Publicidade
Leceres

Allia Hotels nasce a maior rede hoteleira 100% nacional

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 6 minutos

A rede Allia Hotels nasce a partir da aliança estratégica de três importantes redes hoteleiras regionais do Brasil. Bristol Hotels, Plaza Inn e Grupo Solare 

 

 

Há exatos nove meses três culturas empresariais distintas, reunindo a prudência e discrição mineira, o arrojo e ousadia paulista e o ponto de equilíbrio e flexibilidade nordestina, começaram um namoro que evoluiu gradualmente e acabou em casamento. O fruto dessa união entre as redes mineira Bristol, a paulista Plaza Inn e a maranhense Solare, tem nome e mostra a que veio: chama-se Allia Hotels e chega para tornar-se a maior rede de hotéis do País, com controle 100% nacional. 

Sonora e carregada de simbolismo, a marca Allia é a abreviação de Aliança e significa sorte em latim e ousadia e dinamismo em árabe. Alia jacta est – a sorte está lançada! E tem tudo para dar certo, apostam os presidentes da Bristol Hotels, José Adalto Silva; da rede Plaza Inn, Claudio Monegaglia e do grupo Solare, Rogério Tavares. A chegada da nova rede hoteleira será presidida por André Monegaglia e acaba de ser anunciada oficialmente ao mercado durante o 38º Congresso Brasileiro de Agências de Viagem – ABAV 2010 e Feira das Américas, que acontece de 20 a 22 de outubro, no Riocentro, no Rio de Janeiro. 

Antes, sob absoluto sigilo e discrição como recomendam os melhores manuais de comunicação, as direções de cada uma das três redes se anteciparam e reuniram suas equipes para comunicar oficialmente o novo momento, esclarecer dúvidas, e principalmente, mostrar-lhes a dimensão das imensas oportunidades de crescimento e desenvolvimento que surgirão para todos a partir desta união.  

 

O DNA de origem de cada uma das redes hoteleiras

Alguns pontos em comum unem as três redes. Um deles é o que certamente facilitou o entendimento e propiciou a evolução dessa aliança estratégica: todas têm uma grande força regional, onde se destacam, conhecem profundamente o mercado e oferecem atendimento de alta qualidade. Além disso, possuem gestões extremamente profissionais, com suportes de auditorias e consultorias externas, certificações ISO, entre outros certificados de qualidade e atributos. Outro ponto importante e convergente entre as operadoras hoteleiras é a transparência, a ética e a conduta ilibada de seus administradores. E uma terceira vantagem competitiva: atuam num segmento de padrão executivo médio, privilegiando o conforto, a segurança, a eficiência e a conveniência ao invés de luxo, proporcionando aos hóspedes uma excelente relação custo x benefício.  

A mineira Bristol Hotels, fundada em 1987, concentra hoje sua atuação nas praças de Minas Gerais (Belo Horizonte, Ipatinga e Timóteo, no Vale do Aço), Espírito Santo (Vitória, Guarapari) e Goiás (Goiânia). Criada em 1977, a paulista Plaza Inn, por sua vez, mantém unidades em São Paulo, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Campos do Jordão, Ilhabela, Goiânia e Araxá, em Minas Gerais. Fundado em 1995, o Grupo Solare é hoje o terceiro maior administrador hoteleiro das regiões Norte e Nordeste em número de empreendimentos. Possui hotéis em São Luís (MA), Lençóis Maranhenses (MA) e Belém (PA). Juntas, as três redes acumulam uma experiência de mais de 60 anos no segmento hoteleiro, com abrangência nacional e ampla diversidade e riqueza em termos culturais, turísticos e sócio-econômicos. 

 

Objetivos estratégicos

Os objetivos que nortearam a decisão dos empreendedores foram reduzir custos, maximizar lucro, incrementar a força de venda, obter maior capacidade de gestão, conseguir ganhos de escala e sinergias, padronização das melhores práticas e potencializar visibilidade, aliando a experiência de sucesso de cada uma das redes a uma gestão inovadora, na qual prevaleçam a alta qualidade de serviços a custos competitivos, a satisfação dos clientes e maior retorno a seus investidores. 

Nesta primeira fase, as três redes farão parcerias, buscando padronização de operações e ganhos de escala, nas áreas: comercial, de reservas, de tecnologia e marketing. Em até dois anos está prevista a fusão total dos grupos hoteleiros.

