Publicidade
Hotelplus

Delta não aceita mais animais de apoio emocional na cabine de passageiros

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Desde o dia 11 de janeiro, a Delta não aceita mais reservas de animais de apoio emocional em nenhum de seus voos. A política atualizada da companhia segue uma regra final emitida em dezembro de 2020 pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT, na sigla em inglês), que afirma que as transportadoras não são mais obrigadas a reconhecer pets de apoio emocional como animais de serviço.

Publicidade
Simmons

A Vice-presidente sênior de Serviço de Bordo, Allison Ausband, afirma que: “Aplaudimos o DOT por fazer essa mudança e reconhecer as preocupações que a Delta e outras partes interessadas levantaram nos últimos anos”, diz. “A regra final do DOT permite que as companhias aéreas coloquem a segurança de todos os funcionários e clientes em primeiro lugar, à medida em que protege os direitos dos passageiros que precisam viajar com animais de serviço treinados”.

A política atualizada da Delta inclui contribuições e orientações de nossas equipes que
lidam diretamente com o público, bem como recomendações do Conselho Consultivo da Delta
sobre Deficiência.

Delta não aceita mais animais de apoio emocional na cabine de passageiros

Documentação DOT será exigida para embarque com cães de serviço treinados (Foto: divulgação)

Alterações na política de animais de serviço que entraram em vigor em 11 de janeiro de 2021:

  • A Delta não aceitará mais novas reservas para pets de apoio emocional.
  • Os clientes que têm uma passagem com seu (s) animal (animais) de apoio emocional a qual tenha sido confirmada antes de 11 de janeiro ainda podem embarcar, conforme estipulado pela companhia.
  • Consideram-se animais de serviço treinados os cães, independentemente da raça, especificamente ensinados para ajudar uma pessoa com deficiência.
  • A Delta suspenderá sua proibição de cães da raça pit bull que atendam às exigências de documentação para animais de serviço treinados; até então, de acordo com a política que vigorava na empresa aérea, os cachorros dessa raça não tinham permissão para embarcar como animais de apoio emocional junto aos clientes com bilhete e viagem confirmada antes de 11 de janeiro.
  • Os passageiros que viajam com cachorro (s) de serviço treinado (s) devem enviar documentação DOT, por meio do Delta.com, atestando a saúde, o adestramento e o comportamento do cão 48 horas antes da partida. Se o voo for reservado menos de 48 horas antes da viagem, o cliente pode apresentar a documentação em um ponto de venda de bilhetes ou no portão de embarque.
  • Os clientes que viajam com um cão de serviço treinado em voos com duração de oito horas ou mais também devem enviar um formulário DOT Relief Attestation (atestado de alívio, em tradução livre), disponível na página Delta.com, garantindo que o cão não fará suas necessidades na aeronave ou poderá fazê-lo sem causar problemas de saúde ou higienização

Publicidade
Tramontina

A Delta continuará a negar o embarque a qualquer animal de serviço treinado que represente uma ameaça ou demonstre comportamento agressivo ou inadequado em um ambiente público. Os passageiros podem continuar a optar por viajar com um animal de estimação na cabine se ele atender aos requisitos da Política de Viagem da Delta.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA