HOME Matérias ABIH e FBHA se reúnem com Secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade

ABIH e FBHA se reúnem com Secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade

56
0
SHARE
Manoel Linhares, Carlos Costa e Alexandre Sampaio (Foto: divulgação)

Manoel Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional, e Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira da Hospedagem e Alimentação – FBHA, estiveram reunidos no último dia 5 de junho em Brasília com Carlos Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia. No encontro, os representantes da hotelaria brasileira apresentaram a posição do setor em relação às plataformas de economia compartilhada, a exemplo do Airbnb, e reforçaram a necessidade da inclusão do tema na Reforma Tributária e na mudança da lei do inquilinato.

Para Linhares, “O atraso na regulação dessa questão já é responsável por prejuízos tanto na geração formal de empregos, quanto no fomento de divisas para o País. A falta de regulamentação dos sites internacionais de venda de hospedagem desequilibra – em função da baixa tributação que sofrem em seus países de origem – e limitam a concorrência com as empresas nacionais. Hoje, para a indústria nacional de hotéis, está claro que esta lacuna na legislação tributária nacional, no que se refere ao controle e fiscalização dessa prática, pode levar a migração dos hotéis para este tipo de sistema, o que acarretaria em uma queda considerável no pagamento de impostos municipais”. Para o presidente da entidade, é fundamental melhorar o ambiente de negócios do País, buscando soluções para entraves que atrapalham o setor produtivo e que possibilitem o aumento de produtividade e competitividade das empresas de todos os setores.

De acordo com Carlos Costa, que é secretário do Ministério da Economia e um dos principais assessores do ministro Paulo Guedes, os objetivos do novo governo são aumentar a produtividade, gerar emprego e tornar a economia mais competitiva: “A abertura comercial tem que ser gradual e simultânea ao aumento da competitividade e produtividade brasileira. E nós temos que trabalhar juntos, porque não é o governo quem aumenta a produtividade e a competitividade, quem aumenta são vocês (empresários). Nós temos que fazer duas coisas: parar de atrapalhar e apoiar naquilo que podemos apoiar”, declarou.

Um relatório sobre a tributação das plataformas de hospedagem em outros países será enviado para o ministério e, em seguida, uma nova reunião será agendada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image