 

 

Números robustos 

confirmam a força da nova rede

O grupo Allia Hotels fechará o exercício de 2010 como a terceira maior rede hoteleira do País e a maior em capital nacional, com 40 hotéis em operação, dos quais 16 da rede Bristol, 12 do grupo Solare e 12 da rede Plaza Inn. Nos próximos quatros anos, o crescimento projetado com base em novos contratos será exponencial: em 2014, a Allia Hotels contará com 70 hotéis, dos quais 29 da Bristol, 24 do Solare e 17 do Plaza Inn. Hoje as três redes juntas possuem 3038 UHs (unidades habitacionais), que se somarão a outras 4.511 novas UHs, totalizando 7.549 UHs ao final de 2014. O quadro de funcionários mais que duplicará, passando dos atuais 1.600 para 3.400 até 2014. 

Em 2009, a receita total de hospedagem do grupo foi de R$ 120,9 milhões, número que deve saltar para R$ 150 milhões em 2010 – enquanto o lucro operacional dos hotéis das redes variou entre 25% e 45% ao ano e o lucro operacional médio sobre o faturamento de hospedagem situou-se em 32%. O índice de satisfação do cliente – talvez o indicador mais relevante desse segmento – alcançou incríveis 98%. A taxa de ocupação média, que em 2009 atingiu 62%, deve evoluir para 65% em 2010. Outro indicador da boa gestão das redes, que agora compõem o grupo Allia Hotels, revela que os empreendimentos vêm apresentando anualmente índices acumulados bem superiores à remuneração da caderneta de poupança.

 

Mais sinergia e 

competitividade com nova 

estrutura Comercial, de TI e Marketing 

A aliança das três redes possibilitará, de imediato, ganhos significativos em termos de sinergia e competitividade. A estrutura comercial, por exemplo, passará a contar com quatro escritórios centrais de vendas, em São Paulo, Ribeirão Preto, Vitória e São Luís. A estes somam-se outros nove escritórios regionais, localizados no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Belém, Vitória, São Luiz e São José do Rio Preto. Além de sete representantes regionais de vendas, baseados em Salvador, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Cuiabá, totalizando 58 profissionais, coordenados por um Comitê Gestor. Tudo isto permitirá políticas, manuais, procedimentos operacionais e tarifário nacional padronizados e um gerenciamento alinhado. 

Na área de TI a união irá possibilitar a criação de um banco de dados de clientes corporativos único e centralizado; software integrado de CRM e envio de email-marketing, processos contínuos de telemarketing e implantação de tarifas flutuantes (visando encontrar a melhor tarifa disponível para o cliente naquele momento), sistema de reservas on line em todos os sites do grupo, entre outras vantagens.

Na área de Marketing, a nova rede terá um plano unificado, padronização de materiais promocionais e da identidade visual interna e externa dos estabelecimentos, investimentos potencializados em SEO, links patrocinados e mídias sociais, assessoria de imprensa e participação compartilhada em grandes feiras e eventos do trade.

 

Governança e valores 

corporativos da nova bandeira 

valorizam a sustentabilidade

A recém-criada rede Allia Hotels ganhará também em termos de governança corporativa, com um modelo  formado por um Conselho de Administração e comitês gestores, uma gestão financeira mais acurada – contemplando o conceito de Accountability, com demonstrações contábeis alinhadas aos padrões internacionais (IFRS – International Financial Reporting Standards) – auditoria independente e conselho fiscal. O objetivo é proporcionar um ambiente com processos decisórios transparentes, tornando-a mais atraente para novos investidores. Esse modelo prevê também maior integração com a comunidade e ações de preservação ambiental.

 

Crescimento econômico e do potencial turístico 

nacional estimularam a parceria

Atentos às perspectivas futuras, os dirigentes das redes Bristol, Plaza Inn e Solare despertaram para esta aliança estratégica em função de três pontos principais: A melhor distribuição de renda proporcionou poder de compra à classe C, que é a porta de entrada para o turismo no Brasil. “Antes essas pessoas iam para as casas de amigos e parentes quando viajavam. Hoje já se hospedam em hotéis”, ressalta o Presidente da Allia, André Monegaglia. Esse fato somado ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que deverá apresentar taxas vigorosas de crescimento de 5% ao ano até 2015, contribuirá para aumentar de forma sustentada a demanda hoteleira de negócios, segundo André Monegaglia. E, finalmente, perspectivas concretas de incremento do potencial turístico internacional, a partir de grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, colocarão o Brasil na vitrine mundial. “A Allia Hotels já nasce como uma empresa hoteleira brasileira forte, dona de uma excelente capacidade de gestão. Crescerá de forma robusta e sustentada, para se tornar ainda maior, acenando para um cenário repleto de novas oportunidades,” conclui Monegaglia.

 

Publicidade
Anuncie conosco

Comments

lilian achoa claudino

sou proprietaria de um hotel no centro de campo mourão pr e busco um grupo para administr-lo se houver interesse e o santa maria hotel atras da catedral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA