimos apresentar uma chapa concorrente, objetivamos resgatar os princípios de transparência, união, ética e legalidade na Entidade.

Não imaginávamos que o grupo que está à frente da atual gestão teria tanta rejeição à transparência e a um processo eleitoral democrático, vejamos algumas atitudes:

  1. sonegar informações até para membro do próprio Conselho Deliberativo da Entidade, para não permitir a composição de uma chapa concorrente;
  2. Depois manipular datas e criar exigências desnecessárias;
  3. Em seguida passaram a constranger membros de nossa chapa para que não nos apoiassem, chegando ao ponto de dois grandes líderes solicitarem a substituição de seus nomes em face de tamanha pressão, o que ocorreu tempestiva e legalmente;
  4. Na sequência, continuaram e até intensificaram os constrangimentos aos companheiros que continuaram juntos no projeto de redemocratização da Entidade.

Nossa Chapa atendeu tempestivamente todos os requisitos estatutários e, sobremaneira, todos os princípios morais, éticos e legais, inclusive o Regimento Eleitoral, assim como os usos e costumes das últimas décadas nas eleições da Entidade.

Portanto, a Chapa Renovação e União está legalmente habilitada para concorrer às eleições do dia 1 de outubro de 2019. Talvez a única eticamente qualificada.

Ressaltamos, por fim, que continuaremos firmes no propósito de restabelecer a ética, legalidade, democracia e união na ABIH Nacional e continuaremos fazendo o trabalho em prol de uma eleição limpa e honesta, discutindo ideias e projetos. Esperamos que o dia 1 de outubro de 2019 seja um marco de um futuro mais transparente e promissor para a Entidade mais antiga do Trade Nacional. Vamos em frente, pois a ABIH Nacional merece respeito”.

Chapa renovação e união – Vanessa Pires Moralez.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image