HOME Matérias Aconteceu Chieko Aoki palestrou na sede da OAB/SP

Chieko Aoki palestrou na sede da OAB/SP

Dez lições que ela aprendeu na vida e nos negócios foram abordadas

278
0
SHARE
A palestra de Chieko Aoki cativou muito os presentes

A palestra aconteceu agora a pouco no Salão Nobre da sede da OAB/SP – Ordem dos Advogados do Brasil Seção São Paulo, que fica na Praça da Sé, 385 – Centro da capital paulista. O tema foi “Lições que aprendi com a vida e com os negócios”, sendo uma iniciativa da Comissão de Direito Aplicado à Hotelaria e ao Turismo da OAB/SP, sob a presidência do Dr. Murillo Akio Arakaki. Chieko Aoki é reconhecida pelo mercado como a Grande Dama da Hotelaria no Brasil e além de presidir a rede Blue Tree Hotels é advogada formada em Direito pela USP — Universidade de São Paulo, com cursos em Administração na Universidade de Sofia, em Tóquio, e de Administração Hoteleira, na Cornell University, nos Estados Unidos.

Paulo Mancio, SVP de Design & Technical Services da AccorHotels para a América do Sul e Chieko Aoki

Havia a presença de muitos advogados, admiradores e de hoteleiros como Paulo Mancio, SVP de Design & Technical Services da AccorHotels para a América do Sul e especialistas na área de segurança hoteleira como Otavio Novo e Adilson Toledo. Chieko começou sua palestra lembrando que estamos vivendo momentos de grandes mudanças no Brasil e no mundo e devemos trabalhar com pretensões, mesmo diante da tecnologia que cada dia mais avança e interfere na vida diária das pessoas. “Vivemos um momento de tanta hiper conectividade que isso pode criar muitos problemas, como o fake News. E algo que também devemos estar atentos é com a hiper interdependência, como o uso do celular. Aprender a conviver, a respeitar o outro e compartilhar os espaços também são aprendizados no dia a dia. Precisamos cultivar o espírito coletivo de cuidarmos bem uns dos outros, mas antes é necessário entender a natureza humana. Ela nada mais é do que a profunda necessidade de sentir-se importante e apreciado, é o que já dizia William James, um filósofo e psicólogo americano que foi o primeiro intelectual a oferecer um curso de psicologia nos Estados Unidos”, lembrou Chieko.

Reconhecer e validar a existência do outro

Segundo ela, na existência de vida de qualquer ser humano é importante reconhecer e validar a existência do outro, o que no mundo atual é algo difícil. “Para que isso aconteça é necessário primeiro entender o outro e se colocar em seu lugar. E isso deve ser traduzido em ações, ter atitude e agir para tornar a vida do outro melhor. Com esse espírito criamos em 1997 a rede Blue Tree levando em consideração a cultura do bem cuidar. A Blue Tree nasceu na mesma época do falecimento de Madre Tereza de Calcutá, que deixou um legado que baseou os pilares de nossa rede. Não deixe jamais que alguém que achegou-se de ti vá embora sem sentir-se melhor ou mais feliz. Essa frase norteia nosso espírito de servir”, disse Chieko.

Os ensinamentos de Madre Teresa de Calcutá formaram o dna da Blue Tree em receber e respeitar o outro

Para ela, o bem cuidar é fácil para o brasileiro e explicou por que. “Temos nossa marca registrada de brasilidade, a espontaneidade, acolhimento e flexibilidade. Nossa vocação é de bem receber, mas é preciso aperfeiçoar o bem servir e assim cultivar o bem cuidar”.

Espírito de fazer o impossível

O terceiro ponto destacado por Chieko em sua palestra foi o espírito de fazer o impossível. E para ela, o que faz a diferença é o empenho e a determinação para vencer e isso é muito comum de se encontrar em atletas olímpicos. Para ela, tudo é possível quando nos determinamos a encontrar soluções para equações impossíveis. E citou a enfermidade de seu marido alguns anos atrás que ficou hospitalizado no Japão se recuperando de um AVC. Com muita dedicação e empenho de sua parte, reuniu um grupo de profissionais multidisciplinares brasileiros para cuidar de seu marido que começou a ganhar alguns movimentos, a se recuperar e motivar os médicos que cuidavam dele.

Ela lembrou que o mundo está mudando com tanta velocidade que da noite para o dia podemos perceber que estamos vivendo numa outra época e citou o cientista Joi Ito do IMT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts que cunhou o termo now–ist em que a educação é o que os outros fazem para você, aprendizado é o que você faz para si mesmo. E deixou uma dica. Faça já, faça rápido, melhore continuamente, esteja aberto para inovação que vem de baixo e dos lados.

No centro da foto, Chieko Aoki com os anfitriões, Dr, Murillo Arakaki e Maria José Arakaki

No quinta lição apresentada por Chieko ela destacou que para conquistar algo na vida é necessário que se tenha ambição de ser o melhor e com isso ela aprendeu a buscar a excelência em tudo o que faz. E citou uma experiência vivida na hospedagem num hotel no Vietnã, onde, segundo ela, comeu a melhor baguete de sua vida no café da manhã, mesmo o hotel estando em condições precárias de serviços e lembrou: não menospreze o simples e faça tudo bem feito, pois o resultado aparece.

Outra lição que ela destacou foi tudo que existe no mundo, alguém quis criar uma solução. E citou alguns exemplos, como ideias simples que ela colocou em prática mudou hábitos dos hóspedes na rede Blue Tree, como: o cafezinho que foi implantado com sucesso no lobby, a feijoada servida com pertences separados e o fim do cobre leito nas camas que poucos hóspedes utilizavam e eles foram substituídos com sucesso por um tecido.

Além de Chieko Aoaki, na mesa estava Murillo e Maria José Arakaki, e as advogadas Advogada Tallulah Kobayashi Andrade Carvalho e Kátia Boulos da Comissão da mulher advogada

Valor agregado

Agregar valor em seu produto e serviço também foi lembrado por Chieko e ela mencionou um carro da Toyota que foi criado para atender pessoas deficientes e que é um sucesso de vendas no Japão. O ikigai, a arte que levará a descobrir os propósitos uito comum no Japão também foi mencionado por ela como intrínseco aos padrões de serviços da Bue Tree, algo que a impulsiona e que a faz acordar todos os dias ainda mais motivada. O ritual de cerimônia do chá, também bastante comum no Japão, foi mencionado por Chieko demonstrando que por trás de cada gesto existe um acolhimento, dedicação e humildade.

Ser um líder e transformador também foi lembrado por Chieko em sua palestra e ela explicou. “O líder traz luz e coloca a cultura, valores e os propósitos para transformar as pessoas e as organizações. O líder viabiliza a nossa necessidade de ir longe, faz participar e reconhece a contribuição, é positivo e tem inspiração intuitiva”.

Criar laços é fundamental

E terminando sua palestra, Chieko apresentou sua décima lição para que as pessoas criem laços, pois para ela, criar laços é uma relação que conecta, potencializa e faz a disseminação do bem estar. E deixou uma dica final. “Estamos vivendo momentos difíceis no Brasil e temos que usar nossos valores e potencial para reinventar o País. Temos tudo para inspirar o mundo, assim como cuidarmos uns dos outros”, concluiu Chieko Aoki sob fortes aplausos dos presentes.

Chieko Aoki recebendo o certificado de participação da advogada Tallulah Kobayashi Andrade Carvalho

E no final de sua palestra, ela recebeu um certificado da OAB/SP por sua palestra da Advogada Tallulah Kobayashi Andrade Carvalho, no ato representando o Presidente da OAB de São Paulo, Dr. Marcos da Costa.

Confira mais alguns dos presentes nessa palestra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image