Publicidade
SPCVB

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 7 minutos

O destino Canela conta com uma moderna infraestrutura turística, fica próximo a capital gaúcha e o clima ameno favorece os novos investimentos que estão acontecendo

A cidade de Canela (RS) fica apenas 6 km de Gramado, um dos destinos mais consolidados no Brasil, distante apenas 111 quilômetros de Porto Alegre e há 70 quilômetros de Caxias do Sul. Como essas cidades possuem aeroportos e com fácil acesso por estradas que contam com paisagens deslumbrantes, Canela é quase visita obrigatória para quem vai a Serra Gaúcha. O nome da cidade provém de uma árvore, chamada de Canela, que era localizada na área central da cidade, hoje Praça João Corrêa e essa caneleira servia de ponto de encontro e pousada de tropeiros.

A cidade conta com cerca de 45 mil habitantes e ocupa uma área de 253.730 km² e seu clima subtropical de altitude atrai turistas de várias partes do Brasil e do mundo. Agroindústria (moveleira, malharia, madeireira), assim como a de chocolate, são grandes atividades que movimentam a economia da cidade, mas o segmento hoteleiro também possui uma grande importância e está crescendo cada vez mais impulsionado pelo grande potencial turístico da cidade que oferece muita tranquilidade e opções de lazer e descanso. Belos parques e atrativos turísticos, que usam como cenário belezas naturais, matas nativas, ar puro, o cantar dos pássaros e belas estruturas construídas para bem receber, proporcionando momentos de paz, diversão e lazer. Uma das principais atrações turísticas é a Cascata do Caracol, uma queda livre de 131 metros de altura, localizada dentro do Parque Estadual do Caracol. Outra atração que faz muito sucesso e que foi inaugurada recentemente é o Skyglass Canela, primeira plataforma estaiada de aço e vidro da América Latina e uma das maiores do mundo. Outro ponto turístico muito visitado é a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, conhecida popularmente como Catedral de Pedra.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

O Skyglass é uma plataforma estaiada de aço e vidro inaugurada recentemente em Canela (Foto – Divulgação)

Publicidade
Soluções 1

As temperaturas agradáveis, sempre com uma atmosfera europeia devido a sua arquitetura característica originária dos imigrantes alemãos e italianos, também somam ao potencial turístico da cidade. Com isso, está atraindo novos players para a hotelaria da cidade que hoje conta com cerca de 100 empreendimentos hoteleiros e aproximadamente seis mil leitos, mas esse número deve aumentar bastante nos próximos anos. De acordo com Alexandre Mota, Diretor da Caio Calfat Real Estate Consulting, a região das Hortênsias, que tem Gramado e Canela com as cidades mais destacadas, recebe por ano cerca de seis a sete milhões de visitantes (dados e pesquisas da Prefeitura/Estado). “Esse fluxo faz com que Gramado/Canela tenha uma das mais expressivas taxas de ocupação de um destino hoteleiro nacional, algo entre 65% a 68% anualmente, mesmo com uma crescente oferta. Além de uma grande oferta em inventário disponível, porém com menor taxa de ocupação. Todo esse fluxo e o entendimento das duas cidades que o turismo é a atividade econômica mais importante dá segurança para investimentos. Por isso uma onda de novos empreendimentos se espalhando por toda a cadeia de turismo da região, com destaques para hotéis, sendo o mais emblemático o Kempinski Canela”.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

O antigo Laje de Pedro em Canela está passando por uma grande reforma para se transformar no primeiro hotel Kempinski na América do Sul (Foto – Divulgação)

Publicidade
Clima ao Vivo
Destinos de redes internacionais

Essa é a primeira unidade na América do Sul do mais antigo grupo de hotéis de luxo da Europa e se dará através de uma ampla reestruturação do Laje de Pedra que foi um dos mais tradicionais do Brasil e se encontrava fechado e vai exigir R$ 540 milhões em investimentos para se adequar ao luxuoso padrão deve hotel luxo plus. O empreendimento passará por uma importante remodelação e ampliação arquitetônica a fim de retomar sua posição de liderança na hotelaria de lazer do Brasil. O hotel conta com projeto de arquitetura assinado pela Perkins & Will, paisagismo de Sérgio Santana e decoração de Patricia Anastassiadis. Vai ocupar uma área total de 61 mil m², terá 357 apartamentos com tamanhos de 54m² a 290m². Entre as atrações estão quatro restaurantes e cinco bares internacionais com amplos terraços e vistas únicas, enoteca, rooftop bar com lareira aberta, teatro e área para eventos.

