HOME Matérias Vistos eletrônicos aumentam em 41% número de pedidos para entrada no Brasil

Vistos eletrônicos aumentam em 41% número de pedidos para entrada no Brasil

Dos 81.123 vistos solicitados pela Austrália, Japão, Canadá e EUA de fevereiro a maio, 60.992 foram eletrônicos

49
0
SHARE
Australianos, canadenses, estadunidenses e japoneses podem solicitar o visto eletrônico para entrada no Brasil desde novembro de 2017 - Foto: Cytis/Pixabay

Desde que o visto eletrônico entrou em vigor para turistas da Austrália, Canadá, Japão e Estados Unidos virem para o Brasil, o número de pedidos de entrada no País teve um aumento de 41%, passando de 57.548 em 2018 para 81.123 neste ano. Deste total, 60.992 foram e-visas, no período de janeiro a maio, representando 75% das solicitações.

Até o momento, o Ministério das Relações Exteriores contabilizou 66.962 e-Visas processados para viajantes das nacionalidades alcançadas pela medida desde outubro de 2017, quando a ação passou a valer para o primeiro país beneficiado, a Austrália. Os cidadãos americanos foram responsáveis por 69% de todos as solicitações de e-Visas: 46.192. Os australianos aparecem na segunda colocação com 10.693, seguidos dos canadenses (6.084) e japoneses (3.993).

Para o Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a exigência de visto de entrada é a principal barreira para atração de turistas. “De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a facilitação de viagens pode gerar um aumento de até 25% no fluxo entre os destinos e o fato de termos registrado um crescimento ainda mais significativo mostra que a curto, médio e longo prazo colheremos significativos resultados para o turismo nacional”, avaliou Lummertz.

Apenas em maio, foram registrados 20.006 pedidos de visto, sendo 15.890 e-Visas. Ainda em relação ao último mês, os cidadãos canadenses foram responsáveis pelo maior aumento da demanda, com um salto de 50,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Eles foram seguidos dos Estados Unidos (35,7%), Japão (37,1%) e Austrália (19,1%).

SHARE