Publicidade
LG Eletronics

Crescimento do turismo interno indica perspectivas positivas para emprego

As mudanças de comportamento dos viajantes incrementam o crescimento do turismo interno, com oportunidades de novas contratações em resorts, hotéis de lazer e restaurantes. Isso é o que aponta Sérgio Ferreira, Diretor da Gi Horeca, divisão ligada à operação diária de grandes estabelecimentos de hospitalidade do Gi Group. O grupo de atuação global possui soluções dedicadas ao desenvolvimento do mercado de trabalho com forte destaque nas atividades de Recrutamento e Seleção, Administração de Temporários, projetos de Terceirização (Outsourcing), Marketing Promocional, Treinamento e Consultoria Empresarial em Desenvolvimento Organizacional e Programa de Estágios.

Publicidade
LG Eletronics – Meio

A empresa aposta na abertura de vagas no setor hoteleiro em regiões como Bahia, Pernambuco, Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro. As expectativas são positivas para as áreas de A&B (setor de alimentos e bebidas) e Governança com as futuras contratações de camareira, garçons, maitres, chefes de cozinha e outros cargos para hotéis e restaurantes.

Crescimento do turismo interno indica perspectivas positivas para emprego

As expectativas de aberturas de vagas em resorts, hotéis de lazer e restaurantes são grandes – Imagem: divulgação

Publicidade
Harus

Captação das vagas

Nesse segmento, destaque para o projeto Gi Comunidade, onde estão sendo estruturadas ações para oferta do primeiro emprego e recrutamento de pessoas em comunidades nos estados do Nordeste como Bahia, Pernambuco e Ceará. “Houve mudanças no turismo interno e local, e as pessoas estão com medo de viajar. Por isso, aproveitam mais o turismo da sua cidade, gerando oportunidades de emprego e negócios”, explica o diretor da Gi Horeca.

Com a pandemia, o turismo e a hotelaria precisaram se adaptar aos protocolos determinados pelas autoridades. Afinal, é importante que os hóspedes se sintam seguros, principalmente em relação à limpeza e desinfecção em quartos, áreas comuns, academias, restaurantes, etc. “Nesse momento, nós da Gi Horeca, pensamos ‘fora da caixa’ e notamos uma grande movimentação nos hotéis de lazer, como os resorts. Isso nos levou a canalizar nosso esforço no operacional e comercial para atender este segmento”, comenta o executivo.

Publicidade
Dam Roupas

Perdas do setor

O setor de hospitalidade sofreu com milhares de demissões por conta da pandemia de Covid-19 gerando um prejuízo estimado em R$ 2 bilhões no Brasil. E como consequência, cerca de 20% dos hotéis não abrirão mais. Porém, “com a chegada da vacina, de certa forma, temos esperança de melhora no cenário, mas precisaremos trabalhar muito, ser criativos, valorizar as pessoas e, principalmente, amar o que fazemos para quem sabe, minimizar um pouco os efeitos negativos para o segmento. Como tem falado Manoel Cardoso Linhares, Presidente da ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, “o turismo sumiu, o turista não’”, conclui Ferreira.

Publicidade
RAP Engenharia

Comments

Avatar
Rogério Melo de Oliveira

Muitos profissionais do trade hoteleiro, estão prontos para ir à campo e desempenhar o que mais amam em fazer: vendas, relacionamento, análise de mercado, resultados, etc. Só precisamos que inicie-se esse processo de reativação da oferta. Para isso estamos a disposição para desenvolver, capacitar e direcionar as vendas para o empreendimento que sair na frente deste projeto. Os profissionais estão prontos, como eu, para sermos, ou em PJ ou CLT, o braço comercial deste hotel ou resort, na região desejada. Prezados hoteleiros, estamos na espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA