HOME Matérias Aconteceu Chef Luiz Felipe representará o Brasil na etapa latino-americana do Bocuse d’Or

Chef Luiz Felipe representará o Brasil na etapa latino-americana do Bocuse d’Or

Ele já estagiou no Fasano com o Chef Salvatore Loi, depois passou uma temporada de estudos em Nova York, voltou ao Brasil e passou pelo Girarrosto, pelo MOzza e o Ristorantino

206
0
SHARE
Luis Felipe levantando o troféu de campeão sob fortes aplausos

A primeira edição do SIRHA — Salon International de la restauration, de l’hôtellerie et de l’alimentation terminou ontem, no Expo São Paulo, na zona Sul da capital paulistana. Essa é uma versão do maior evento da alta gastronomia mundial e reúne renomados profissionais da gastronomia e da hotelaria. O ponto alto foi a cerimônia que apontou os representantes do Brasil que vão para o México participar da seletiva para o Bocuse D’Or, o mais importante concurso de gastronomia no mundo que acontece em Lyon, na França. Estavam participando Luiz Filipe de Azevedo e Souza, da capital paulista; Ricardo Dornelles, de Porto Alegre; Marcelo Milani, de São Caetano do Sul (SP); e Danilo Takigawa, de Presidente Prudente (SP). Eles já haviam sido selecionados na última etapa regional do Bocuse d’Or e travaram uma “verdadeira batalha contra o relógio”. Sob os aplausos de uma grande plateia com direito a vuvuzela e um DJ que alternava vários tipos de música, os competidores necessitavam preparar um prato no prazo máximo de duas horas e trinta minutos. O mestre de cerimônia foi o Chef Guga Rocha, um dos nomes mais celebrados da nova geração de chefs brasileiros.

Os quatro competidores que disputaram a seletiva para o México

O ingrediente obrigatório deste ano para a categoria peixes foi o salmão do Alasca, fornecido pelo patrocinador Alaska Seafood, enquanto para a categoria carne é o Porco Mangalitsa, oferecido pelo Consulado da Hungria e pela Bassar Carnes Premium. Os competidores puderam trazer até três acompanhamentos de livre escolha e cada candidato teve duas horas e 30 minutos para preparar a receita. Entre os quesitos que foram julgados estavam a apresentação do prato e o sabor.

Houve muito apoio aos competidores da arquibancada

Olhar atento dos profissionais

Acompanhando o processo, estavam renomados profissionais da alta gastronomia como: O chef e consultor Victor Vasconcellos, Andrews Valentim, Bel Coelho, Onildo Rocha, Geovane Carneiro, Guga Rocha, Thomas Troisgros e Ivan Ralston. Entre os jurados estava Daniel Boulud que é Chef e proprietário do restaurante Daniel em Nova York. O empreendimento ostenta duas estrelas Michelin. Além desse chef internacional, o júri também foi composto por Helena Rizzo, Thierry Buffeteau, Felipe Bronze, Gabriel Matteuzzi, Emmanuel Bassoleil, Rodrigo Martins, Oscar Bosch, José Barratino, Ana Luiza Trajano e Bruno Rappel.

Luis Felipe ao lado do Chef e consultor Victor Vasconcellos e Daniel Boulud que é Chef e proprietário do restaurante Daniel em Nova York

E no final, o vencedor foi Luiz Filipe, em segundo lugar ficou Ricardo Dornelles, Danilo Nakamura ficou em terceiro lugar e Marcelo Milani em quarto. O campeão Luiz Filipe já estagiou no Fasano com o Chef Salvatore Loi, depois passou uma temporada de estudos em Nova York, voltou ao Brasil e passou pelo Girarrosto, pelo MOzza e o Ristorantino. Agora ele disputar a final continental no México, em abril e se ganhar, vai para a final, em Lyon, na França.

Renomados profissionais da alta gastronomia no Brasil estiveram como jurados

Em 2015 quem representou o Brasil na seletiva do México, foi a alagoana de 26 anos, Giovanna Grossi que conquistou essa etapa e foi a primeira mulher brasileira a disputar a final do Bocuse d’Or, e ficou em 15º lugar em Lyon. Hoje, ela é a presidente do comitê da versão nacional do concurso que acontece a cada dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image