HOME Matérias Aconteceu Captar e encantar o cliente é tema de painel da 5ª edição...

Captar e encantar o cliente é tema de painel da 5ª edição do Top Seller Event

192
0
SHARE
Rogério Calado com os painelistas

Direto de Foz do Iguaçu (PR) – Quem moderou este painel que terminou agora a pouco foi Rogério Calado, Gerente de vendas do Enotel Vacation Club e fez parte da programação da 5ª edição do Top Seller Event. Este evento promovido pela RCI — Resort Condominiums International, termina hoje no Mabu Thermas Grand Resort, em Foz do Iguaçu (PR). Calado iniciou o painel afirmando que por seus vários anos de experiência no setor está convicto que o captador é o pulmão da indústria de tempo compartilhado e que sua motivação faz a diferença e falou uma frase de efeito para o bom desempenho do captador. “Veste seu melhor sorriso todos os dias”. Este painel reuniu os seguintes profissionais: Allyson Teixeira do Hot Beach Suites, Armando Ramirez do Wyndham Club Brasil, Neto Thomeny, Brasil Tropical Vacation Club e Adriana Chaud da New Time Consultoria.

Adriana Chaud: “Uma pré-visualização do captador para ter uma escolha acertada do cliente é essencial”

E ela disse que o segredo da indústria de tempo compartilhado começa na captação que precisa se reinventar de modo dinâmico. “Nós não utilizamos pesquisas para fazer a primeira abordagem, utilizamos ferramentas para mostrar os diferenciais dos produtos que vamos oferecer. Outro ponto que acredito que mudou muito nos últimos anos é que o captador tem de ter uma boa postura pessoal, comunicação verbal com domínio da gramática portuguesa para evitar de falar errado. Enxergar nas mídias sociais como um facilitador para encantar o cliente também é um diferencial para o captador. Ele dever fazer uma pré-visualização visual para ter uma escolha acertada do cliente. Perguntas sutis devem ser feitas aos clientes e nunca devem ser feitas perguntas embaraçosas”, defendeu Adriana.

Armando Ramirez: ““Cada destino que atuamos tem uma abordagem diferenciada”

Armando Ramirez disse que a Wyndham tem criado várias ações diferenciadas para poder abordar os clientes. “Cada destino tem uma abordagem diferenciada, como por exemplo, servimos um chocolate quente aos clientes em Gramado (RS) e possibilitamos outros atrativos para atrair os casais e familiares para entrarem em nossas salas de vendas”, disse Ramirez.

Allyson Teixeira destacou que o captador é uma pessoa que tem de gostar de pessoas e que ter empatia, pensar no coração dos outro. “Existem algumas diferenças entre o captador e que trabalha abordando clientes dentro dos hotéis. O de rua tem de ter muita criatividade para conseguir alguns minutos do tempo do cliente para apresentar o produto, já o captador do hotel deve ser uma extensão do concierge e isto inclui: chamar a pessoa pelo nome, fazer uma gentileza como levar uma toalha até a beira da piscina, entre outros detalhes. O cliente só vai comprar o produto se ele gostar de quem está oferecendo, isto independe do produto ou da empresa. Falar da programação do parque e as atrações imperdíveis é um bom gancho comercial”, revelou.

Já Neto Thomeny disse que o captador deve conhecer bem o produto que está oferecendo para fazer uma abordagem com muita bagagem e conhecimento, assim como deve qualificar já no olhar as pessoas prospects identificando pontos com maior potencial. “Um ponto importante no trabalho do captador, mas que existe muita resistência no setor, é que o trabalho dele dever ter uma sinergia muito grande com o pessoal da área comercial e de marketing, e esta realidade já está mudando”, completou a participação do painel.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Foz do Iguaçu a convite da RCI para cobrir o Top Seller Events 2017 e se hospeda no Mabu Thermas Grand Resort

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image