Publicidade
Faitec
DoubleTree by Hilton Canela

Outra renomada rede hoteleira internacional que elegeu Canela para erguer uma unidade é a Hilton, através da bandeira DoubleTree. A localização privilegiada, próximo ao Parque Estadual do Caracol e do Parque Terra Mágica Florybal, será um dos destaques do novo hotel. O projeto tem previsão de ficar pronto no início de 2024 e está sendo desenvolvido pelas empresas Sotel Hotelaria e M. Tavares Empreendimentos. “Canela está se desenvolvendo com grandes projetos, inclusive de um novo aeroporto e centro de convenções. Isto foi o que nos motivou a empreender na cidade e investir cerca de R$ 40 milhões durante a fase de implantação e depois geraremos renda para mais de 200 pessoas direta e indiretamente. Vamos levar nossa cultura organizacional de Maceió para um local que já é referência em atender bem. Temos muita expectativa sobre isso pois o gaúcho, especialmente o canelense, é um povo muito acolhedor e receptivo. Nosso hotel tem uma ambientação que remete à floresta de araucárias, natureza, ao chocolate caseiro e ao vinho, muito típicos da região. É um hotel de 121 quartos e suítes, com todos os requisitos que a marca pede, tanto em conforto de acomodação como de área comum, e o tradicional cookie Double Tree. O projeto é do arquiteto local Rafael Manzoni, já que valorizamos muito a arquitetura da região, e ele tem um conhecimento muito vasto pois é canelense e o projeto de interiores, está sendo elaborado pela Michaellis Arquitetos Associados, com mais de 170 empreendimentos hoteleiros realizados. Estamos convictos que o DoubleTree by Hilton Canela vai surpreender. A nossa empresa Sotel Hotelaria é quem vai gerir o empreendimento e o contrato com a Atlantica prevê uma assessoria de gestão comercial e padrões de marcas, por se tratar de uma franquia”, atesta o investidor Eduardo Brandão Tavares.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

Eduardo Brandão Tavares: “Estamos bem confiantes na performance do DoubleTree by Hilton Canela” (Foto – Divulgação)

Publicidade
Escola de resultados
Novotel Canela

Outra rede internacional que deverá chegar em Canela no primeiro semestre do próximo ano é a francesa Accor através da bandeira Novotel. Para isso, assinou um contrato com a CommandInvest – Incorporadora e Construtora que demandará um investimento de cerca de R$30 milhões a ser realizado pelo proprietário. O Novotel Canela ficará há poucos metros da avenida Osvaldo Aranha, entrada da cidade, onde se encontram as principais opções de comércio, entretenimento e gastronomia. Terá 117 quartos, restaurante, 182 vagas de garagem rotativas e dois subsolos de garagem. Além disso, contará com um projeto de design em parceria com os escritórios EA+ Arquitetura, Escritório de Designer e Arquiteto UFSC 1990. A unidade está sendo construída em um complexo com infraestrutura completa, incluindo piscina aquecida, sala de jogos, fitness, restaurante com cozinha internacional, sauna seca, bicicletário e brinquedoteca, o que garante tranquilidade e conforto.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

A moderna edificação do Novotel Canela terá 117 apartamentos (Foto – Divulgação)

Jangal das Araucárias

Já a rede e Swan Hotéis está lançando no segundo semestre desse ano o hotel boutique Jangal das Araucárias. A arquitetura é focada em um estilo minimalista dentro de um contexto de extremo conforto e privacidade, além de qualidade de vida e bem-estar para o hóspede por meio do contato direto com a natureza. Aliás, a sustentabilidade é marca do projeto, desde o reuso de tijolos de barro antigos, sistema de captação de energia solar, estação de abastecimento para carros elétricos, reaproveitamento da água da chuva até a preservação de uma área de 2 mil m² de araucárias seculares. O hotel será erguido no bairro da Vila Suzana e terá   47 apartamentos – em suas três configurações – que valorizam a discrição e o silêncio, tanto para casais como para famílias em viagem. Haverá um moderno sistema de janelas termoacústicas de padrão europeu. Lareiras elétricas em suítes especiais e calefação em todas as peças também garantem o conforto térmico. No mobiliário, além de móveis de design, madeira de sete araucárias derrubadas na obra foram reaproveitadas integralmente para a criação de mesas de centro e aparadores nos quartos. Nenhuma peça é igual a outra, aumentando a personalização dos ambientes. Como contrapartida, cada árvore dessas foi replantada na proporção de 30 por 1 em uma área de preservação permanente.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

O Jangal das Araucárias deve entrar em operação no segundo semestre desse ano (Foto – Divulgação)

Laghetto Viverone e Golden Villagio Laghetto

E quem também está de olho nas oportunidades geradas pelo turismo de Canela para poder se expandir ainda mais é o Grupo Laguetto. Ele deve entregar em breve o Laghetto Viverone que está em fase final de construção bem na entrada da cidade, com 168 unidades e investimento de R$ 60 milhões captados no mercado de investidores. Também já estão sendo comercializadas pela equipe WAM Comercialização, as unidades do Golden Villagio Laghetto, primeiro resort compartilhado de Canela. O empreendimento está sendo construído na mesma área que abrigou a Casa da Mamãe Noel. Respeitando a tradição histórica do local será feita a revitalização, por exemplo, de uma casa do ano de 1916. Com uma estrutura diferenciada e inédita na cidade, o novo resort de luxo da Serra Gaúcha terá 275 apartamentos com 40,8 m² cada, lobby com lareira, playground, piscinas cobertas adulto e infantil, spa, sala de jogos, brinquedoteca, academia, cinema, restaurante, adega e outros benefícios para os proprietários.  A previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2025 e o empreendimento vai gerar mais de 600 empregos para Canela – 350 vagas diretas e 250 indiretas.

Canela (RS) se prepara para receber sete novos hotéis nos próximos anos

O Golden Villagio Laghetto, primeiro resort compartilhado de Canela (Foto – Divulgação)

 

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA