HOME Matérias Gastronomia Transamerica Mundi Uruguai traz os sabores dos pampas para São Paulo

Transamerica Mundi Uruguai traz os sabores dos pampas para São Paulo

52
0
SHARE
No cardápio, a tradicional parrila uruguaia vem acompanhada por um buffet de saladas e pelo chivito, sanduíche popular no país no qual o pão é recheado com carne, queijo, presunto, ovos e maionese - Foto: Austin Ban (unsplash)

A tradição e o tom cosmopolita da culinária do Uruguai inspirou a última etapa do Festival Mundi do Hotel Transamerica São Paulo, que acontece nos dias 17, 18, 24 e 25 de novembro. Sob o comando do chef Danilo Brasil, a equipe do restaurante Anturius irá preparar almoços especiais nos dias 17 e 24. No cardápio, a tradicional parrila uruguaia vem acompanhada por um buffet de saladas e pelo chivito, sanduíche popular no país no qual o pão é recheado com carne, queijo, presunto, ovos e maionese.

Entre os pratos quentes, destaques também para o puchero e fainá uruguaios, além das empanadas criollas. No menu de sobremesas, o dulce de leche típico do Uruguai e o Pudim Transamerica. Aos domingos, 18 e 25 de novembro, a atração fica por conta do brunch do Hotel Transamerica que, além do cardápio uruguaio, traz também uma mesa de pães e antepastos, pratos quentes, sobremesas e estação de matinais.

O festival também traz uma carta especial de coquetéis preparada pelo mixologista Rafael Oliveira. Muito consumido no Uruguai, o Clericot leva espumante, licor de laranja, abacaxi, morango, uvas verdes, maçã verde e kiwi. Outro drinque do cardápio é o Montevidéu, que traz na receita vinho branco, erva mate, limão, xarope de açúcar e clara de ovo.

Com um território de 176 mil quilômetros quadrados, localizado entre o Brasil e a Argentina, o Uruguai tem culinária rica e cultura gastronômica tradicional, que teve influências indígenas e europeias, principalmente de Portugal, Espanha e Itália. Seus pratos doces e salgados guardam certa similaridade com os que encontramos diariamente nas metrópoles brasileiras, graças à difusão cultural gastronômica dos movimentos de colonização e imigração.

Transamerica Mundi

Lançado em abril, o primeiro destino do Transamerica Mundi foi o Peru. Para ensinar receitas especiais e falar sobre a culinária e os temperos do país andino estiveram presentes a chef Marcela Calegari, do La Mar Cebicheria e o chef Marcos Espinoza, do Lima Cocina Peruana. Em maio, os sabores característicos dos biomas brasileiros foram aproveitados pela chef Bel Coelho, proprietária do restaurante Clandestino. Em agosto, foi a vez de New Orleans apresentar sua gastronomia, como o tradicional prato jambalaya. Em setembro, o Chile, com sua culinária e vinhos. Em outubro, o México trouxe seus sabores aos participantes do festival.