Publicidade
Trofeu fornecedor

As transformações das plataformas de short-term na hotelaria

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Thomaz Guz* – A polêmica das plataformas remonta a 2008, quando o Airbnb foi fundado, e gera constantes atritos entre a hotelaria e aplicativos de aluguel por temporada. Enquanto o segundo não recolher alguma contribuição sobre o serviço de hospedagem, no qual faz intermediação, a hotelaria continuará falando em concorrência desleal. Agora, não seria essa pendenga um pouco ultrapassada, até porque várias operadoras nacionais já investem no segmento de short-term rentals? Mais ainda, uma espécie de evolução da outra ou a disputa nunca vai acabar?

Publicidade
Anufood

A humanidade sempre esteve cercada de problemas e, consequentemente, soluções para resolvê-los. Com a tecnologia e a globalização, mais opções surgiram para enfrentar tais necessidades. Podemos trazer centenas de problemas comuns que tiveram suas soluções moldadas com a evolução dos meios de produção e a tecnologia ao longo do tempo.

O desafio, por exemplo, de locomoção é um dos mais antigos da história, inicialmente a cavalo, depois carruagem, veículos a vapor até os automóveis que conhecemos hoje. O mesmo problema, com diferentes soluções. A solução mais eficiente, prática e que melhor funciona, é a que sobrevive.

Publicidade
Faitec

Podemos utilizar esta analogia para diversos outros produtos do dia a dia: alimentação, música, filmes, compras… Praticamente tudo que consumimos nasceu de forma analógica até chegar em uma solução automatizada e prática – e ainda tem muito mais por vir.

Algumas dessas soluções levam mais tempo para serem implementadas na sociedade, principalmente aquelas que envolvem também a experiência offline e que possuem pontos regulatórios estabelecidos. Um ótimo exemplo é a “disputa” Uber x táxis: foi identificada uma necessidade, criada uma aplicação analógica e toda uma estrutura para regulamentar tal modelo.

Há alguns anos, esta era uma das únicas formas de se locomover do ponto A ao ponto B. Então, com a tecnologia, foi criada uma nova solução em que as pessoas poderiam contratar o serviço de um motorista, sem fricção, de forma mais eficiente e, consequentemente, mais barata. Qual dos dois modelos tende a se perpetuar? Não é a mesma lógica?

Publicidade
Altenburg

 

As transformações das plataformas de short-term na hotelaria

A plataforma Nomah utiliza muita tecnologia para maximizar a comodidade dos clientes – Imagem – Reprodução

Publicidade
Harus 1

E quando olhamos para o short-term rentals, acredito no mesmo processo de automatização, eficiência e custo benefício para o cliente. O problema de se hospedar por algum tempo em determinado local só era possível ser atendido por um hotel (forma analógica). Para isso, é necessário um espaço físico, pessoas e uma operação para suportar.

Hoje, com a possibilidade de utilizar e consumir apartamentos sob demanda, sem todos os custos operacionais de um hotel, se torna um caminho claro a favor da eficiência e da melhor forma de resolver o problema.

Na Nomah, nosso time de tecnologia e produto trabalha duro para tornar uma solução, antes analógica, em uma solução prática, fluída, eficiente e com uma experiência excepcional aos clientes. Nosso propósito é facilitar e melhorar o mundo que vivemos.

É verdade que há uma zona cinzenta nestes novos modelos de negócios e as autoridades precisam adaptar as regulamentações para este novo mar de oportunidades. Agora, o que a história nos provou é: os problemas sempre existiram, mas as soluções mudam, consequentemente, de acordo com a nossa evolução. De qual lado você quer estar?

*Thomaz Guz é founder e CEO da Nomah, startup de locação flexível que oferece a gestão e transformação de ativos residenciais.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA