Publicidade
LG Eletronics

Airbnb anuncia redução de 25% na sua força de trabalho

Em uma carta aos funcionários, o co-fundador e CEO da Airbnb, Brian Chesky, chamou o surto do novo coronavírus de “a crise mais angustiante da nossa vida” e explicou como ela afetou os negócios da Airbnb. A previsão é de que a receita para 2020 seja menos da metade da receita de 2019. Por essa razão, cerca de 1.800 colaboradores dos atuais 7.500 devem ser impactados.

Embora o Airbnb tenha conseguido garantir US$ 2 bilhões em capital em meio ao surto do novo coronavírus, Brian Chesky diz que ainda existem “duas verdades duras” a se observar: uma é a de que ninguém sabe quando as viagens voltarão e a outra é de como serão essas viagens – e indica que são necessárias outras medidas.

Publicidade
LG Eletronics – Meio

Além das demissões, Chesky diz que as mudanças nos negócios incluirão uma pausa em seu departamento de transporte e nos estúdios da Airbnb. A empresa também reduzirá os investimentos em hotéis e experiências de luxo. Ele acrescentou que as equipes de todo o Airbnb serão impactadas.

Chesky conclui na carta: “Para aqueles que saem do Airbnb, sinto muito. Por favor, saiba que isso não é sua culpa. O mundo nunca deixará de procurar as qualidades e talentos que você trouxe para o Airbnb e que ajudaram a fazer o Airbnb. Quero agradecer, do fundo do meu coração, por compartilhá-los conosco”.

Publicidade
Harus

Seu pedido de desculpas não é o primeiro nas últimas semanas. Em março, Chesky se desculpou com os anfitriões por ter perdido a comunicação sobre a política de cancelamento relacionada ao coronavírus do Airbnb, resultando na doação pela empresa de US$ 250 milhões para ajudar.

O coronavírus teve um impacto particularmente severo sobre o gigante do compartilhamento de residências, já que seus anfitriões lutam para pagar hipotecas, os hóspedes não podem ou hesitam em viajar e especialistas do setor reavaliam o valor do alojamento privado. A empresa estava programada para abrir seu capital em 2020.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Além da diminuição da força de trabalho, elementos mais novos de seus negócios estão sendo deixados de lado – a saber, os hotéis, liderados pela aquisição da HotelTonight pela Airbnb em março de 2019 – e o contínuo esforço em torno de voos e transportes.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA