Publicidade
Simmons

Análise da realidade econômica em tempos de pandemia da COVID-19

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Mario Cezar Nogales* A crise mundial que se iniciou a partir do estabelecimento da pandemia em nosso planeta colocou em xeque vários setores da economia, principalmente para os do terceiro setor que em bola de neve atingiram alguns do segundo e primeiro setor contudo, as informações econômicas em nosso País parecem incongruentes com o que vemos na realidade.

Publicidade
Altenburg

No setor hoteleiro estamos a 30% das vendas do que era até 2019, de agosto de 2020 até fevereiro 2021 houve uma melhora para o turismo de lazer onde alguns números atingiram resultados melhores que em 2018 para voltar ao ostracismo a partir de março. Enquanto isto temos as notícias de que a taxa de crescimento do PIB está em 3,2 nos últimos três meses, taxa de desemprego 14,4%, balança comercial em alta, bolsa de valores em alta, entrada no país de várias novas marcas, notícias de investimento em novos hotéis por marcas já estabelecidas e outras marcas novas e me pergunto, o que de fato está acontecendo?

Perece até que estamos em uma realidade “orweliana” em o admirável mundo novo, as organizações mundiais começam a se impor com aparências de um estabelecimento de um novo governo mundial enquanto em nosso país ficamos digladiando se o governo federal foi ou está correto, com a quebra da estrutura de tri-poderes impetrada tanto pelo judiciário quanto pelo legislativo, grande parte da mídia se impondo em suas narrativas com grandes diferenças da realidade.

Publicidade
Engie

 

Análise da realidade econômica em tempos de pandemia da COVID-19

A má distribuição de renda se acentuou em razao da pandemia da COVID-19 – Imagem de Frantisek Krejci por Pixabay

Má distribuição de renda cresceu 

O fato é que a frase “o rico está ficando mais rico e o pobre está ficando mais pobre” está entrando em nossa realidade com uma força que não estamos enxergando pois notem: de forma mundial foram impedidos de trabalhar apenas os pequenos, ou seja, 80% da força econômica, os grandes grupos permaneceram ou tem caixa suficiente para se manter, o mesmo ocorre com a hotelaria, enquanto a grande parte que se trata de hoteleiros individuais sem bandeira e com administração familiar estão vendendo o almoço para comprar o jantar, as grandes marcas permanecem com planos de expansão.

Publicidade
Onity

Assim como na realidade orwaliana, apenas grandes grupos econômicos administram a força de trabalho separando as pessoas em castas de alfas, betas, gamas etc. Aqueles que são contrários a este tipo de realidade ou aceitam ou serão levados ao ostracismo, chipagem e vacinação se tornarão obrigatórias, afinal de contas já há notícias de que aqueles que não estejam vacinados não poderão entrar em certos locais.

Análise da realidade econômica em tempos de pandemia da COVID-19

As contas estão cada dia mais difíceis de se equilibrar – Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

Enquanto isto em terras tupiniquins, estamos “autorizando ao presidente” novamente pois parece que não houve entendimento de que já transferirmos este poder quando o elegemos, estamos esbravejando que “queremos trabalhar” pois, afinal de contas, a grande força do terceiro setor foi retirada e nos enfraqueceram para que aceitemos a nova realidade ou…

*Mario Cezar Nogales é consultor especializado em hotelaria e conta com experiencia no ramo desde 1989, sendo autor de livros técnicos em hotelaria Instagram @snconsultoriahoteleira – Contato – mario.nogales@snhotelaria.com.br

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA