HOME Matérias Aconteceu Cases de Olímpia (SP) são debatidos na 7ª edição do ADIT Share

Cases de Olímpia (SP) são debatidos na 7ª edição do ADIT Share

99
0
SHARE
Danilo Samezina foi o moderador desse painel que teve grandes conhecedores do tema

Direto de Foz do Iguaçu (PR) – Terminou agora a pouco o painel case Olímpia: Lições de um destino turístico impulsionado pela multipropriedade. Esse painel fez parte da grade de programação da 7ª edição do ADIT Share, o maior seminário de Turismo Compartilhado do País, que iniciou hoje de manhã no Wish Resort Golf Convention Foz do Iguaçu. O moderador desse painel foi Danilo Samezina  Diretor de estratégias e novos negócios da  WAM Brasil e contou com a participação de: Rodolfo Rezende, Sócio-diretor do GR Group, Rafael Almeida, CEO do Grupo Natos, Newton Ferrato, Presidente do Grupo Ferrasa e de Fernando Augusto Cunha, Prefeito da cidade de Olímpia (SP).

Fernando Cunha: “Olímpia registrou ano passado 2.650 mil hospedagens”

Ele começou dizendo que a cidade de Olímpia tem um potencial de vendas de 10 milhões s de multipropridade e apenas cerca de 25 mil cotas foram vendidas. E explicou como a cidade cresceu em torno da indústria do turismo. “Tudo começou com a perfuração de um poço de água quente pela Petrobrás que deu origem ao parque Thermas dos Laranjais que hoje é o quarto parque mais visitada no mundo, com 2 milhões de vistas ao ano. Hoje temos também o Hot Beach que já figura entre os 10 maiores parques no mundo em seu segmento. A cidade registrou ano passado 2.650 mil hospedagens, mas 200 mil visitantes não ficaram usaram os parques o que demonstra que os atrativos criados nos hotéis e resorts estão retendo os clientes. Outro dado que também não entra na pesquisa são as 500 casas de aluguel na cidade o que demonstra o quanto temos ainda para crescer”, destacou o Prefeito Cunha.

Segundo ele, Olímpia tem média de 3,5 dias em estadia com a predominância de casal com dois filhos que gastam cerca de R$ 4.500 no período. Com isso geram cerca de R$ 3 bilhões aos cofres do município. E para continuar incentivando a entrada de novos players a esse mercado, ele fez a aprovação da lei municipal da multipropriedade em maio de 2018 que foi regulamentada no final do ano passado na esfera federal.

Newton Ferrato: “Há 20 anos atrás já havia sinais claros do potencial dessa indústria em Olímpia”

Atuação dos players

As oportunidades de Olímpia, atuação dos players foram apresentadas e começou por Newton Ferrato. Ele disse que o Grupo que ele comanda iniciou as atividades em Olímpia no ramo imobiliário e com isso foi fácil a migração para o turismo que enxerga boas oportunidades. “Há 20 anos atrás já havia sinais claros do potencial dessa indústria o que nos motivou a perfurar o primeiro poço de água termal fora do Thermas dos Laranjais e criamos uma operadora vendendo o destino Olimpia. A indústria da multipropriedade é uma atividade nova no Brasil, mas que nos causou boas alegrias e estamos investindo bem nesse segmento. Contratamos executivos para cuidar desse assunto e uma consultoria e estamos preparando o lançamento de nosso segundo empreendimento na modalidade multipropriedade que dará um upgrade em nossos produtos”, disse Ferrato.

Rafael Almeida: “Já superamos o desafio de ter que implantar um produto novo sem regulamentação jurídica”

Já Rafael Almeida lembrou que o Grupo Natos foi o primeiro a lançar um empreendimento na modalidade de multipropriedade na cidade de Olímpia que está entregando o maior complexo do Brasil em seu gênero no próximo ano. “Temos mais um projeto para ser lançado, mas estamos esperando o amadurecimento do destino para evitar super oferta. Já superamos o desafio de ter que implantar um produto novo sem regulamentação jurídica e agora novos horizontes se abrem com a regulamentação. Estamos vendendo um sonho de férias, mas temos de entregar o que foi prometido”, assegurou Almeida.

Rodolfo Rezende lembrou que o GR Group entrou em Olímpia há 10 anos atrás a convite do empresário Benito Benatti que foi quem implantou o Termas dos Laranjais, mas que via carência de hospedagem para receber os turistas. “Com o know how adquirido no mercado goiano, começamos a empreender e em 2014 entregamos as primeiras unidades do complexo Royal Thermas que hoje tem 960 apartamentos, sendo o maior do Brasil em seu gênero. Nesses 10 anos acompanhamos as mudanças que Olímpia viveu e estamos felizes em saber que fizemos e fazemos parte dessa história. O GR Grup tem mais de dois mil colaboradores e grande parte em Olímpia que ajudamos a desenvolver. Trouxemos a Wyndham, a primeira bandeira internacional a cidade que se consolida ainda mais”, mencionou Rezende.

Rodolfo Rezende: “Nesses 10 anos acompanhamos as mudanças que Olímpia viveu e estamos felizes em saber que fizemos e fazemos parte dessa história”

Para ele entender do negócio foi o maior desafio e disse: “Compreendendo todas as fases do negócio, temos que entregar para o cliente o que foi prometido nas salas de vendas e algumas empresas não estão com essa ética, por isso todo cuidado é pouco. Temos que vender férias sem falsas promessas. Eu sou cliente do timeshare antes de entrar nesse negócio que é o sonho de férias das famílias.  Estamos com um projeto pré-aprovado de um outro empreendimento em Olímpia, mas estamos aguardando o melhor momento para lançar”, revelou Rezende.

Esforços conjuntos

Ajudar a desenvolver outras atividades para criar condições para melhorar a infraestrutura de Olímpia foi mencionada por eles, como: a entrada de cadeias de fast food como o Subway e o Burguer King.

Números do turismo em Olímpia apresentado pelo Prefeito Fernando Cunha em sua palestra

Unir esforços para fortalecer o destino de Olímpia, inclusive na publicidade, também foram apontados nesse painel, assim como levar mais atrativos para fomentar o turismo e para que Olímpia não viva somente da água quente. Segundo o prefeito Cunha, cerca de R$ 40 milhões são investidos anualmente pelo parque Thermas dos Laranjais em busca de renovação e novidades. “Estamos trabalhando para aprovação de um novo parque seco em frente ao Thermas dos Laranjais, assim como buscando empreendedores para Olímpia e a qualificação da mão de obra. O turismo traz riqueza e alegria a todos”, conclui o painel o Prefeito Cunha.

O moderador desse painel foi Danilo Samezina, Diretor de estratégias e novos negócios da WAM Brasil

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Foz do Iguaçu para cobrir esse evento em razão da parceria com a ADIT Brasil e se hospeda no hotel Nacional Inn.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image