Publicidade
Leceres

Accor fatura USD 696 milhões na América Latina com lucro líquido de 13,4%

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

A Accor apresentou os resultados financeiros de 2010 na América Latina que apontam um crescimento de 28,9% em seu volume de negócios que atingiu USD 696 milhões com um crescimento de 13,4%, do lucro líquido excluindo a variação cambial e os hotéis abertos no período. O Revpar apresentou 17,3% de crescimento total, dos quais 8,8% em ocupação. Em termos de Brasil, a Accor apresentou uma taxa de ocupação média acumulada de suas 165 unidades em 2010 de 72% e uma diária média de R$ 165,00. De acordo com o CEO da Accor para a América Latina, Roland de Bonadona (Foto), os resultados são considerados excelentes e uma das operações mais rentáveis da Accor no mundo. “Este crescimento deverá ser sustentável nos próximos anos em razão de nossa política de expansão que prevê 300 hotéis em operação até 2015. O grande salto será através do modelo de franquias que estabelecemos, onde devemos ter 100 novas unidades Formule 1 no Brasil no período”, destaca Bonadona.  Segundo ele, a empresa, assinou 24 contratos com investidores em 2010 para novos empreendimentos na América Latina, sendo que 12 investidores já são parceiros da Accor em outras unidades, o que demonstra a confiança que eles possuem na administração. Com os novos contratos assinados, a Accor passa a ter 84 hotéis sendo implantados na América Latina, que irão compor sua estratégia de ter, até 2015, 300 hotéis em operação.
O modelo de negócios que a Accor adotou para desenvolvimento de novas unidades na América Latina é bem diversificado e no Brasil não poderia ser diferente. Do total de 165 hotéis, 52% são administrados, 30% sob locação, 7% próprios e 12% em franquias. “Dentro da nova estratégia mundial da Accor devemos ter 31% dos futuros empreendimentos no modelo de franquias que impulsionarão nosso crescimento no Brasil nos próximos anos. Temos um projeto que prevê a construção de 100 hotéis em cidades de 100 a 500 mil habitantes, com investimentos previstos da ordem de R$ 500 milhões – cerca de R$ 4 a R$ 6 milhões por hotel, podendo vir de linhas de financiamento, como as disponíveis no Banco do Nordeste. Serão hotéis da bandeira Formule 1 com 60 a 100 apartamentos, taxa de ocupação prevista acima de 80% e diária média de R$ 80,00. O protótipo do hotel está sendo construído com recursos próprios da Accor em Piracicaba, interior de São Paulo, e deve ser inaugurado já no primeiro semestre deste ano”, revela Abel Castro (Foto), Diretor de desenvolvimento.

Publicidade
Harus 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA