HOME Matérias Aconteceu Viabilidade de empreendimento timeshare é tema de palestra na ADIT Invest 2018

Viabilidade de empreendimento timeshare é tema de palestra na ADIT Invest 2018

52
0
SHARE
Flávio Arbex:"Atualmente existe uma grande mudança de visão de quem adquire uma unidade modelo de multipropriedade"

Terminou agora há pouco a palestra de Flávio Arbex, Diretor da Oito Management, que fez parte da programação da 13ª edição do ADIT Invest, na AMCHAM, localizada na zona Sul paulistana.

O evento é realizado pela ADIT Brasil e a Revista Hotéis é a Mídia Oficial. Em sua rápida palestra de apenas 20 minutos, (novo modelo adotado esse ano pela ADIT Brasil) ele abordou a viabilidade de empreendimento de timeshare e começou destacando que: “Atualmente existe uma grande mudança de visão desse investimento, pois os investidores sabem que ele não vai servir de residência, mas sim de segunda casa. Para quem incorpora, esse modelo tem uma série de vantagens, como uma oportunidade maior de gerar VGV – Valor geral de vendas. Mas é necessário ter gente capacidade para vender esse produto que é muito específico e necessita de especialista”, disse Arbex.

Segundo ele, muitos incorporadores conseguem vender várias unidades no lançamento, com isso antecipa fluxo de caixa, mas se ele não conseguir vender as unidades em sua totalidade fica pressionado com os que já os que compraram e esperam a rentabilidade. “Um projeto de multipropriedade bem estruturado consegue taxa de ocupação de 80% em média. Mas para isso, é necessário que o empreendimento entregue outros serviços para quem está passando o tempo de férias, pois o cliente valoriza novas experiências”.

Dicas apresentadas no slide da palestra de Flávio Arbex

Arbex lembrou que a multipropriedade é uma fração de escritura imobiliária para o resto da vida, que pode passar para membros da família ou até mesmo revender. E finalizando sua palestra, ele deixou algumas dicas para o incorporador como: saber definir como será modelo de negócio e quantas frações terá cada unidade imobiliária; cuidado com o fluxo de caixa, pois cancelamentos são frequentes; saber administrar o fluxo de caixa e evitar alocação incorreta de recursos obtidos com as vendas de contratos.