HOME Matérias Virgilio Carvalho, Diretor da CNTUR, é nomeado Presidente do CODEFAT

Virgilio Carvalho, Diretor da CNTUR, é nomeado Presidente do CODEFAT

96
0
SHARE
Virgilio Carvalho acredita que segmentos como o Turismo, que reúne 52 setores econômicos, serão fundamentais para estimular o crescimento do país - Crédito da foto - Divulgação

O Diretor da CNTUR — Confederação Nacional do Turismo, Virgílio Carvalho, acaba de ser nomeado o novo presidente do CODEFAT — Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador para o biênio 2015/17. Ele vai substituir Quintino Severo, conselheiro da CUT — Central Única dos Trabalhadores, que esteve à frente da entidade desde 2013. Carvalho declara que pretende fortalecer o seguro-desemprego, a intermediação de mão de obra e a qualificação dos trabalhadores.
Com quatro décadas de atuação no segmento do turismo, Virgilio Carvalho é diretor da CNTur e professor da USP — Universidade de São Paulo e da Fundação Getúlio Vargas. O novo presidente destaca a importância do FAT para a economia nacional. “Vamos dar atenção espacial às questões que possam auxiliar o país a transpor esse momento delicado da economia brasileira”, declara.
O orçamento do FAT para 2016 contará com R$ 76,4 bilhões, recursos que asseguram o pagamento do Seguro-Desemprego e Abono Salarial aos trabalhadores. A previsão para o ano que vem é que sejam desembolsados R$ 17.1 bilhões com pagamento do abono salarial a 23.4 milhões de trabalhadores e R$ 34.8 bilhões com o seguro-desemprego aos 7,9 milhões de trabalhadores com direito ao benefício. Com isso, os gastos com o pagamento dos benefícios pode chegar a R$ 52 bilhões no próximo ano.
Carvalho acredita que segmentos como o Turismo, que reúne 52 setores econômicos, serão fundamentais para estimular o crescimento do país. “Nós do Codefat temos consciência que a nova economia depende também de setores que possuem baixo custo para produzir emprego e renda, como é o caso do Turismo”, explica. O novo presidente acredita ainda na regionalização do desenvolvimento. “Nesse sentido, também o orçamento do FAT é fundamental, por injetar dinheiro na economia, fortalecendo quem mais precisa, como é o caso do seguro-desemprego e do abono”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image