HOME Matérias Aconteceu Roland de Bonadona recebeu homenagem na 1ª edição do ADIT Hotel

Roland de Bonadona recebeu homenagem na 1ª edição do ADIT Hotel

70
0
SHARE
O homenageado, Roland de Bonadona, ladeado por Antônio Setin, Abel Castro e Orlando de souza

Finalizando um dia intenso de conteúdo e networking, Roland de Bonadona, francês que esteve à frente da AccorHotels por 42 anos, sendo 25 deles como CEO da rede para as Américas, recebeu o Prêmio Legado ADIT – uma vida que valeu a pena ser vivida -, na 1ª edição do ADIT Hotel, por sua contribuição ao setor hoteleiro do País. O executivo foi o responsável pela visão estratégica que conduziu o grupo Accor na liderança avançada no mercado de hotelaria. Em 2015, passou o bastão para o atual CEO da AccorHotels para América do Sul, Patrick Mendes.

Bonadona dedicou 42 anos de trabalho à AccorHotels

Participaram também da premiação, Orlando de Souza, Diretor Executivo do FOHB; Abel Castro, Diretor de Desenvolvimento da AccorHotels na América do Sul, além de Antônio Setin, proprietário da Setin Incorporadora.

Durante o bate papo, Antônio Setin contou como conheceu Bonadona, há 21 anos, ocasião em que ele estava interessado em abrir um hotel na capital paulista, e, depois de passar uma semana em Paris a convite de Bonadona, decidiu inaugurar o primeiro hotel Pullman do Brasil (o Ibirapuera), operado pela rede AccorHotels. Já Orlando de Souza, num momento descontraído, comentou que conheceu Roland em 1989 quando foi demitido pelo executivo da então rede Quatro Rodas.

Abel Castro, Diretor de Desenvolvimento da AccorHotels na América do Sul

Ao falar dos seus 42 anos de carreira na AccorHotels, Roland de Bonadona afirmou que teve a oportunidade de realizar muitas atividades diferentes dentro da rede, fator que o fez permanecer na empresa por tantos anos. “Acredito que conseguimos criar um background maior trabalhando em locais diferentes, como faz a geração millennnials, por exemplo, que é um conselho que dou aos meus filhos. Mas, obviamente, só tenho elogios para a Accor, pois foi uma vida inteira de trabalho e aprendizado.

Antonio Setin foi um dos primeiros empresários a acreditar na AccorHotels

Bonadona enfatizou, ainda, que uma de suas maiores conquistas durante todos estes anos na AccorHotels foi participar do processo de construção de carreiras de dezenas de pessoas dentro da empresa. “Além disso, uma das minhas maiores felicidades é o próprio Brasil. Aprendi a amar esse país, por conta de seu povo e suas belezas naturais, e a viver como um brasileiro, que enfrenta, diariamente, diversos desafios, não só na carreira, mas na vida cotidiana no geral”.

Orlando de Souza trabalhou muitos anos na AccorHotels e atualmente é o Presidente Executivo do FOHB

Encerrando, o executivo, que hoje atua como Consultor na Bonadona Hotel Consulting/Estratégia e Desenvolvimento, abordou a geração millennials, composta por um público nascido depois dos anos 2000 e que viaja constantemente (estima-se que, em média, cinco vezes por ano), por isso há o crescimento de viagens tanto nacionais quanto internacionais. “Antes, o hotel era um refúgio, um local onde íamos para fugir da realidade, para passar um tempo descansando. Hoje, não. As pessoas vão aos hotéis porque querem vivenciar situações diferenciadas e o setor hoteleiro precisar estar atento a isso. O hóspede está em busca de relacionamentos e experiências enriquecedoras”, enfatizou.