HOME Matérias Sebrae lança projeto Destinos Turísticos Inteligentes em Petrópolis

Sebrae lança projeto Destinos Turísticos Inteligentes em Petrópolis

96
0
SHARE
O projeto, que chega a Petrópolis na semana que vem, visa facilitar a interação e a integração do visitante antes, durante e depois da viagem - Foto: Evaldo Macedo/FCTP

Na próxima segunda-feira, 7 de agosto, o Sebrae/RJ lança em Petrópolis o projeto Destinos Turísticos Inteligentes. A proposta, já apresentada em outras regiões do estado, visa oferecer ao visitante a melhor experiência turística, promovendo a interação do turista com o destino, por meio de tecnologias inovadoras, governança e sustentabilidade. Dois aplicativos desenvolvidos pelo Sebrae, o Tour da Experiência – Caminhos do Brasil Imperial e Embaixadores dos Parques Nacionais, também serão apresentados no evento e se tornarão aliados dos empresários.

A programação do evento conta com palestras dos consultores Gil Giardelli, sobre Gestão da Inovação, a Liderança Criativa e a Inovação das empresas do Século XX e pessoas do século XXI; Flávio Gueiros, sobre Destinos Turísticos Inteligentes e apresentação do projeto; além de Jarbas Modesto, que vai falar sobre os APPs, que estão disponíveis para Android e iPhone.

O projeto será desenvolvido em etapas, que inclui a organização de um calendário de eventos, capacitações, oficinas e workshops ao longo dos próximos 18 meses de trabalho. O objetivo é oferecer estruturas turísticas diferenciadas para facilitar a interação e a integração do visitante antes, durante e depois da viagem.

Segundo o Analista do Sebrae/RJ, Bruno Leonardo, para promover o desenvolvimento das inovações no turismo são necessárias, entre outras ações, a participação qualificada das lideranças empresariais nas governanças do setor, além de um ambiente favorável aos pequenos negócios de turismo e uma aproximação entre os elos da cadeia de valor, incluindo as empresas dos segmentos que não são líderes. “Os destinos inteligentes aumentam a percepção de valor, tanto dos turistas quando da população local. É um conceito ganha-ganha”, explicou.

Para ser considerado destino inteligente, é preciso ter um espaço turístico inovador e dispor de tecnologia de ponta, ser focado no desenvolvimento sustentável e saber gerir os recursos de forma eficiente. Com isso, esses locais garantem mais competitividade ao setor e possibilitam experiências de qualidade aos turistas, porque além de integrados, também são interativos.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image