HOME Matérias Trade Sindetur-SP se posiciona contra nova taxa da Lufthansa

Sindetur-SP se posiciona contra nova taxa da Lufthansa

12
0
SHARE
Ilya Hirsch, presidente em exercício do Sindetur SP

O Sindetur-SP – Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo enviou à Diretoria Geral da Lufthansa uma carta de protesto contra a anunciada criação de uma nova taxa nas vendas de bilhetes emitidos por GDS – sistemas globais de distribuição, a Distribution Cost Charge (DCC), no valor de 16 euros a partir de setembro.

Na carta enviada à Diretora Geral da empresa alemã no Brasil, Annette Taeuber, o presidente em exercício do Sindetur-SP, Ilya Michael Hirsch declarou: “Como representantes de mais de oito mil agências de viagens no Estado de São Paulo, quase um terço do mercado nacional, manifestamos nossa surpresa e protestamos de forma veemente contra a criação do DCC pelo Grupo Lufthansa. A nova taxa muda a estratégia comercial da empresa e pune as agências de viagens, responsáveis pela venda da maioria de suas passagens aéreas no Brasil”.

O sindicato alerta que “ao privilegiar apenas seus canais próprios de distribuição – ao mesmo tempo em que cobra uma taxa por emissões nos GDS – essa empresa cria um precedente perigoso para a indústria do turismo em todo o mundo. Entendemos que a aplicação da taxa DCC pelo Grupo Lufthansa pune a rede de distribuição formada pelas agências de viagens, configura atitude contra a livre concorrência e uma prática de reserva de mercado, já que oferece condição especial, com exclusividade, por meio das compras efetuadas diretamente nos canais da Lufthansa”.

Ilya Michael Hirsch afirma ainda que, “se não bastasse a inaceitável concorrência desleal com as agências de viagens e a quebra da harmonia nos padrões comerciais internacionais do agenciamento, a taxa é muito alta: 16% em uma tarifa de 100 euros”, conclui.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image